Redação

A atriz Cristiane Machado, que já participou de várias novelas da TV Globo, tornou pública sua história de agressões na noite deste domingo (19) no Fantástico. Ela instalou câmeras escondidas em sua casa para registrar a violência que sofria.

Ela é casada com o empresário Sergio Schiller Thompson-Flores e contou que as agressões começaram logo depois do casamento, que aconteceu em novembro de 2017. Conforme publicado pelo G1, vídeos mostram Sergio Thompson-Flores empurrando, batendo e tentando enforcar Cristiane no dia 31 de outubro. Gravações de celular mostram também ameaças feitas pelo empresário contra a atriz e sua família.

Com medo, Cristiane denunciou o marido à polícia. Na reportagem veiculada pelo Fantástico, devido uma liminar, não puderam ser divulgadas informações sobre o inquérito que foi aberto após a denúncia de Cristiane.

A defesa de Sergio Thompson-Flores nega as acusações e considera ilegal o mandado de prisão por descumprimento de medida protetiva, afirmando que durante setembro e outubro o casal conviveu em harmonia. Em nota enviada à TV Globo, os advogados dizem ainda que as acusações seriam motivadas por interesse financeiro. Em relação às imagens, alegam que foram editadas por Cristiane e que representam uma reação a uma ação anterior que teria sido praticada por ela.

Histórico de agressões

Cristiane e Sérgio se conheceram em março de 2017 e casaram-se no civil em novembro. A cerimônia no religioso aconteceria 5 meses depois. “Ele era extremamente amoroso, cuidadoso. Eu tinha encontrado o amor da minha vida. Ele era o meu príncipe”, diz. Mas entre as cerimônias, o relacionamento ficou conturbado.

“Começa muito sutil (…) com empurrão, ou às vezes uma palavra grosseira”, diz Cristiane. “Ele me diminuía, me chamava de burra. Eu não podia mais ter senha no meu celular, ele tinha que ter acesso ao meu celular. Sempre que eu discordava dele era uma briga. Aí um dia ele chegou nervoso do trabalho, estressado, eu perguntei por que ele tava estressado e ele falou ‘não quero falar com você’. E aí me deu o primeiro empurrão. Me bateu. Me deu o primeiro tapa. Na cara.”

Em outra ocasião, imagens gravadas por celular mostram ele quebrando a casa onde moravam com uma machadinha.

“Foi uma madrugada inteira. Eu várias vezes tentando ir embora, ‘Sergio, deixa eu ir embora, eu quero dormir na minha mãe, deixa eu ir embora, por favor”, conta Cristiane.

Ela conseguiu chamar a polícia e o marido foi preso em flagrante. Pagou fiança, saiu da cadeia, mas foi proibido pela Justiça de se aproximar da esposa. Mesmo assim, a atriz decidiu manter o casamento religioso, que já estava marcado.

“Eu fui pra casa da minha mãe e fiquei na casa da minha mãe quando ele me procurou, os filhos dele me procuraram pra gente ter uma conversa. (…) E aí ele ajoelhou na rua dizendo que eu era o amor da vida dele”, diz Cristiane. “Pediu desculpa na frente dos filhos. Disse ‘todo mundo já sabe que eu tô errado. E eu acabei perdoando.”

Depois do casamento, a violência continuou. Ele chegou a ameaçá-la com uma faca. A discussão e as ameaças foram gravadas por ela em celular:

Cristiane: Com a faca não, com a faca não!

Sérgio: Para de gritar, para de gritar

Cristiane: (chorando)

Sérgio: Eu te mato!

Sérgio: Mato sua família inteira!

Cristiane: Tira essa faca daqui!

Depois dessas ameaças, ela decidiu instalar as câmeras no quarto do casal. No dia 31 de agosto, as agressões foram registradas. Cristiane denunciou o marido à Delegacia da Mulher.

“Foi decretada a prisão preventiva após eu ter denunciado na delegacia e agora ele está foragido”, diz Cristiane. “Eu me sinto a foragida e ele a pessoa livre. Eu fico com medo de andar nas ruas. Todos os hábitos que eu imagino que ele saiba meus, pela convivência, eu estou mudando. E eu me sinto enclausurada, presa dentro dessa história.”

