A entrega desse documento é a última fase antes da publicação da sentença

A defesa do ex-presidente Lula entregou na noite desta segunda-feira (7) as alegações finais na ação penal do sítio de Atibaia (SP), em que é acusado de corrupção e lavagem.

Os advogados pedem a absolvição e criticam o ex-juiz Sergio Moro, a atual juíza responsável, Gabriela Hardt, e o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A entrega desse documento é a última fase antes da publicação da sentença por Hardt no caso.

Os advogados produziram um documento de 1.634 páginas e 23 documentos anexos.

Um dos principais argumentos da defesa é a suposta parcialidade de Moro, que comandou o caso até novembro, quando deixou a magistratura para ser ministro da Justiça de Bolsonaro.

A defesa, comandada pelo advogado Cristiano Zanin, voltou a afirmar que o ex-presidente é vítima de "lawfare" -uso de instrumentos jurídicos para perseguição política.

Cita ataques de Bolsonaro a Lula ao longo da campanha eleitoral, como a declaração de que iria "fuzilar a petralhada", para reforçar a contestação à nomeação de Moro para o governo.

"A pessoa que aceitou comandar o 'Ministério da Justiça ampliado' do presidente eleito -o mesmo que afirmou que o defendente [Lula] irá 'apodrecer na cadeia' e que seus aliados serão presos se não deixarem o país e o juiz que tomou diversas medidas ilegais e arbitrárias contra o defendente com o objetivo de promover o desgaste da sua imagem", diz trecho do documento.

Lula está preso em Curitiba desde abril em decorrência de condenação em outro processo da Lava Jato, sobre o tríplex em Guarujá (SP) reformado pela OAS. Com informações da FOlhapress.

Fonte:Noticias ao minuto

 

Dois jovens com um currículo extenso no mundo do crime apesar da pouca idade serviam bebida alcoólica para um comparsa adolescente enquanto faziam diligência procurando uma possível vítima para que ambos cometessem homicídio.

A PM agiu com precisão e rapidez evitando uma possível tragédia na cidade.

Uma vez que os autores confessaram estar à procura de um cidadão não identificado para irar a vida do mesmo.

 

Nomes dos 'brothers' serão anunciados durante a programação da Globo

Depois de muito mistério e pistas verdadeiras ou não dadas nas redes sociais por Boninho -o diretor do Big Brother Brasil, J.B. de Oliveira-, vai sair a lista de participantes do 19ª edição do reality show.

Ao longo da programação de quarta-feira (9), a emissora vai divulgar a lista dos participantes, aos poucos. O programa estreia dia 15 de janeiro e promete ter 'brothers' de diversas regiões brasileiras em busca do prêmio de R$ 1,5 milhão.

Para esta edição, as seletivas foram realizadas em 12 cidades e passaram, pela primeira vez, nas capitais Rio Branco (AC) e São Luís (MA).

O número de participantes ainda não foi revelado, mas o comando do programa continua com Tiago Leifert, pelo terceiro ano consecutivo. Ele substituiu Pedro Bial, que assumiu o programa de entrevistas Conversa com Bial.

Aos poucos, Boninho foi dando dicas sobre os competidores da próxima edição. No entanto, ele não deixou claro se tudo o que dizia era verdade.

Na manhã de sexta-feira (4), ele escreveu no Twitter: "Mais um... uma! O nome começa com B.... 28, mineira", escreveu em uma das mensagens. Logo depois, ele publicou outro texto para confundir seus seguidores. "Atenção alertaspoiler nem todas as dicas conferem!!! É para embaralhar mesmo!! BBB19".

No segundo dia do ano, Boninho começou a provocar os internautas. "Ano novo e a primeira chave da casa vai para um cara 'cabeça' do Nordeste!", escreveu Boninho, em seu perfil no Twitter. Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao minuto

 

Pistoleiros estavam de moto e dispararam várias vezes contra o carro da vítima

A paraguaia Juana Bautista Torres Vera, 41 anos, foi executada a tiros, por volta de 13h desta segunda-feira (7) na Avenida Brasil, em Ponta Porã, cidade que faz fronteira com o Paraguai. O filho dela, um adolescente de 16 anos, também foi baleado e foi levado para o hospital da região.

De acordo com informações do site Porã News, testemunhas disseram que a mulher estava em uma caminhonete Toyota Hilux SW4 prata, com placas Ponta Porã, com o filho no banco do carona, quando foi surpreendida por pistoleiros, que estavam em uma motocicleta. Eles efetuaram vários disparos de pistola 9 mm, que atingiram o vidro traseiro da caminhonete.

Juana foi atingida por pelo menos oito tiros e foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas morreu a caminho do hospital. O filho foi encaminhado a uma unidade de saúde e não há informações sobre o estado de saúde.

