Redação

Ex-senador estuda caminhos jurídicos para poder disputar eleições

Enquanto estuda conseguir aval da Justiça para disputar as eleições deste ano, o ex-senador Delcídio do Amaral (PTC) afirma que mantém conversas sobre alianças partidárias “com todo mundo”. Foto em que ele aparece ao lado do ex-governador André Puccinelli (MDB) não indicaria, pelo menos até o momento, uma definição sobre composição com os emedebistas.

Absolvido na semana passada da acusação de obstruir a Justiça, o ex-senador afirma que tem concentrado esforços em garantir que poderá concorrer nas urnas. “Os advogados estão estudando todas as medidas cabíveis e estou aguardando um sinal deles”, disse ao Jornal Midiamax.

Apesar disso, foto publicada nas redes sociais, revelou reunião entre Delcídio, Puccinelli e o presidente regional do PTC, Cézar Gazolla. O encontro, no entanto, não teria representado, segundo o que diz Delcídio, uma união entre ele e o ex-governador Puccinelli.

“Eu converso com todo mundo, sempre conversei, o que vai definir são as convenções que acontecem em agosto. Não fiz nenhuma análise nesse sentido, mas vou começar a fazer uma avaliação mais aprofundada do cenário”, afirma.

Mais cedo,Gazolla afirmou ao Jornal Midiamax que aguarda conversas com o PDT e o PSDB para definir sobre alianças, mas admitiu que no momento há um “alinhamento favorável” com o MDB.

Delcídio afirma, por outro lado, que só analisará as possibilidades de composições de chapas no fim desta semana, quando terminar de decidir sobre ações judiciais para reverter a inelegibilidade. “Agora temos que ter muita calma, serenidade, equilíbrio, humildade, não tem que precipitar nada não. Quem entende o sentido da vida não se apressa”, completa.

Fonte: Midiamax

O líder Flamengo recebe o São Paulo no Maracanã; competição está 13ª rodada

Campeonato Brasileiro volta aos gramados nesta quarta-feira (17), após a pausa para a Copa do Mundo. Teremos cinco partidas hoje e cinco amanhã, todas válidas pela 13ª rodada da competição.



O destaque fica por conta do duelo entre Flamengo e São Paulo, que acontecerá no Maracanã. O rubro-negro carioca está na liderança do Brasileirão, com 27 pontos. Já o tricolor paulista ocupa a terceira colocação, com 23 pontos

Confira abaixo os jogos desta quarta:

Ceará x Sport Recife - 19h30

Vitória x Paraná - 21h

Flamengo x São Paulo - 21h45

Corinthians x Botafogo - 21h45

Grêmio x Atlético Mineiro - 21h45

Fonte: Noticias ao minuto

 

Afirmação é do presidente regional democrata, Murilo Zauith, que confirmou ainda coligação para a disputa de vagas na Câmara Federal

O DEM decidiu seu imbróglio interno e acenou para o PSDB e a campanha à reeleição do governador Reinaldo Azambuja. A decisão, confirmada nesta terça-feira (17), inclui as indicações do deputado estadual José Carlos Barbosa, o Barbosinha, para a vice da chapa tucana, com o presidente regional do democratas, Murilo Zauith, como candidato ao Senado.

A tratativa, cogitada há semanas, foi finalizada dentro do partido iniciada ainda na segunda-feira (16) e finalizada nesta terça. As informações foram prestadas ao site pelo presidente regional do DEM, Murilo Zauith, e confirmadas pelo deputado estadual Zé Teixeira, que ficou responsável por levar a decisão ao governador.

“Se ele (Reinaldo) bater o martelo é isso”, disse o dirigente, que já está em Dourados. “(O candidato ao governo) deve ser o Reinaldo, estamos negociando com ele. E a intenção é preencher todas as vagas possíveis”, destacou.

Teixeira disse que já apresentou a Reinaldo a disposição e condições do DEM para fechar a aliança. “O governador se comprometeu a construir isso dentro do PSDB”, declarou o deputado estadual. “Isso é um processo vagaroso, não é construído apenas na decisão do Murilo, do Barbosinha ou minha. Falamos com a Tereza Cristina e o Mandetta (deputados federais do DEM) e decidimos”, emendou.

Na segunda-feira, Zauith disse que o impasse no DEM envolvia o espaço para a chapa de deputados federais –a prioridade seria a reeleição de Tereza e Mandetta–, uma vez que o projeto tucano e o do ex-governador André Puccinelli (MDB) não teriam espaços para seus candidatos à campanha à Câmara. Ao mesmo tempo, o partido também cobrava espaços na chapa majoritária.

