Belahy Bezabh chegou em primeiro entre os homens; Sandrafelis Tuei brilhou no feminino

A 94ª edição da São Silvestre foi novamente dominada pelos estrangeiros. Assim como nos últimos anos, os africanos se destacaram na corrida ao puxar o pelotão desde o início e ganhar a prova. Entre as mulheres, a queniana Sandrafelis Tuei garantiu a vitória depois de assumir a liderança no quilômetro final do trajeto. Já no masculino, quem ganhou foi o etíope Belay Bezabh.

Os brasileiros novamente não conseguiram fazer frente aos estrangeiros. Sem vencer no masculino desde 2010 e no feminino desde 2006, o País repetiu ano passado, ao não colocar representantes entre os cinco primeiros colocados. A melhor brasileira da competição feminina foi Jenifer Nascimento, oitavo lugar, e no masculino, o destaque foi Giovani dos Santos, também oitavo colocado.

A elite masculina largou às 9h07 com um pelotão na liderança nos quilômetros finais. Um grupo de 15 corredores permaneceu reunido até o primeiro terço da prova. Maxwell Rotich, de Uganda, é quem puxava a fila, dominada por africanos do Quênia e da Etiópia. O brasileiro Giovani dos Santos era o único representante nacional que fez frente aos estrangeiros nesse inicio de corrida.

Aos poucos, o pelotão de líderes que era de 15 corredores, acabou por diminuir. Na metade final dos 15 km, o grupo ficou restrito a seis competidores e restaram somente dois nos quilômetros finais, a subida da Avenida Brigadeiro Luís Antonio. O bicampeão Dawit Admasu, etíope naturalizado barenita, e Belay Bezabh, também da Etiópia, disputaram a prova até o final.

Favorito, Admasu não conseguiu manter o ritmo forte e deixou escapar o tricampeonato. Bezabh conseguiu acelerar na reta final após passar quilômetros lado a lado com o concorrente, e cruzou a linha da chegada com o tempo de 45min5s. Admasu foi o segundo e o terceiro posto ficou com o Amdework Tadese, também da Etiópia.

Feminino

A prova feminina teve um desfecho emocionante. A queniana Pauline Kamulu disparou desde os primeiros metros e só foi perder a posição no quilômetro final. A atleta, que completou 24 anos neste domingo, dominou a corrida durante a maior parte, inclusive com uma grande vantagem, porém sentiu o ritmo forte durante a subida da Avenida Brigadeiro Luís Antônio, quando perdeu lugar para a compatriota Sandrafelis Tuei, de 20 anos.

Sandrafelis passou a adversária no fim, a cerca de 900 metros da linha de chegada, e impôs um ritmo forte para sustentar a vitória. O tempo da vencedora foi de 50min2s. A terceira posição ficou com a etíope Mestawut Truneh. O resultado fez o Quênia ampliar a liderança no ranking de vitórias na edição feminina. Já são 13 triunfos, ante cinco do Brasil. A melhor brasileira foi Jenifer Nascimento, na oitava posição.

Fonte: Band

 

No Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) de 2019, o valor fixado para o mínimo a partir de 2019 é de R$ 1006

O presidente Michel Temer deixou para o sucessor, Jair Bolsonaro, definir a nova política para o salário mínimo. A regra atual para cálculo perde validade amanhã (1). O valor atual do salário mínimo é de R$ 954.

No Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) de 2019, o valor fixado para o mínimo a partir de 2019 é de R$ 1006. Porém, é necessário confirmar o valor e definir também as regras que vão vigorar para os próximos reajustes.

Tradicionalmente, o decreto é editado nos últimos dias do mês de dezembro. A Agência Brasil apurou que Michel Temer não irá assinar mais nenhum ato que envolva impactos futuros.

O salário mínimo é usado como referência para os benefícios assistenciais e previdenciários. Bolsonaro tem até o dia 15 de abril para decidir se mantém a regra ou se muda.

Pela regra atual, o mínimo deve ser corrigido pela inflação do ano anterior, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) dos dois anos anteriores.

Os ministérios da Fazenda e do Planejamento informaram que o valor do mínimo foi revisado para cima porque a estimativa de inflação pelo INPC em 2018 passou de 3,3% para 4,2%. O INPC mede a variação de preços das famílias mais pobres, com renda mensal de um a cinco salários mínimos. Alguns Estados, como Rio de Janeiro e São Paulo, têm valores diferenciados para o salário mínimo, acima do piso nacional. Com informações da Agência Brasil.

