No fim do show no Parque das Nações Indígenas, neste sábado (23), a polícia militar teve de usar gás de pimenta para conter uma briga generalizada, que acontecia na ponte do parque. Uma mulher acabou sendo derrubada em uma valeta.

Por volta das 22 horas quando o show Tardezinha terminou, os militares que faziam o policiamento no local flagraram uma briga generalizada na ponte próximo a saída. Quando os policiais foram tentar separa a briga, uma mulher acabou sendo derrubada por um dos autores em valeta, ficando com escoriações pelo corpo.

O rapaz foi detido e os outros envolvidos passaram a arremessar contra os militares copos e latas de cerveja, momento em que os policiais usaram gás de pimenta para conter os autores, que foram detidos, um total de quatro, sendo duas mulheres entre eles. Uma delas passou a desacatar os militares.

Ela fez ameaças afirmando que era filha de um oficial da Policia Militar, e que iria acabar com a carreira dos policiais. Todos foram colocados na viatura e levados para a delegacia. Os autores foram autuados por desacato, resistência, vias de fato e lesão corporal dolosa.

Fonte: Midiamax

Ele estava com uma moto roubada e tentou fugiu ao ver a polícia

Foragido da Justiça, um jovem de 23 anos usou um pedaço de papel alumínio para causar interferência na tornozeleira eletrônica que utiliza para ser monitorado pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen). Ele estava pilotando uma moto roubada e tentou fugir de uma viatura da Polícia Militar em ronda pelo Jardim Nhánhá, na madrugada desta sexta-feira (21).

Conforme o boletim de ocorrência, por volta das 2h da manhã desta sexta-feira, uma viatura da PM estava em rondas pelo Jardim Nhánhá quando os policiais avistaram uma motocicleta que teria sido roubada momentos antes na região central. Ao ver a viatura, o jovem identificado como Jean Pedro Jorge, conhecido como Buguinho, fugiu.

Após um trecho de perseguição, os policiais conseguiram capturá-lo. Durante a revista pessoal para checar se há alguma arma, os militares constataram um pedaço de papel alumínio enrolado na tornozeleira do suspeito. Ele disse que o papel causa interferência no sinal do aparelho, pois ele estava na rua em horário e local proibido.

Ao confirmar o sistema, os policiais confirmaram ainda que Buguinho está foragido da Justiça. Ele foi detido e encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga.

MONITORAMENTO
Ao todo, em Mato Grosso do Sul, existem 1.030 detentos do sistema carcerário sob monitoramento da Agepen. São custodiados em uso de tornozeleira eletrônica, fiscalizados durante as 24 horas do dia em suas idas e vindas.

Uma equipe de 20 servidores da Agepen utiliza computadores, cujas telas são semelhantes à de qualquer GPS instalado em um celular atual, para saber em tempo real a localização dos detentos. Qualquer quebra de rotina estabelecida na decisão judicial, chamada de violação, é imediatamente alertada por avisos sonoros e são tomadas medidas, desde o acionamento imediato da Polícia Militar até a comunicação ao juiz da Vara de Execução Penal.

Conforme a Unidade Mista de Monitoramento Virtual Estadual fornecido pela Agepen, dos presos com tornozeleira, 68% são homens, e 32%, mulheres – 435 deles se encontram em Campo Grande. No geral, os delitos que lideram o ranking de monitoramento são o tráfico de drogas, com 528 ocorrências (60%), e violência doméstica, com 123 (14%), incluindo presos provisórios, pessoas em cumprimento do regime aberto, semiaberto e medidas cautelares diversas da prisão, além de medidas de urgência.

A Agepen justifica que a maior incidência do tráfico pode ser explicada pelo fato de ser o crime que mais ocasiona prisões no Estado, cerca de 41%, conforme último levantamento. Muitos progridem para regimes mais brandos (semiaberto e aberto), em que o uso da tornozeleira é colocado como alternativa ao recolhimento em unidade prisional – 23% dos presos têm entre 25 e 29 anos, e 27%, entre 35 e 45 anos, sendo essas faixas etárias de maior incidência.

Fonte: Correio do Estado

Crime ocorreu na noite de ontem, na região do bairro Vilas Boas

Família moradora no bairro Vilas Boas, em Campo Grande, passou por momentos de tensão na noite de ontem, depois de ter a residência invadida por ladrões armados e encapuzados durante o jantar, e ser feita refém. Os dois criminosos ameaçaram matar todos no local e fugiram levando R$ 40 mil em dinheiro, um veículo Renault Duster e celulares. A suspeita é de que receberam informações privilegiadas sobre os moradores, pois tinham conhecimento da existência de cofres.

Conforme relatado à polícia por uma das vítimas, um homem de 32 anos, ele disse que por volta das 20h30 chegou à residência de seu pai na Rua Campos Eliseos, mas percebeu que tinha algo errado. A televisão não estava onde deveria e, ao entrar na sala, viu sua tia sentada no chão. Em seguida, foi surpreendido por um dos criminosos que colocou uma arma contra sua cabeça e anunciou o roubo ordenado para que ele sentasse: "Perdeu, perdeu, senta ao lado do seu pai".

Sem esboçar reação, o homem sentou e percebeu que havia outro ladrão no local que demonstrava nervosismo exacerbado. Um dos criminosos então disse para o homem que sabia que na casa, em outro local, dele havia cofre com dinheiro. A vítima alegou que não, mas os bandidos reforçaram dizendo que sabiam de cofres no e, caso encontrassem o que procuravam, iriam matar a todos. Temendo pela segurança do pai e dos demais familiares, o homem acabou confirmando.

Por este motivo, os ladrões ordenaram que o homem fosse para seu veículo e que o restante da família entrasse no automóvel do pai dele. Todos foram mantidos reféns e levados para a casa onde estavam os cofres, saindo da residência na Rua Campos Eliseos. Lá, a dupla pegou R$ 40 mil, os telefones e fugiu levando também o Duster. Apesar de estarem encapuzados, um deles parecia ter 25 anos e o outro cerca de 20 anos. Eles receberam ligação de terceiro cobrando agilidade no serviço. Conforme a vítima, eles invadiram a casa na hora do jantar, surpreendendo a todos.

Fonte: Correio do Estado

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top