A Polícia Federal prendeu, na manhã desta quarta-feira (12), o deputado estadual Zé Teixeira (DEM), em um hotel em Campo Grande. Ele é investigado na Operação Vostok, deflagrada com o objetivo de combater um esquema de pagamento de propina para políticos de Mato Grosso do Sul.

Ele foi conduzido por policiais para um carro descaracterizado carregando uma mochila. Enquanto aguardava na recepção do hotel, ficou em silêncio e não conversou com a imprensa. Os policiais levaram ainda documentos recolhidos no quarto de hotel.

As investigações começaram no início deste ano, tendo por base os termos de colaboração premiada de executivos de uma grande empresa do ramo frigorifico. Em delação premiada, os colaboradores detalharam os procedimentos adotados junto ao governo do Estado para a obtenção de benefícios fiscais - TARE's.

Segundo a PF, o inquérito foi autorizado e tramita perante o STJ (Superior Tribunal de Justiça), em Brasília, que decretou as medidas em cumprimento. Cerca de 220 policiais federais cumprem 41 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de prisão temporária em Campo Grande, Aquidauana, Dourados, Maracaju e Guia Lopes de Laguna; além de Trairão no Estado do Pará.

São alvos das medidas os endereços residenciais e comerciais dos investigados e os seus locais de trabalho.

Conforme a PF, do total de créditos tributários auferidos pela empresa dos colaboradores, um percentual de até 30% era revertido em proveito da organização criminosa investigada. Nos autos do inquérito, foram juntadas cópias das notas fiscais falsas utilizadas para dissimulação desses pagamentos e os respectivos comprovantes de transferências bancárias.

“Apurou-se também que parte da propina acertada teria sido viabilizada antecipadamente na forma de doação eleitoral oficial, ainda durante a campanha para as eleições em 2014; e que alguns pagamentos também teriam ocorridos mediante entregas de valores em espécie, realizadas nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, no ano de 2015”, destaca a polícia.

Batizada Vostok, a operação faz referência a uma estação de pesquisa russa localizada na Antártida onde já foi registrada uma das menores temperaturas da Terra. O nome faz alusão às notas fiscais frias utilizadas para a dissimulação dos pagamentos.

Fonte: Iviagora

A advogada Valéria Lúcia dos Santos, que foi algemada por policiais militares ao se negar a sair de uma sala de audiência do 3º Juizado Especial Cível de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, afirmou que sentiu "um certo desdém" desde o início da sessão por parte da juíza leiga envolvida no episódio. As duas se desentenderam durante uma audiência de conciliação e discutiram, o que levou a juíza a mandar prender a advogada. A cena foi gravada por pessoas que estavam no local e os vídeos ganharam repercussão em redes sociais.

  • Num primeiro momento, senti que houve um certo desdém da própria juíza leiga, mas abstraí e continuei com o direito de exercer minha profissão. Em determinado momento, eu quis verificar a peça de contestação. Porque não houve um acordo, então automaticamente eu teria que ver a contestação da parte ré e isso me foi negado - contou Valéria. - Foi quando solicitei e fui buscar um delegado da OAB. Subi até o quarto andar e desci, tudo foi muito rápido. Mas quando retornei, fui comunicada que a audiência havia sido encerrada. Por isso a minha resistência em não sair da sala e aguardar o delegado, para ele ver a violações que estavam acontecendo naquele momento. A juíza leiga então chamou os policiais militares. Eu me mantive na resistência, na prerrogativa do meu trabalho. Esse é o Brasil que a gente quer?

A advogada Valéria Lúcia dos Santos foi algemada após contestar um processo no Juizado Especial de Duque de Caxias Foto: Reprodução/Facebook

Na ata da audiência, que começou às 10h20 da última segunda-feira e durou uma hora, a juíza leiga Ethel Tavares de Vasconcelos afirma que "a parte autora teve vista da contestação", ou seja, à defesa que o réu apresentou. A ação buscava uma reparação contra uma suposta cobrança indevida feita por uma empresa de telefonia móvel. No documento, Ethel afirma também que pediu a identidade da advogada, mas Valéria "disse que não estava portando qualquer documento de identidade". A juíza diz que acessou o Cadastro Nacional de Advogados para confirmar a identidade da advogada, mas no sistema não havia foto da advogada. "Apenas 20 minutos depois ela apresentou a identidade que estava na sua bolsa o tempo todo, atrasando as audiências subsequentes", relatou a juíza, acrescentando que a advogada se retirou da sala de audiência sem autorização.

