No Parque dos Novos Estados

Ao discutir com clientes na noite desta terça-feira (16), em Campo Grande, no Parque dos Novos Estado, um motorista da Uber acabou sendo esfaqueado, jogado para fora do carro. Os ‘clientes’ levaram o veículo.

Populares que presenciaram a cena contaram aos policiais que atenderam a ocorrência que por volta das 22 horas, teriam visto o motorista com mais duas pessoas dentro do veículo, na Rua Barão de Grajau com os ânimos exaltados.

Em um certo momento os três passaram a desferir socos um contra o outro e em seguida, o motorista da Uber foi jogado para fora do carro pelos ‘clientes’ que fugiram levando o veículo. A vítima tinha sido esfaqueada no abdômen pela dupla e foi levada para a Santa Casa de Campo Grande.

Já na madrugada desta quarta-feira (17) durante rondas militares encontraram abandonado na Avenida Gury Marques o carro roubado do motorista da Uber.

Fonte: Midiamax

Crime aconteceu em escritório de telemarketing no Jardim Leblon

O Batalhão de Choque da Polícia Militar de Campo Grande recuperou por volta das 17h30 de ontem, automóvel Chevrolet Agile que havia sido roubado momentos antes em um escritório de telemarketing localizado na região do Jardim Leblon. Os três suspeitos bateram o veículo perto de uma ponte na entrada do Bairro Dom Antônio Barbosa e fugiram a pé, levando R$ 3 mil em dinheiro, celulares e corrente de ouro.

Conforme relatado, duas mulheres, de 36 e 41 anos, se preparavam para sair do local de trabalho quando os três criminosos, dois deles armados com revólver, chegaram a pé e anunciaram o roubo. Eles renderam as vítimas e pediram para que elas abrissem o escritório, uma vez que tinham interesse em levar as TVs Smart que estavam no local. Uma das mulheres então abriu a gaveta e deu aproximadamente R$ 1 mil e o celular.

Em seguida, pegaram R$ 2 mil da outra vítima, o celular, uma corrente ouro, os documentos pessoais e o carro, fugindo na sequência. Um dos bandidos era moreno, de média estatura, magro, de bigode, trajava bermuda jeans e calçava chinelos. O outro era branco, forte, estatura média, aparentava ser jovem, vestia camiseta cinza e calçava chinelo. O terceiro indíviduo as vítimas não conseguiram descrever, mas disseram que estava camiseta verde e bermuda jeans.

Uma equipe do canil do Choque que fazia policiamento na região do Jardim Centenário já havia sido informada sobre o roubo quando se deparou com os ladrões, dando início à perseguição até a Rua Evenilna Selingardi, onde os ladrões conseguiram se distanciar. Elesbateram em uma barranco no mato e fugiram. Os policiais chegaram a fazer buscas pela região, mas nenhum dos criminosos foi encontrado. O caso foi encaminhado à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Vila Piratininga.

Fonte: Correio do Estado

Agente estaria armado e precisou ser retirado por seguranças

Um agente da polícia federal é suspeito de ameaçar outro homem, de 25 anos, na saída de uma casa noturna em Campo Grande. O caso aconteceu na madrugada desta segunda-feira, por volta das 5h. A vítima relatou para a Polícia Civil que o policial, de 47 anos, colocou a arma na boca dele.

A confusão aconteceu na fila do caixa e teria iniciado porque um amigo da vítima estaria tentando furar a fila. Antes de haver bate-boca, faltavam duas pessoas para serem atendidas no caixa e o amigo do rapaz de 25 anos parou para conversar. O agente, então, teria ordenado que a vítima fosse para o final da fila. O jovem negou-se e começou a discussão.

O policial federal, conforme relato do comunicante do caso ao delegado Rodrigo Camapum, da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro, irritou-se e sacou a própria arma. Depois colocou na boca do jovem e teria dito: "Cara, você não vai respeitar um policial federal?".

Seguranças do local agiram rápido e retiraram o agente da casa noturna. O tumulto foi relatado a um dos sócios do empreendimento, que confirmou à reportagem, por telefone, a ocorrência. "O relatório repassado pela minha gerente relata que realmente aconteceu uma confusão envolvendo um policial no interior da casa noturna na madrugada", disse, sem mencionar o incidente envolvendo a arma de fogo.

O boletim de ocorrência de exercício arbitrário ou abuso de poder foi registrado na Depac Centro hoje à tarde e está sob sigilo. O delegado Rodrigo Camapum colheu o testemunho da vítima. Não foi mencionado se o policial federal tinha sinais de embriaguês. Também houve orientação para ser feito registro na Superintendência da Polícia Federal.

A reportagem entrou em contato com a PF, por meio da assessoria, para verificar se houve registro de reclamação. Foi informado que até as 17h10 nada tinha sido informado.

O agente da Polícia Federal teria tomado posse em 22 de dezembro de 2008 e atualmente pertenceria à primeira classe na categoria. Não consta em registro do governo federal ocorrência de afastamento ou licença.

Fonte: Correio do Estado

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top