Equipes do Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil e da perícia foram ao local e realizam os procedimentos iniciais para a investigação. Suspeitos ainda não foram identificados.

Conforme informações, a vítima já havia vários boletins de ocorrência, que serão levantados para tentar identificar as possíveis motivações do crime.

Dentro do carro foram encontradas várias malas, com roupas e objetos pessoais de Juana. Polícia suspeita que ela estava a caminho de deixar a cidade quando foi assassinada.

Fonte: Correio do Estado

 

O principal argumento usado pela defesa do ex-presidente é a de que não existem provas dos crimes pelos quais ele foi condenado

Preso desde abril de 2018, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve enfrentar em 2019 mais um ano de duras batalhas na Justiça.

Condenado em segunda instância pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) no caso do tríplex, da Operação Lava Jato, Lula cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão na sede da PF (Polícia Federal), em Curitiba. Seus advogados de defesa trabalham em recursos apresentados às Cortes superiores para que a pena seja reduzida ou até mesmo, em um cenário improvável, anulada.

O principal argumento usado pela defesa de Lula é a de que não existem provas dos crimes pelos quais ele foi condenado.

O site UOL consultou a opinião de alguns advogados sobre a possibilidade de redução de pena ou soltura de Lula. Eles acreditam que dificilmente a pena venha a ser revertida pelas instâncias superiores, isto é, pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) ou pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

"Nesses tribunais não se discute matéria de fato, se há prova do crime ou não há", afirma João Paulo Martinelli, advogado criminalista e professor do curso de pós-graduação em direito penal do IDP-São Paulo.

Redução de pena e Prisão domiciliar

Trazida em 2018, a possibilidade de prisão domiciliar para Lula causou desconforto entre a equipe de advogados.

Amigos, correligionários e familiares estariam pressionando o ex-presidente a aceitar o pedido de cumprimento da pena em regime domiciliar. O ex-ministro da Justiça e um dos advogados do PT, Eugênio Aragão, afirmou ao UOL que Lula resiste à ideia.

"Pelo menos até onde eu conversava com ele, ele resistia", diz Aragão -e completa: "mas claro que a redução da pena ele vai aceitar".

"É difícil falar em tendência, mas que é possível haver uma redução, é possível. O STJ pode entender que, no cálculo da pena, tenha havido algum erro da aplicação da lei", diz o advogado.

Lula cumpre pena de oito anos e quatro meses pelo crime de corrupção passiva e de três anos e nove meses por lavagem de dinheiro. Caso o STJ aceite o pedido de redução de pena feito pela defesa, as penas cairiam para um total de cinco anos (dois anos de corrupção passiva e três por lavagem de dinheiro).

Novas condenações

Outras duas ações penais da Lava Jato investigam supostos crimes cometidos por Lula e se encontram em fases processuais avançadas. Eventuais novas condenações impossibilitariam a redução de pena ou prisão domiciliar do ex-presidente.

Um dos processos é o do sítio de Atibaia (SP), que investiga se Lula foi beneficiado por reformas feitas na localidade por empreiteiras. O outro investiga se Lula recebeu, como vantagem indevida da Odebrecht, um terreno para a suposta instalação de uma propriedade do Instituto Lula. Os seus advogados de defesa negam as acusações. Ambas as condenações podem agravar o caso de Lula e fazer sua pena aumentar.

"No caso do Lula, a primeira ação dele levou quatro ou cinco meses para ser julgada no TRF-4. A defesa até reclamou que era rápido demais", lembra Badaró.

Em 2019, o ex-presidente também deve ser figura central no debate sobre a legalidade da prisão em segunda instância, impulsionados por medidas prometidas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e pela inclusão do tema como pauta do STF.

Fonte: Noticias ao minuto

 

Segundo polícia, suspeita é de que seja acerto de contas

Uma adolescente grávida de 13 anos foi brutalmente espancada por possíveis membros do PCC (Facção criminosa que controla o tráfico de drogas e armas nas fronteiras do Estado com Paraguai e Bolívia) no último domingo (6), em Sidrolândia. As informações são do portal 'Sidrolândia News'.

Segundo o site, a garota foli encontrada em uma construção inacabada, caída no chão, com as vestes rasgadas, rosto machucado, escoriações por todo o corpo e se queixando de muitas dores abdominais.

Socorrida consciente a um hospital da cidade, a adolescente relatou que havia sido espancada com socos e chutes na face, peito e barriga por um grupo formado por três homens e uma mulher.

