Redação

“O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA e a Gerência Municipal de Assistência Social convidam a vossa senhoria para participar da XI Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, tendo como tema central: “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências.” Dia: 20 de setembro de 2018 das 07h30min às 13h30min no Auditório Municipal José Faria Leal

É muito importante a participação de todos, especialmente dos adolescentes e jovens. Precisamos nos mobilizar para que esta seja uma data importante na construção e consolidação do sistema de garantia dos Direitos das Crianças e Adolescentes.”

Palestrante - Advogada - Fernanda Peixoto

O ex-senador Delcídio do Amaral (PTC) confirmou nesta segunda-feira (17) que pretende disputar as eleições ao Senado neste ano. Delcídio fez o registro de sua candidatura no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e, agora espera pelo deferimento de sua candidatura junto à Justiça Eleitoral.

Também nesta segunda-feira, o até então candidato ao Senado pelo PTC, o médico Cesar Augusto Nicolatti, desistiu da candidatura. A desistência foi apresentada ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) nesta segunda.

Consta no despacho da juíza eleitoral Elizabete Anache, que o pedido de candidatura de Nicolatti foi deferido em 31 de agosto. Nesta segunda, Cesar Nicolatti, que também é presidente municipal do partido e o diretório do PTC pediram a renúncia da candidatura.

Ainda de acordo com a Justiça Eleitoral, o pedido de desistência é regular e o PTC deverá indicar um substituto, caso ainda queira concorrer ao Senado

Nicolatti já havia admitido que sua candidatura poderia ser substituída, caso Delcídio conseguisse reverter a inelegibilidade e concorrer às eleições.

Absolvição

Em julho deste ano, Delcídio do Amaral foi absolvido pelo juiz federal Ricardo Leite, que atua na 10ª Vara da Justiça em Brasília. Delcídio e mais seis pessoas, incluindo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), eram acusados pelo crime de obstrução de Justiça.

Na então denúncia do MPF (Ministério Público Federal), aceita pela Justiça em julho de 2016, Delcídio, Lula, Bernardo Cerveró, Edson Ribeiro Filho, Diogo Rodrigues, Maurício Bumlai e José Carlos Bumlai teriam obstruído a Justiça na tentativa de comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró.

O magistrado afirmou, ainda, que o processo de investigação não foi suficiente para reconstruir “a realidade fática”. Para Ricardo Leite, várias situações podem ter ocorrido que ocasionaram a conversa entre Delcídio e os outros denunciados e “a prova fornecida (a gravação obtida) foi deficiente”.

Fonte: Midiamax

Com torcedores, conselheiros e grupos políticos do Flamengo em ebulição pedindo a saída do técnico Maurício Barbieri, o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, e o vice de futebol, Ricardo Lomba, passaram a segunda-feira em campanha. Apenas ao fim do dia houve o esperado encontro que esfriou, ao menos por enquanto, a decisão de demitir o treinador. Barbieri comandou as atividades normalmente no Ninho do Urubu e segue na expectativa por uma definição.

Bandeira percorreu a região serrana do Rio para divulgar a candidatura de deputado federal. E Lomba teve agenda com sócios para badalar os projetos para os esportes olímpicos se for eleito presidente do clube. Com a carga das cobranças pela troca de comando, o vice de futebol também ouviu ponderações pela permanência em função da falta de opções viáveis. ˜Tem que trabalhar pra cacete", argumentou Lomba.

 

Mas os votos contrários se avolumam desde sábado. E só são combatidos com o argumento de que pode ficar pior do que está, dependendo quem vier. Dizer que Barbieri tem o elenco na mão e é talentoso para seus 36 anos não adianta mais diante do mau desempenho do time. Da mesma forma, o reforço na cobrança ao elenco perde peso quando a maratona dos últimos dois meses entra em pauta.

Neste momento, o presidente Eduardo Bandeira de Mello é o único que defende a permanência entre os dirigentes amadores. “É Bandeira contra o resto do mundo”, diz uma fonte com acesso às discussões. Os vice-presidentes se avolumam no sentido contrário e os grupos políticos de apoio veem a candidatura do sucessor Lomba sob risco, o que não deixa a pressão cessar.

Futebol ainda dá sustentação

No futebol, o diretor Carlos Noval faz força pela manutenção do trabalho de Barbieri no Flamengo, mas Ricardo Lomba está disposto a trocar o comando se não houver sinais de mudanças. Ele lança sua candidatura hoje, aliás. Os demais vice-presidentes fazem coro ao grupo de sócios que apoia Lomba na próxima eleição e quer uma intervenção radical no futebol, se possível com a saída de Barbieri e o afastamento de Bandeira.