Fonte: Noticias ao minuto

 

Os sortudos fizeram as apostas em Corumbá, Costa Rica e Coxim

 

Apostas na Mega Sena da Virada feitas em Mato Grosso do Sul estão entre ganhadoras. Ao todo, foram 17 apostas vencedoras em todo o país. Destas, três feitas no Estado: em Corumbá, Costa Rica e Coxim. O prêmio total é R$ 302.536.382,66 e cada um receberá pouco mais de R$ 5,8 milhões.

Confira os ganhadores por estado:

São Paulo (dez apostas: Adamantina, Guarujá, Pedreira, Praia Grande, Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo, Votorantim e três na capital);

Acre (uma aposta em Rio Branco);

Amazonas (uma aposta em Manaus);

Bahia (cinco apostas: Salvador, Feira de Santana, Mata de São João, Valença e três em Euclides da Cunha);

Ceará (uma aposta em Várzea Alegre);

Distrito Federal (uma aposta em Brasília);

Goiás (duas apostas: Bela Vista de Goiás e Jataí);

Maranhão (duas apostas: Pedreiras e São Luís);

Minas Gerais (seis apostas: Alfenas, Divinópolis, Martinho Campos, São Sebastião do Paraíso e duas em Belo Horizonte);

Mato Grosso do Sul (três apostas: Corumbá, Costa Rica e Coxim);

Pará (duas apostas: Almeirim e Itaituba);

Paraíba (uma aposta em João Pessoa);

Pernambuco (uma aposta em Lagoa do Itaenga);

Paraná (duas apostas: Campo Mourão e Curitiba);

Rio de Janeiro (oito apostas: Angra dos Reis, Barra do Piraí, Nova Iguaçu, Santo Antônio de Pádua e quatro na capital);

Santa Catarina (uma aposta em Blumenau).

Três apostas ganhadoras foram feitas por canal eletrônico.

Os números da Mega da Virada foram sorteados na noite de ontem (31), em São Paulo. São eles: 05 - 10 - 12 - 18 - 25 - 33.

Os ganhadores têm até 90 dias após a data do sorteio para reclamar o prêmio. Depois desse prazo, os valores não reclamados serão repassados ao Tesouro Nacional para aplicação no Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior).

Fonte: Correio do Estado

 

O pedido de aposentadoria pode ser solicitado pelo número 135 ou pelo site do INSS

O cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição mudou hoje (31), quando foi acionada uma regra implementada por lei em 2015. A regra exige um ano a mais para homens e mulheres se aposentarem. A atual fórmula, conhecida como 85/95, vai aumentar um ponto e se tornar 86/96.

De acordo com a fórmula 85/95, a soma da idade e do tempo de contribuição era de 85 anos para mulheres e 95 para homens. O tempo de trabalho das mulheres era de 30 anos e o dos homens, de 35 anos. Isso significa, por exemplo, que uma mulher que tenha trabalhado por 30 anos, precisaria ter pelo menos 55 anos para se aposentar.

A partir de hoje, para se aposentar com o tempo mínimo de contribuição, ela deverá ter 56 anos. A mesma soma precisará alcançar 86 e 96. A fórmula será aumentada gradualmente até 2026.

O pedido de aposentadoria pode ser solicitado pelo número 135 ou pelo site do INSS.

Fórmula
A regra de aposentadoria é fixada pela Lei 13.183/2015. Nos próximos anos, a soma voltará a aumentar, sempre em um ano. A partir de 31 de dezembro de 2020, passará a ser 87/97; de 31 de dezembro de 2022, 88/98; de 31 de dezembro de 2024, 89/99; e, em 31 de dezembro de 2026 chegará à soma final de 90/100.

Além de se aposentar por essa regra, os trabalhadores podem atualmente se aposentar apenas por tempo mínimo de contribuição: 35 anos para os homens e 30 anos para as mulheres, independente da idade. Nesses casos, no entanto, poderá ser aplicado o chamado fator previdenciário que, na prática, reduz o valor da aposentadoria de quem se aposenta cedo.

Fonte: Agencia Brasil

 

Raven Nix é amante dos gatos. E ela encontrou nos amantes de calcinhas a saída para ajudar os bichanos mais necessitados. A inglesa de 33 anos financia a retirada de gatos das ruas vendendo na internet calcinhas usadas por ela. Para deixar claro, sem lavá-las. A modelo diz arrecadar o equivalente a cerca de R$ 300 mil por ano com a venda de peças íntimas a fetichistas.