Sobre a identificação no momento da audiência, Valéria alega que o advogado, mesmo não estando nos autos, tem há um prazo de 15 dias para inserir os seus dados:

- Eu estava representando um escritório. A questão ali foi o cerceamento de defesa. O advogado está ali para verificar documentos e isso foi negado. O que gritei ali e me exaltei um pouco foi porque meu direito foi negado. Não estou falando em questão racial. Meu direito de trabalhar foi negado. Quero trabalhar livremente.

Presidente da Comissão de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Luciano Bandeira, anunciou que a entidade pedirá punição máxima para os policiais militares e para a juíza leiga envolvidos:

- Nada justifica o que aconteceu. Mesmo que ela estivesse errada em alguma questão processual, caberia ao magistrado consignar em ata, relatar aquilo e dar a oportunidade para que a advogada apresentasse a sua versão e os seus documentos. Segundo a Súmula Vinculante 11 do Supremo Tribunal Federal, ela não poderia ter sido algemada. E existe legislação federal que veda a prisão do advogado no exercício da sua profissão, salvo em caso de crime inafiançável, o que não poderia ser o caso.

Bandeira afirmou ainda que a postura é de “perplexidade e indignação”.

- O que aconteceu nesta segunda-feira em Duque de Caxias é algo que não ocorria nem na ditadura militar. Uma advogada no exercício da profissão presa e algemada dentro de uma sala de audiência. Isso é inconcebível, é uma afronta ao Estado de Direito, à advocacia brasileira e ao direito de defesa. Tomaremos providências contra os policiais militares que prenderam e algemaram a colega, contra a juíza leiga que tomou essa medida pavorosa, e tomaremos as medidas necessárias para que nossa colega seja ressarcida pelos danos experimentados por esse episódio tenebroso - disse Bandeira, que anunciou também um desagravo à advogada, que será promovido na porta do Fórum de Caxias, na próxima segunda-feira, às 15h.

A pedido da OAB, o juiz titular do Fórum, Luiz Alfredo Carvalho Júnior, tornou sem efeito a audiência, que foi redesignada para o dia 18 de setembro, e será presidida por juiz togado. A Ordem também representou junto ao Tribunal de Justiça contra a juíza leiga, exigindo seu imediato afastamento das funções e também encaminhou o caso ao Tribunal de Ética para avaliação – como juíza leiga, Ethel Vasconcelos é também advogada. Bandeira informou que fará uma representação contra os policiais militares, pela prisão e pelo uso de algemas. A OAB afirmou ainda que tomará medidas civis e criminais para que a advogada seja ressarcida pelos eventuais prejuízos.

No registro feito na 59ª DP (Duque de Caxias), os policiais militares envolvidos no episódio relataram que após atender pedido de emergência da juíza leiga, foram até a sala de audiência e pediram que a advogada se retirasse. "Com isso, foi necessário retirá-la conduzindo pelo braço a mesma, sem uso de algemas. Todavia, a mesma no corredor da própria sala de audiência relutou em sair do local e, levando em consideração grande quantidade de pessoas (no local), foi necessário o uso de algema, para assegurar a integridade física dela e de outras pessoas no entorno, tendo em vista que a mesma não se acalmava". Os policiais afirmam que, com a chegada do delegado da OAB ao Fórum, Valéria se acalmou e foi solicitada a retirada das algemas, o que aconteceu de imediato.

O EXTRA tentou entrar em contato com a juíza leiga, mas ela não atendeu as ligações. Em nota, o Tribunal de Justiça afirmou que está aguardando a conclusão do inquérito policial para se manifestar.