“Nossos candidatos a deputado federal sairão em coligação, mesmo, todos juntos”, afirmou, não descartando a composição de uma chapa com partidos como o PSDB e o PSD –que também discute aliança com os tucanos–, que têm deputados federais.

Segundo Zé Teixeira, Mandetta colocou a candidatura de Zauith a Senado como uma das prioridades e, a partir dela, estaria disposto a rediscutir seu projeto eleitoral. “Temos uma relação de respeito que vai muito além da política. Ele disse que levaria isso adiante definindo se sai a federal, a deputado estadual ou outro projeto que considerar adequado”, explicou Teixeira.

Já em relação a Tereza Cristina –que no passado teve ligação política com Puccinelli, sendo inclusive secretária de Produção na gestão emedebista–, Teixeira informou que a deputada avaliaria a decisão do partido e “faria suas contas” para definir o projeto eleitoral. “Deixamos claro que a Tereza, a quem admiro e respeito, é fundamental na Câmara dos Deputados. O Estado precisa dela, mostrou-se uma grande parlamentar, presidindo a Frente Parlamentar Agropecuária”, frisou.

Sinais – A bancada do DEM na Assembleia se mostrava favorável à aliança com o PSDB, assim como Zauith, enquanto o tema era visto com mais cautela entre os deputados federais.

Apesar das afirmativas do presidente regional democrata, os tucanos ainda não se pronunciaram sobre a decisão dos democratas –a reportagem não conseguiu contatar a bancada federal do DEM para comentar a proposta de aliança.

Fonte: Campo Grande News

Projeto faz consumidor pagar prejuízo por furtos, além de reajuste de receita de hidrelétricas

A conta de energia do sul-mato-grossense pode ficar até 20% mais cara a partir do ano que vem. De acordo com um novo estudo realizado pelo Conselho dos Consumidores de Energia Elétrica da Área de Concessão da Energisa-MS (Concen-MS), pode haver aumento de até 17,2% na tarifa caso seja aprovado, na Câmara dos Deputados, o projeto de lei que destrava a venda de seis distribuidoras da Eletrobras e eleva em 64% o incremento a ser pago pelos consumidores de energia elétrica para cobrir o benefício da tarifa social. Além disso, foi aprovado ontem pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) um reajuste de 45,52% na receita anual de geração de 69 usinas hidrelétricas que atuam no regime de cotas. Esta medida vai provocar aumento nas contas de luz entre 0,02% até 3,86%, segundo a Aneel. O impacto médio será de 1,54%. “São tantos reajustes tarifários que o consumidor nem vai entender de onde veio tantos aumentos”, comenta a presidente do Concen-MS, Rosimeire Cecília da Costa.

Em nota pública divulgada ontem, a entidade fez duras críticas a vários pontos do projeto de lei. “Essa medida é entendida como inconcebível por nosso Conselho”, afirmou, em relação ao benefício da tarifa social, que dá isenção do pagamento de contas de luz para famílias de baixa renda. Costa esclarece que a entidade não é contra a concessão do benefício, mas defende que os recursos deveriam sair dos cofres da União e não do bolso do consumidor. “A tarifa social é uma política social de governo que deve ser mantida com recursos do Tesouro Nacional e não ser custeada pela tarifa do serviço de fornecimento de energia elétrica”, questiona.

Segundo o projeto de lei, haveria um incremento de 64% no que os consumidores de energia elétrica terão de pagar para viabilizar a tarifa social. “O montante para cobrir o benefício passará de R$ 2,5 bilhões, em 2018, para R$ 4,1 bilhões, em 2019. Adicionalmente, o pagamento desse benefício se dará através da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e, portanto, comporá a tarifa dos demais consumidores que estarão sujeitos ao acréscimo de impostos (PIS/COFINS e Imposto de Circulação sobre Mercadorias e Serviços - ICMS). Com este efeito o valor final se eleva para inaceitáveis R$ 5,7 bilhões, mais que dobrando os subsídios atuais”, explica a presidente.

Fonte: Correio do Estado

É com pesar que comunicamos o falecimento de Leonildo Nunes, cunhado do Locutor da Radio Nova Fm José Reinaldo.

Seu corpo esta sendo transladado de Barretos-SP para Novo Horizonte do Sul, com previsão de chegada para às 11:30 horas desta terça-feira (17).

Seu corpo será velado na capela da PAX Ivinhema, seu sepultamento será amanha (18), no cemitério Municipal de Novo Horizonte do Sul, com horário a ser definido pela família.

Leonildo faleceu em Barretos decorrente de câncer.

Pagina 1 de 880

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top