Tudo começou cinco anos atrás, quando um desconhecido abordou Raven em rede social perguntando se ela gostaria de vender uma calcinha para ele. Inicialmente, a inglesa achou estranha e nojenta a oferta, mas acabou cedendo. Não parou mais.

Um cliente chegou a pagar R$ 1.230 por duas calcinhas que ela teria que usar, de forma alternada, todos os dias por uma semana.

Raven passou a diversificar. Oferece também sutiãs e meias usadas por ela. Tudo para juntar dinheiro e construir um abrigo para gatos.

"Não resisto em ajudar um animal", disse ela ao “Metro”.

E o namorado não se importa. Ele até toparia vender as cuecas...

Fonte: 94fmDorados

 

Campanha “Bebês da Virada” vai premiar crianças nascidas em todo o Brasil de parto normal nas primeiras horas do ano novo

Com apoio do Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,9 milhões de associados e atuação em 22 estados e no Distrito Federal –, a Icatu Seguros vai premiar bebês que nascerem no Brasil, de parto normal, entre 0h e 2h do dia 1º de janeiro de 2019, com um plano de previdência privada de R$ 2.019,00. A ação “Bebês da Virada” acontece desde a passagem de 2014 para 2015 e já beneficiou mais de cem famílias.

A iniciativa não é sorteio e não precisa de cadastro prévio. Para participar, a família deve entrar em contato com a Icatu Seguros e apresentar a documentação solicitada. Além disso, caso um dos dois pais do bebê da virada já seja cliente da seguradora, a criança receberá o prêmio em dobro, ou seja, R$ 4.038,00.

A campanha “Bebês da Virada” tem como propósito contribuir para a conscientização da sociedade sobre educação e equilíbrio financeiro desde cedo. Por isso, nada melhor do que aproveitar dois momentos que remetem ao futuro: o Réveillon, período em que as pessoas fazem planos para o ano que está chegando, e o nascimento de um filho, quando as famílias também projetam grandes expectativas para o futuro da vida que acabou de começar.

“A expectativa de vida do brasileiro aumentou bastante nos últimos anos e todos esperam usufruir dessa longevidade, preservando sua qualidade de vida. Por isso, o planejamento financeiro é tão importante e pensar o futuro desde cedo, é indispensável, por meio da Previdência Privada”, afirma Rafael Caetano, diretor de Marketing e Canais da Icatu Seguros.

Para Eduardo Correa, superintendente de Produtos e Serviços Financeiros do Banco Cooperativo Sicredi, a ação é uma boa oportunidade para estimular hábitos financeiros saudáveis no dia a dia dos pais e para incentivá-los a guardar dinheiro para garantir uma vida financeira estável no futuro. “A educação financeira deve ser estimulada desde a infância. Quanto mais cedo tocarmos no assunto, mais facilmente os hábitos serão assimilados como estilo de vida”, finaliza Correa.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos 3,9 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br)

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Sobre a Icatu Seguros

Fundada em 1991 pelo Grupo Icatu, a Icatu Seguros é especialista em oferecer as melhores soluções de proteção e planejamento financeiro aos seus 6,5 milhões de clientes. Líder entre as seguradoras independentes nos segmentos de Vida e Previdência e Capitalização, atua também com Gestão de Recursos e Fundos de Pensão. A Icatu está presente em todas as capitais nacionais e distribui seus produtos por meio de uma extensa rede de corretores, clientes empresariais e parceiros comerciais. Administra ativos e recursos de terceiros que ultrapassam R$ 20 bilhões e está presente no topo dos mais importantes rankings financeiros do país. A companhia figura entre os 200 maiores grupos econômicos privados do país, segundo ranking da Revista Exame.

 

Morreu na tarde deste domingo (30) no hospital da Vida em Dourados o comerciante João Ramão Gomes Espíndola de 38 anos que foi esfaqueado no inicio da noite de sábado(29) em um bar de sua propriedade no distrito de Prudêncio Thomaz em Rio Brilhante após cobrar a dívida de uma cerveja no valor de cinco reais junto a um suspeito já identificado pela Polícia.

Depois de ser cobrado o suspeito retornou ao bar e junto com um comparsa também já identificado passaram a esfaquear João Ramão. Ele foi atingido com dois golpes de duas facas diferentes, um dos golpes chegou a transfixar o corpo do comerciante.