Fonte: Extra

Revelado pelo América-MG e com passagens pelo Fluminense e Watford, o atacante do Everton foi uma das seis novidades na equipe

O atacante Richarlison, 21, e o meio-campista Arthur, 22, aproveitaram a oportunidade e se destacaram na vitória da seleção brasileira sobre El Salvador por 5 a 0, nesta terça-feira (12), em Washington. O amistoso foi o segundo da equipe no ciclo para a Copa do Mundo de 2022 –na sexta, venceu os Estados Unidos por 2 a 0.

Revelado pelo América-MG e com passagens pelo Fluminense e Watford, o atacante do Everton foi uma das seis novidades na equipe em relação ao último jogo. Ele se mostrou um jogador vertical, de boa movimentação e com cheiro de gol, como o treinador brasileiro o descreveu na véspera do amistoso.

As três características foram apresentadas ao torcedor em 15 minutos. No primeiro lance da partida, mostrou a verticalidade e a boa movimentação após receber lançamento de Neymar e invadir a área. Antes de fazer o corte, foi desarmado por Domínguez e o árbitro marcou pênalti, convertido pelo camisa 10 aos 3min.

+ Espanha massacra a Croácia e se destaca no início da Liga das Nações

O atacante mostrou o faro de gol pouco depois e teve ajuda novamente de Neymar, que arrancou com a bola pelo meio e abriu para o Richarlison bater de primeira com a perna direita e acertar o ângulo do goleiro Henry.

Ele deixou sua marca outra vez no segundo tempo, quando Coutinho foi desarmado na grande área e o atacante finalizou de esquerda no canto.

Os dois gols fazem a briga pela camisa nove esquentar. No amistoso anterior, Firmino havia marcado um gol e já vinha de um bom desempenho na Copa da Rússia. Titular no Mundial, Gabriel Jesus não foi convocado para os dois amistosos nos Estados Unidos.

Antes de Richarlison marcar o quarto gol da seleção na partida, Coutinho havia feito o terceiro na etapa inicial. O Brasil ainda fez o quinto com Marquinhos, de cabeça, após escanteio cobrado por Neymar

Se o jogador do Everton mostrou o que se espera de um atacante, Arthur teve uma atuação que o credencia a virar titular neste novo ciclo. Ele controlou o ritmo de jogo, ajudou na saída de bola com passes precisos e foi outro destaque entre os novatos.

Com a fragilidade do adversário, que ocupa a 72ª posição no ranking da Fifa, o goleiro Neto, o zagueiro Dedé e os laterais Militão e Alex Sandro foram pouco exigidos.

No segundo tempo, Tite fez seis alterações. Ele colocou o zagueiro Felipe, o meias Andreas Pereira e Lucas Paquetá e o atacante Everton, que estrearam pela seleção. As outras mudanças foram as entradas de Willian e Douglas Costa, que tinham disputado o último amistoso.

Agora, a seleção volta a campo em outubro, quando enfrenta a Arábia Saudita e a Argentina nos dias 12 e 16, respectivamente.

BRASIL

Neto; Éder Militão, Dedé (Felipe), Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro (Fred), Arthur (Andreas Pereira), Douglas Costa (Willian), Philippe Coutinho (Everton) e Neymar; Richarlison (Lucas Paquetá). T.: Tite

EL SALVADOR

Hernández; Tamacas, Mendoza, Domínguez e Barahona; Alfaro (Orellana), Delgado, Flores (Ibsen Castro), Baires (Álvarez) e Alás (Dustin Corea); Pineda. T.: Carlos de Los CobosEstádio: Fedex Field, em Washington (EUA)

Juiz: Jair Marrufo (EUA)

Cartões amarelos: Neymar e Felipe (BRA); Alfaro e Orellana (ELS)

Gols: Neymar (BRA), aos 3min, Richarlison (BRA), aos 15min, e Philippe Coutinho (BRA), aos 29min do primeiro tempo; Richarlison (BRA), aos 5min, e Marquinhos (BRA), aos 45min do segundo tempo

Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao minuto

A pesquisa Ibope para a Presidência da República divulgada no início da noite desta terça-feira, 11, fez projeções para quatro cenários de segundo turno, que mediram as intenções de voto em confrontos entre Jair Bolsonaro e Ciro Gomes, Fernando Haddad, Geraldo Alckmin e Marina Silva.

