Redação

O Flamengo terminou a primeira fase da Libertadores sem derrota. Mesmo assim, com atuação covarde como a desta quarta-feira , no empate sem gols diante do River Plate, terminou na segunda posição do Grupo 4, e vai decidir fora de casa nas oitavas de final. O sorteio acontece no dia 4 de junho, e há chance de pegar rivais brasileiros em partidas disputadas em agosto.

— Empate com sabor de derrota. O Flamengo tem sempre que ganhar — resumiu Cuéllar, após o 0 a 0 na Argentina.

O Flamengo se apresentou em campo totalmente diferente do que propõe como estilo de jogo. Recuado, aceitando o River controlar a posse de bola, e apostando nos contra-ataques. O bom início de Vinicius Junior indicava que poderia dar certo, mas com o tempo os argentinos aumentaram a pressão e não deram chances.

Com o setor de criação apático, o Flamengo sofreu. Sem Diego, suspenso, Paquetá esteve em péssima noite. Não executou bem a transição ao ataque e errou passes e dribles fáceis. Acabou suspenso das oitavas por ter levado o terceiro amarelo.

Como Jean Lucas foi a opção do lado direita, mas por dentro, Everton Ribeiro abriu muito, e também não organizou o time. O resultado foi um time espaçado, correndo atrás do adversário.

Apenas no último minuto do primeiro tempo o time criou. Rodinei foi ao fundo, mas ninguém completou na área. Enquanto isso, o River alternava os ataques pelos lados e assustava, mas nenhuma chance muito clara. Diego Alves esteve seguro a maior parte do tempo, assim como a linha de defesa, ponto alto da partida.

No segundo tempo, o jogo ficou mais aberto, e o River acertou a trave depois do Flamengo recuar mais. As alterações não surtiram efeito e deixaram a equipe ainda mais acovardada, com Jonas em campo para fechar ainda mais. Refleto da estratégia equivocada.

No sábado, o Flamengo volta a pensar no Brasileiro. Enfrenta o Atlético-MG, fora de casa. Ainda sem Juan, Réver e agora Rhodolfo, suspenso. Diego volta ao time.

Fonte: Extra

Na Avenida Bandeirantes

Uma confusão em um posto de gasolina, em Campo Grande, na Avenida Bandeirantes acabou com um cliente agredido com socos pelo frentista, na noite desta quarta-feira (23).

Segundo o relato do cliente, ele chegou ao posto por volta das 20 horas desta quarta (23) para fazer o abastecimento do seu carro ao ver que uma placa indicava que o pagamento podia ser feito com cartão de crédito.

Ao chegar a bomba de combustível, o frentista teria dito para ele se dirigir a outra bomba já que o pagamento seria com cartão de crédito, o que foi questionado pelo motorista de 42 anos.

Os dois começaram uma discussão, e o funcionário do posto passou a atender outras pessoas, momento em que a vítima foi até outra bomba e depois de abastecer foi tirar satisfação com o frentista, que estaria falando mal dele.

A confusão acabou com o homem agredido a socos pelo funcionário do posto. De acordo com a ocorrência existem câmeras de segurança no local que flagraram o que teria acontecido.

Fonte: Midiamax

 

 

 O preço pode cair R$ 0,25 nos postos de combustíveis

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, anunciou na noite de desta quarta-feira (23) uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. A decisão, segundo ele, busca contribuir com uma possível trégua no movimento dos caminhoneiros, que estão paradas nas estradas há três dias contra preço do combustível.

Na prática, a Petrobras avalia que a redução média será de R$ 0,23 nas refinarias, resultando numa queda média de R$ 0,25 nas bombas dos postos de combustível. A medida vale apenas para o diesel. A expectativa é de que a paralisação seja suspensa e, nos 15 dias em que vigorar a nova tarifa, governo e caminhoneiros encontrem uma solução definitiva.

Estaduais preferem apoiar Azambuja e os federais querem André

A definição de aliança na sucessão estadual está dividindo o DEM em Mato Grosso do Sul. Os deputados federais Luiz Henrique Mandetta e Tereza Cristina se identificam mais com o MDB e os deputados estaduais Zé Teixeira e José Carlos Barbosa já manifestaram a preferência pelo apoio à reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

O presidente estadual democrata, Murilo Zauith, considerou normal esse racha, neste momento de discussão sobre aliança, por causa de interesse divergente dos parlamentares, mas afirmou estar trabalhando para unir o partido, até julho, dentro de um projeto eleitoral. “Hoje, os estaduais são atendidos pelo governo estadual e os federais pelo MDB, cada um defende o apoio que acha certo”, declarou.

No momento correto, ainda segundo o democrata, tudo será avaliado para poder então pensar na eleição. “O que for melhor para os cinco [parlamentares] o DEM vai seguir”, afirmou. Murilo disse ter conversado com todos os pré-candidatos a governador sobre aliança. Ele ainda considera prematuro tomar decisão antes de julho.

Em abril, os democratas divulgaram revelar apenas em julho qual decisão seria tomada em relação à coligação.

Fonte: Correio do Estado

Em São Paulo, o aeroporto de Viracopos, o segundo maior em volume de carga, foi abastecido nessa quarta-feira (23) e tem estoque para dois dias, até sexta (25)

Seis aeroportos enfrentam problemas de abastecimento nessa quarta-feira (23) e podem ter voos cancelados. Administradoras alegam que os caminhões com combustível não estão conseguindo chegar devido a greve dos caminhoneiros.

Em São Paulo, o aeroporto de Viracopos, o segundo maior em volume de carga, foi abastecido nessa quarta-feira (23) e tem estoque para dois dias, até sexta (25).

O aeroporto internacional de Guarulhos, o maior do país, não deve sofrer os impactos desta greve, segundo a concessionária GRU Airport, porque tem um centro de armazenamento no local.

Em Brasília, havia combustível disponível até as 18h. O aeroporto consome diariamente vinte caminhões de querosene de aviação. Uma escolta tentava garantir a chegada de cinco caminhões ao aeroporto.

No Recife e Goiânia, haverá combustível suficiente até as 20h, segundo a Infraero. Até as 15h, dessa quarta-feira (23), Aracaju operava sem combustível, mas uma carga chegou ao aeroporto e a situação está normalizada até a sexta.

Confins (MG), Foz do Iguaçu (PR) Maceió (AL) e Cuiabá (MT) enfrentarão problemas a partir de amanhã. Curitiba e Porto Alegre têm combustível para até quinta-feira. Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao minuto

Pagina 1 de 775

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top