Ainda em seu depoimento, alegou que apanhou depois de ter sido acusada por lideranças locais do PCC de ser 'X-9', gíria usada no meio da criminalidade para descrever quem entrega outros bandidos à polícia, além de estar praticando furtos em bairros periféricos da cidade.

A garota foi mantida no local em uma espécie de tribunal do crime, onde foi impedida de sair da casa. Vizinhos que escutaram os gritos de socorro foram ameaçados caso ajudassem a jovem. O grupo só não teria a matado porque a viatura da Polícia Miliar chegou, após ser acionada pelo telefone 190.

A Polícia Civil agora investiga o caso. Nenhum suspeito havia sido sequer identificado até a publicação desta reportagem.

Fonte: Correio do Estado

 

No sábado (5), a PRF (Polícia Rodoviária Federal) recuperou em Mundo Novo, um cavalo trator e um reboque com registro de roubo.

Os policiais fiscalizavam na BR-163 km 28 quando abordaram um Volvo/FH 440 com placas de Campo Largo (PR), atrelado a um semirreboque de placas de Independência (CE), conduzido por um homem, de 43 anos, acompanhado do irmão, de 48 anos.

Em verificação aos documentos e consultas nos sistemas, foi constatado que os dois veículos eram adulterados. O cavalo-trator é um Volvo/FH 460 com placa original de Meleiro (SC), com registro de furto em São José dos Pinhais (PR) em 24/10/2016. Já o semirreboque, apesar de ostentar a placa de um veículo da marca Schiffer, era na verdade, da marca Guerra.

Os veículos e os dois ocupantes foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil em Mundo Novo.

Fonte: Jornal da Nova

 

Autor disse que dinheiro era para tratamento de irmã

Na madrugada desta segunda-feira (7), um jovem de 19 anos procurou a delegacia para registrar um boletim de ocorrência de extorsão depois de ser ameaçado pelo Facebook.

O jovem disse na delegacia que recebeu mensagens pelo Facebook de uma suposta mulher fazendo ameaças de divulgar um vídeo do jovem, onde ele aparece nu, para seus parentes e nas redes sociais. A vítima contou que acredita que o autor seja homem pela maneira como escreve, e não mulher como teria se apresentado.

Nas ameaças, a suposta mulher pede para que o jovem faça um depósito no valor de R$ 250 em uma loja de roupas da Capital ou em uma conta corrente da Costa do Marfim. A vítima contou que se reconheceu no vídeo, com o qual estava sendo ameaçado pela autora, mas que já havia deletado há muito tempo.

Ainda segundo o jovem, a autora teria dito que o dinheiro seria para o tratamento da irmã, que está com câncer. Ele ainda falou não saber quem possa ser esta pessoa.

Fonte: Midiamax

 

O número de transferências pode aumentar nos próximos dias

Em meio à crise na segurança pública, o governo do Ceará anunciou na noite deste domingo, 6, que vai transferir nas próximas horas pelo menos 20 detentos para presídios federais.

O número de transferências pode aumentar nos próximos dias uma vez que, de acordo com o Estado, o Ministério da Justiça já confirmou que vai oferecer 60 vagas nas cadeias federais. Um preso já foi transferido, mas o governo não revelou para qual presídio ele foi encaminhado.

A negociação das transferências foi feita diretamente entre o governador Camilo Santana (PT) e o ministro da Justiça, Sérgio Moro. A pasta federal já vem auxiliando na crise de segurança cearense com o envio de homens da Força Nacional de Segurança. Com informações do Estadão Conteúdo.

Fonte: Noticias ao minuto

 

Juscelino da Silva Pontes de 20 anos, natural de Aquidauana, foi encontrado morto no início da tarde deste domingo (6), em um sítio no Assentamento Teijin, região de Nova Casa Verde, distrito de Nova Andradina. Vítima estava pendurando em uma árvore com uma corda no pescoço.

Conforme apurou o Jornal da Nova, há dias os pais do jovem estavam sendo agredidos e ameaçados por ele e ontem (5), uma equipe da Polícia Militar de Casa Verde esteve no sítio, que fica a 3,5 quilômetros do asfalto da rodovia MS-134, mas Juscelino conseguiu fugir para o mato.

Os policiais retiraram o casal do lote e levaram para outro sítio, mas durante a madrugada, a Polícia Militar juntamente com o Corpo de Bombeiros foram acionados para comparecerem na propriedade rural, onde havia denúncia de que o local estaria pegando fogo, mas ao averiguarem, nada de anormal havia acontecido.

Já no início da tarde de hoje, o corpo do rapaz foi encontrado pendurado em uma árvore, o local foi isolado até a chegada da Polícia Civil e Perícia Criminal de Nova Andradina.

Fonte: Jornal da Nova

 

Pagina 8 de 333

Salvar

 

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top