Embora Bolsonaro seja o mais rejeitado entre os presidenciáveis, com 41% dos eleitores dizendo que não votariam nele, e o voto por exclusão ganhe força no segundo turno, houve empate técnico dentro da margem de erro de dois pontos percentuais em todos os confrontos.

 

O levantamento publicado hoje é o primeiro do instituto de pesquisas depois do atentado à faca contra o capitão da reserva do Exército, durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG) na última quinta-feira, 6.

Em uma disputa entre Ciro Gomes e Jair Bolsonaro, o ex-ministro tem 40% e o deputado federal, 37%, com 18% de brancos e nulos e 4% de eleitores que não souberam responder ou não responderam.

Quando o adversário de Bolsonaro é Geraldo Alckmin, o ex-governador de São Paulo tem 38% e o parlamentar, 37%, com 21% de votos brancos e nulos e 4% de indecisos.

No cenário que opõe Jair Bolsonaro e Marina Silva, ambos aparecem com 38%, enquanto brancos e nulos são 20% e 4% não souberam responder ou não responderam.

Tendo Fernando Haddad como adversário, Bolsonaro tem 40%, empatado no limite da margem de erro com o petista, que aparece com 36%. Neste caso, brancos e nulos somam 19% e indecisos, 5%.

Fonte: Midiamax

 

Policiais chegaram ao local bem cedo, mas não deram detalhes

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira a Operação Vostok. As equipes foram às ruas com diversas viaturas, inclusive veículos descaracterizados. Neste momento, policiais cumprem mandado de busca e apreensão no prédio localizado na região do Jardim dos Estados, onde mora o governador Reinaldo Azambuja, candidato à reeleição.

Conforme apurado, o advogado Gustavo Passarelli, que faz a defesa de Reinaldo, chegou ao local há poucos minutos, mas até o momento não falou com a imprensa. Por meio da assessoria de imprensa, a PF informou que logo mais vai divulgar detalhes da ação. Também são cumpridos mandados no Parque dos Poderes, na sede do Governo do Estado.

Fonte: Correio do Estado

A policia Militar Ambiental juntamente com a Policia Militar de Novo Horizonte do Sul apreendeu 47 (quarenta e sete) filhotes de papagaios que eram mantidos em cativeiro em uma residência em Novo Horizonte do Sul.

Segundo informações apuradas pela reportagem do Portal de Noticias do ValemsNews, no final da tarde desta terça-feira (11), a Policia Militar Ambiental recebeu uma denuncia de que em uma residência na cidade de Novo Horizonte do Sul havia filhotes de papagaio capturado ilegalmente da natureza, os policiais da Ambiental juntamente com Policia Militar de Novo Horizonte do Sul, deslocaram até o local descrito na denuncia e contataram a veracidade da denuncia.

Uma das pessoas que estava na residência informou aos policiais que os papagaios pertenciam ao Sr. O.P.N, que não estava na residência no momento da chegada do Policia Militar do Meio Ambiente.

O.P.N não foi  localizado, os fatos registrados foram encaminhado as autoridades Policiais de Ivinhema para as providências Legais.

Estavam sendo guardados dentro de três caixas de papelão e um balde plástico 47 (quarenta e sete) filhotes de aves silvestres, aparentando seu da espécie papagaio verdadeiro, onde estavam escondidos dentro de um guarda roupa e debaixo de uma cama, evidenciando portanto, os maus tratos em que os animais estavam sendo submetidos.



O acusado foi multado administrativamente em R$ 500,00 (quinhentos reais) por ave capturado ilegalmente da natureza, e R$ 500,00 (quinhentos reais) por maus tratos, totalizando uma sanção de R$ 47.000,00 (quarenta e sete mil reais).