No Ninho do Urubu, elenco e profissionais, no entanto, defendem que não houve tempo para promover os ajustes. O cenário a dois meses do fim do ano faz Lomba indicar uma cobrança forte a Barbieri e ao elenco, mas manter o trabalho com a exigência por mudanças imediatas. Enquanto isso não acontece, o treinador comandou um coletivo entre reservas ontem na expectativa por um comunicado lhe dando respaldo, ou não.

Fonte: Extra.globo

Veículo foi deixado no município de Tlajomulco de Zuniga

Autoridades mexicanas encontraram 150 corpos no interior de um caminhão no município de Tlajomulco de Zuniga. De acordo com o 'Jornal de Notícias', o veículo teria sido alugado por agências funerárias de Guadalajara, que não tinham mais espaço para receber cadáveres.

A situação tem revoltado moradores de Tlajomulco de Zuniga. "Temos muitas crianças vivendo aqui. Isto pode deixar todos doentes", disse um residente da cidade em entrevista à BBC.

Não é a primeira vez que o caminhão traz problemas, pois a população de Guadalajara já havia reclamado do mau cheiro do veículo. Só depois de duas semanas o caminhão acabou sendo levado para Tlajomulco de Zúñiga.

De acordo com o jornal português, as leis mexicanas impedem a cremação de corpos ligados ao crime organizado. Uma onda de violência recente fez um número elevado de vítimas mortas: em 2017, foram mais de 25 mil assassinatos. Autoridades agora buscam uma solução a longo prazo para armazenar os corpos.

Segundo a reportagem, as autoridades locais ainda tentavam encontrar destino para os cadáveres nesta segunda-feira (17).

Fonte:Noticias ao minuto

A Chapecoense venceu o Internacional por 2 a 1, nessa segunda-feira, na Arena Condá, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Numa partida emocionante, o Colorado saiu na frente, mas permitiu a virada dos catarinenses. Mais determinados, os donos da casa acabaram sendo mais objetivos com os gols de Leandro Pereira. Para os vermelhos fez Nico López. Além disso, brilhou a estrela do goleiro Jandrei, que defendeu uma penalidade Leandro Damião.

Com o resultado, a Chapecoense saltou para o 16º lugar, com 28 pontos. O Internacional perdeu a liderança e caiu para o segundo lugar, com 49 pontos. De quebra, a escrita continua: o Colorado segue sem vencer no Oeste Catarinense.

Na próxima rodada, a Chapecoense recebe, no dia 24, segunda, o Fluminense, às 20h (de Brasília), na Arena Condá. Já o Internacional visita o Corinthians no domingo, às 16h (de Brasília), na Arena Alvinegra.

O JOGO

Em rápida jogada de contra-ataque no começo do jogo, o Inter já levou susto a meta de Jandrei. Aos dois, na velocidade, Edenílson avançou pela direita e acionou Nico López. Dentro da área, o uruguaio chutou de pé esquerdo, na rede pelo lado de fora. A Chape não se intimidou, foi para cima e explorou as laterais do campo. Aos sete, Diego Torres cobrou colocado, buscando o ângulo de Marcelo Lomba.

Uma partida bem franca, entre as duas equipes que buscam o gol. O Colorado tem levado vantagem pelo lado direito, principalmente com o atacante Nico López. Por sua vez, a Chape procurou levantar bolas aéreas para aproveitar a estatura de seus atacantes.

Numa ligação direta de Cuesta, aos 24, Pottker é acionado pela esquerda dentro da área e tentou o domínio. Rafael Thyere chegou de carrinho e tocou a bola. Jandrei entrou atrasado e derrubou o camisa 99 na área. Aos 25, Nico López esbanjou categoria na cobrança e deslocou Jandrei, que caiu para o canto esquerdo.

Depois de levar o gol, os donos da casa, foram para cima na tentativa de buscar o empate. Aos 31, Eduardo chutou de longe. Cuesta entrou de cabeça e mandou para fora, mas a bola saiu com muito perigo. Aos 32, Diego Torres cobrou a falta com categoria. A bola explodiu no travessão de Marcelo Lomba. A resposta Colorado veio, aos 34, Nico cobrou escanteio na cabeça de Gabriel Dias, que subiu sozinho e desviou para fora, com perigo.