Fonte: Midiamax

 

Informações da Polícia Militar apontam que o homem teria sido morto na frente da casa da mulher dele

Rodrigo Marques de Oliveira, conhecido como Baiano, um ex-jogador de futebol, foi assassinado a tiros nesse domingo (18), em Barra do Garças, a 513 km de Cuiabá. Informações da Polícia Militar apontam que a vítima teria sido morta na frente da casa da mulher dele. A Polícia Civil investiga o crime.

 

Ainda segundo a PM, o suspeito, que ainda não foi encontrado, estava preso e teria saído recentemente da cadeia. Conforme o G1, o motivo do homicídio seria passional. Rodrigo tinha passagens na polícia por tráfico de drogas.

Carreira

Rodrigo atuou como zagueiro e chegou a ser vice-campeão mato-grossense em 2011, pelo Barra do Garças Futebol Clube. No começo deste ano ele jogou novamente pelo time.

Fonte: Noticias ao minuto

Agência foi invada na madrugada desta segunda-feira

13 dias depois do roubo que aterrorizou Chapadão do Sul, a agência do Banco do Brasil foi novamento alvo de criminosos. Na madrugada desta segunda-feira, ladrões arrombaram a unidade e furtaram dinheiro.

De acordo com o site Jovem Sul News, os bandidos entraram pelos fundos, desativaram sistema de segurança e arrombaram o cofre, fugindo pelo mesmo local que entraram. O valor não foi divulgado.

A polícia investiga o caso com apoio da polícia de Goiás, por onde eles podem ter fugido. No dia 6 deste mês, bandidos armados com fuzis de grosso calibre explodiram dois bancos e arrombaram duas lojas no centro de Chapadão do Sul.

Os criminosos, em duas caminhonetes, chegaram a atirar perto do batalhão da Polícia Militar, como forma de intimidar os policiais enquanto comparsas saqueavam caixas eletrônicos. Esta modalidade de roubo é conhecida novo cangaço, por conta do modo como a ação é executada.

Os suspeitos dispararam várias vezes de fuzil em diversos pontos da cidade, a fim de assustar a população e impedir a aproximação. Uma caminhonete S-10 e um carro foram usados na explosão da agência do Banco do Brasil localizada na Avenida 11. Já na unidade da Caixa Econômica, que fica a 250 metros de distância, na Avenida Seis, foi usada uma Hilux para transporte dos criminosos e valores.

Fonte: Correio do Estado

Acusada viajava em caminhonete com filha de 5 anos para disfarçar

Uma mulher de 28 anos foi presa no domingo (18), transportando um fuzil AK-47, 19 carregadores e aproximadamente de 2,5 mil munições de diversos calibres, entre eles de .50. A mulher estava acompanha da filha, de cinco anos, quando foi abordada na MS-164, no distrito de Vista Alegre, em Maracaju.

A suspeita estava dirigindo uma caminhonete GM/S-10, com placas de Jataí (GO). Ela contou aos policiais da PMR (Polícia Militar Rodoviária) que mora em Campo Grande e visitaria a mãe em Ponta Porã. E que teria recebido um telefonema de um desconhecido com oferta de retornar a Campo Grande em um veículo particular.

Ela contou ainda que iria pegar o veículo em posto de combustível de Ponta Porã e leva-lo até a Capital, onde receberia um novo contato para entregar o carro a um comprador.

Disse que não receberia nenhuma vantagem financeira para transportar o veículo e que não sabia que o carro estava carregado de arma, munições e carregadores. Ela foi presa e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Maracaju.

Fonte: Jornal da Nova

 

Marcelo Alexandre Umeres, de 32 anos, morreu na noite deste domingo (18), em um acidente de trânsito, na BR-163 na zona rural de Bandeirantes – a 68 quilômetros de Campo Grande.

Informações do boletim de ocorrência são de que o acidente aconteceu na manhã de domingo (18), vindo a ser registrado no período noturno. Marcelo estava com mais três passageiros dentro do carro, quando teria cochilado perdendo o controle do carro.

Os três passageiros tiveram ferimentos leves, e Marcelo chegou a ser socorrido e levado para o hospital onde sofreu uma parada cardiorrespiratória. Ele morreu quatro horas depois.

Fonte: Midiamax

Pagina 1 de 1107

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top