As aves foram levadas para a cidade de Navirai onde foram prestados os primeiros cuidados já que as aves estavam muito frágil e em condições precárias de guarda as quais foram submetidas.

Segundo revista médica, a mulher estava incapacitada de respirar direito por mais de 6 meses

O Hospital KK de Mulheres e Crianças, em Singapura, retirou um tumor benigno de 27 kg do útero de uma mulher de 53 anos. O caso foi divulgado na revista médica BMJ Case Reports.

Por causa do problema, a mulher não conseguia respirar corretamente há mais de seis meses. De acordo com informações divulgadas pela revista Galileu, a massa tinha tomado a maior parte das cavidades abdominais e pélvicas.

Apesar de não ser cancerígeno, o mioma pode ser fatal se crescer demais, por conta da deformação nos órgãos próximos.

Segundo o residente de ginecologia do Hospital KK Poh Ting Lim, a mulher não havia procurado atendimento médico por medo do processo necessário para se livrar do tumor.

Após a cirurgia, ela ainda teve que realizar plásticas para reconstruir a parede abdominal, destruída por conta da massa.

Fonte: Midiamax

"É inacreditável o que o PT fez esse tempo todo sabendo que o Lula não seria candidato", afirmou o tucano

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, afirmou nesta terça-feira (11) que, ao oficializar Fernando Haddad na chapa do PT, "parou a enganação".

"É inacreditável o que o PT fez esse tempo todo sabendo que o Lula não seria candidato com dois objetivos: o primeiro é vitimização e o segundo é proteger o Haddad", disse.

Ao comentar a viabilidade de Haddad, o tucano afirmou que "não tem adversário difícil nem fácil. O que todo candidato tem que fazer é dialogar com o eleitor. É uma campanha fria no Brasil inteiro e para todo mundo. De grande desencanto e que, portanto, o interesse pela eleição vai ser crescente daqui pra frente". Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao minuto

Mercadoria de verduras que estava no veículo ficou espalhada na pista

Acidente de trânsito na manhã desta terça-feira (11), deixou duas pessoas feridas na Avenida Lúdio Martins Coelho cruzamento com a Rua Vital Brasil, em Campo Grande. A caminhonete teria batido em veículo Prisma e com o impacto da batida as mercadorias ficaram espalhadas pela pista.

À reportagem do Portal Correio do Estado, o feirante Ramão Acosta, de 61 anos, que conduzia estava na caminhonete, contou que seguia pela avenida sentido bairro/centro, quando a condutora do Prisma, de 57 anos, saiu da Rua Vital Brasil, invadiu a preferencial e bateu na lateral do veículo. “ Ela entrou com tudo e me acertou em cheio”, disse.

Com o impacto da batida, outro veículo, um Caminhão modelo F4000, foi atingido pelo Prisma, mas o condutor não sofreu ferimentos.

Na caminhonete também estavam o filho e a mulher do feirante. Eles tiveram ferimentos leves, foram atendidos pelo Corpo de Bombeiros encaminhados até a Santa Casa.

A motorista do Prisma foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (Upa) do Bairro Santa Mônica, também com ferimentos leves.

A avenida ficou interditada por mais de uma hora, período em que a Guarda Civil Municipal esteve no local para auxiliar os motoristas. A Polícia Militar de Trânsito também foi acionada para ajudar na organização da via.

Fonte: Correio do Estado

Briga aconteceu no centro da cidade. Casal foi parar na delegacia

Um homem, de 44 anos, e sua esposa, de 36, foram parar na delegacia ao se agredirem no Centro de Três Lagoas. A confusão aconteceu na manhã desta sexta-feira (30), na rua João Carrato. A briga teria iniciado depois que a moradora flagrou o marido olhando para outra mulher.

Conforme o boletim de ocorrência, revoltada, a esposa agrediu o homem com um tapa na cara. Para revidar, ele a empurrou. A Polícia Militar foi chamada e levou o casal até a delegacia.

Marido e mulher foram liberados depois de serem ouvidos por um investigador. O caso foi registrado como vias de fato.

Fonte: Perfil News

Pagina 5 de 285

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top