Socorrido por uma ambulância que estava próxima ao local, recebeu os primeiros atendimentos no hospital de Rio Brilhante, mas devido a gravidade dos ferimentos foi transferido ao hospital da Vida em Dourados onde morreu na tarde deste domingo.

O corpo será encaminhado para velório e sepultamento no distrito de Sanga Puitã onde residem familiares da vítima. João Ramão era casado e deixa sete filhos ele morava ha 4 anos no distrito de Prudêncio Thomaz onde mantinha o ”bar da amizade” na frente da sua residencia na rua Luciano Correa da Silva.

O caso agora é tratado como homicídio qualificado pelo motivo fútil. Os dois suspeitos ainda estão foragidos um deles tem varias passagens pela Polícia.

João Ramão tinha 38 anos

Fonte: ValedoIvinhema

 

Os suspeitos fugiram pelos fundos do banco, mas apenas um deles foi encontrado

 

Um jovem de 23 anos foi preso em flagrante por roubar uma agência bancária na avenida Eduardo Elias Zahran, no bairro Villas Boas em Campo Grande. O crime teria sido praticado por cinco homens à 1h45 da madrugada desta segunda-feira (31), mas apenas um foi localizado pela Polícia Militar.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, policiais estavam em ronda na região, quando foram informados que o alarme da agência bancária foi acionado. O policial informante afirma que ouviu barulhos vindos de dentro do banco, quando a equipe entrou pelos fundos da agência e fez a varredura do local e encontrou uma das paredes rompida.

Sem sinal dos suspeitos, os policiais ainda fizeram buscas nas ruas próximas ao banco, quando encontraram um jovem que havia fugido da cadeia. Durante a abordagem, ele disse que tinha mais quatro ‘comparsas’, mas que haviam fugido em um carro. Ele se atrapalhou e dizia que era um Fiat Palio, depois dizia que era um Fiat Uno.

O jovem chegou a informar aos policiais sobre as possíveis localizações dos outros suspeitos, mas apesar das buscas feitas pela equipe, os outros homens não foram encontrados. O suspeito foi preso e encaminhado para o Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga. Ele estava com um arranhão na barriga, obtido durante a fuga da agência, quando pulou o muro dos fundos e fugiu em meio a um matagal.

De acordo com o BO, os policiais precisaram usar algemas para conter a agitação do autor do crime. Não há informações se os suspeitos conseguiram levar alguma quantia do banco.

 

Objetivo da oposição é minar planos do presidente eleito em relação à flexibilização do Estatuto do Desarmamento

Com o objetivo de minar os planos do presidente eleito Jair Bolsonaro em relação à facilitação do porte de armas, a equipe do PT no Congresso está elaborando um estudo para verificar quais seriam as limitações do plano de Bolsonaro.

Como apurado pela coluna 'Painel', do jornal 'Folha de S. Paulo', uma análise inicial do grupo afirma haver margem para os petistas apresentarem um projeto de lei que suste os efeitos de uma possível medida editada pelo presidente eleito.

Segundo os técnicos do partido, Bolsonaro não teria poder para alterar o Estatuto do Desarmamento tão facilmente, mas poderá, por exemplo, mudar requisitos exigidos para o registro e posse de armas.

Ainda de acordo com a coluna, pela interpretação dos técnicos da oposição, o militar reformado também poderia alterar a forma e na periodicidade das avaliações de capacidade técnica e aptidão psicológica para se obter o direito de portas armas, mas não poderia eliminar a necessidade desses requisitos.

Fonte: Noticias ao minuto

 

Antes de deixar ministério, Carlos Marun encaminha obras, critica Judiciário e diz que agora vai advogar

Ministro há 1 ano, período em que o presidente Michel Temer (MDB) tinha desaprovação recorde, o deputado federal pelo MDB de Mato Grosso do Sul e ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, deixa um dos principais cargos do primeiro escalão com a rejeição do governo em queda e com mais de R$ 1 bilhão de recursos encaminhados para o estado que representa.

Advogado, o ministro também sai do governo com um recado para o Poder Judiciário, setor em que atuará em 2019. Para ele, operadores do Direito sentiram-se livres para ultrapassar os limites da Constituição, seja ao barrar o indulto de Natal no ano passado, seja para impedir a prisão após a condenação definitiva.

O Correio do Estado conversou com o deputado federal e ministro, que disse que, a partir de 1º de janeiro de 2019, pretende ficar, pelo menos, sessenta dias descansando.

Fonte: Correio do Estado

 

Pagina 10 de 333

Salvar

 

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top