Após insistir tanto em bola alta, o time catarinense chegou a igualdade. Aos 36, Eduardo avançou pela direita, passou por Pottker e cruzou para Leandro Pereira. O centroavante ganhou de Rodrigo Moledo e cabeceou no canto direito de Lomba. Muito equilíbrio nas ações do jogo, com a Chape apelando para a bola parada. Enquanto o Inter tem encontrado dificuldades na marcação pelos lados do campo. Do meio pra frente, os vermelhos precisam acelerar a transição.

Os visitantes tem sofrido bastante com as jogadas de Victor Andrade e Doffo pelas laterais. A equipe vermelha está muito recuada e tem perdido a maioria dos rebotes.

Com a Chape se soltando para o ataque, começou a surgir espaços para o contra-ataque do Inter. Aos 10, Nico López dominou e acionou Jonatan Alvez, que saiu sozinho no campo de defesa da Chape. O atacante avançou, invadiu a área e chutou sobre Jandrei. No minuto seguinte, Victor Andrade arriscou de longe e mandou por cima do gol. Aos 13, Leandro Pereira ganhou da zaga colorada e cabeceou fraco. Lomba faz a defesa. Em mais uma atuação que deixou a desejar, o centroavante Jonatan Alvez foi substituído por Leandro Damião.

Por pouco, os gaúchos não pularam na frente do marcador. Aos 19, Edenílson dominou na entrada da área e percebeu a movimentação de Leandro Damião. O volante tentou a enfiada para o centroavante, mas Jandrei vai bem e ficou com a bola. Uma das característica dos times de Guto Ferreira sempre foi apostar nas jogadas aéreas.

Mostrando mais ambição de querer vencer, a Chapecoense conseguiu a virada. Aos 32, Bruno Silva avançou pela direita e cruzou para Leandro Pereira, que finalizou de pé direito. A bola bateu no braço de Víctor Cuesta, que entrou de carrinho para bloquear o chute. Penalidade marcada em favor dos catarinenses. O argentino foi mais cedo para o chuveiro. Aos 36, Leandro Pereira cobrou com categoria e deslocou Marcelo Lomba. Bola para a direita, goleiro para o lado esquerdo. Aos 41, Doffo arrancou pela esquerda, invadiu a área após passar por Gabriel Dias e tentou o chute de pé esquerdo.

Tentando um jogador a menos em campo, o Internacional se soltou para o ataque e levou perigo em três oportunidades. Aos 44, D’Alessandro dominou pelo meio e tabelou com Iago. O argentino chutou colocado, no centro do gol. Jandrei espalmou e salvou a Chape. Aos 45, após bola levantada para a área, Damião desviou de cabeça. Moledo completou na pequena área, e a bola saiu com muito perigo. Aos 46, D’Alessandro acionou Damião pela direita. O centroavante cruzou para Camilo, que entrou no primeiro poste e completou para fora, já dentro da pequena área. Aos 48, D’Alessandro cruzou da direita para a área. Leandro Damião é empurrado por Barreto dentro da área. O árbitro assinalou pênalti.

Mais uma vez o Colorado desperdiçou a assumir a liderança novamente. Aos 49, Damião cobrou forte, no canto direito de Jandrei, mas à meia altura. O goleiro voou e faz grande defesa. Aos 51, D’Alessandro cobrou falta para a área. Damião desviou de cabeça, e Jandrei salvou a Chape mais uma vez. Milagre do goleiro da Chapecoense.

FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE 2 X 1 INTERNACIONAL

Local: Arena Condá, em Chapecó-SC
Data: 17 de Setembro de 2018, segunda-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho(RJ)
Renda: R$ 847.505,00
Público Total: 16.981 pagantes
Cartões amarelos: Doffo, Rafael Thyere (Chapecoense); Patrick, Cuesta, Gabriel Dias (Inter).
Cartão vermelho: Victor Cuesta (Inter)

GOLS
Chapecoense: Leandro Pereira, aos 36 minutos do 1T e aos 36 minutos do 2T.
Internacional: Nico López, aos 25 minutos do 1T

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo (Barreto), Rafael Thyere, Nery Bareiro e Bruno Pacheco; Elicarlos, Marcio Araújo, Diego Torres (Yann Rolim) e Doffo; Victor Andrade (Bruno Silva) e Leandro Pereira.
Técnico: Guto Ferreira

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba, Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago, Gabriel Dias, Edenílson, Patrick e Nico López (D’Alessandro), Pottker (Camilo) e Jonatan Alvez (Leandro Damião).
Técnico: Odair Hellmann

Fonte: Correio do Estado

Pagina 7 de 1013

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top