Redação

Acidente aconteceu na SP-304 em Americana

Um casal de namorados morreu em um acidente no km 127 da Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), em Americana (SP). O carro em que eles estavam despencou do viaduto sobre a linha férrea. As vítimas foram identificadas como Ana Paula Braga, de 36 anos, e Dimas Henrique Marques Argentin, de 27 anos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu por volta das 5h deste domingo (20) e o local fica perto do acesso para Nova Odessa (SP) .

Os bombeiros informaram ainda que o veículo Hyundai i30 despencou por um vão entre a rodovia e a linha do trem que passa abaixo da SP-304, uma altura de 15 metros. Não foi identificado nenhum outro veículo envolvido no acidente.

Segundo o G1, o homem estava dirigindo e a mulher estava no banco do passageiro. O casal morreu no local.

A Perícia da Polícia Civil vai investigar as causas do acidente.

Fonte: Noticias ao minuto

 

É com pesar que a UNIPAX comunica o falecimento do Senhor ALMERINDO RODRIGUES DE MATOS, da linha Agua da Onça, seu corpo esta sendo velado na Capela da UNIPAX. O mesmos será transladado para Angelica - MS, amanha (21) as 06:00 horas, onde será sepultado as 11:00 horas.

Aos seus familiares e amigos, o portal de noticias ValemsNews e a UNIPAX, manifesta profundo respeito e rogando a Deus traga conforto aos corações enlutados. Desejamos que a paz, o consolo e a força da fé reinem no meio de todos, primando o amor a Deus sobre todas as coisas para que o Senhor Almerido descanse em paz.

 

 

A Policia Militar de Ivinhema, na noite deste sábado (18), através da 2º CIA PM de Ivinhema, recuperou um veículo furtado assim que recebeu a denúncia de furto do mesmo.

A vítima informou que estava regressando do culto para sua residência e trafegava pela Avenida Teodoro de Oliveira e ao passar no quebra-molas dois indivíduos de posse de uma espingarda anunciaram o assalto levando a moto sentido bairro Triguenã.

A equipe da Policia Militar imediatamente saiu em buscas pelo bairro, logo avistaram dois indivíduos de posse da referida moto, que ao perceber a aproximação da polícia abandonaram a moto e empreenderam fulga pulando os muros das casas, não sendo possível encontrar e prender os autores.

Diante dos fatos o veículo foi apresentado na Delegacia de Polícia de Ivinhema-MS que investigará o caso.

Fonte: Assessoria de comunicação Social do 8º BPM

 

Lula tem negado as acusações de Palocci e afirma que o ex-ministro mente em delação premiada

Carlos Alberto Pocento e Claudio de Souza Gouveia, ex-motoristas do ex-ministro Antonio Palocci, corroboraram, em depoimento, com as declarações do delator sobre supostas entregas de dinheiro ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Eles narraram à Polícia Federal 'entregas de valores' e de caixas de whisky ao petista, chamado por Palocci de 'barba', no aeroporto de Brasília e na sede do Instituto Lula.

Eles falaram à Polícia Federal do Paraná no dia 30 de agosto de 2018, para prestar esclarecimentos sobre fatos investigados na Operação Lava Jato. O depoimento se deu um mês depois de o relator no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, João Pedro Gebran Neto, homologar a colaboração premiada do ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil dos governos petistas.

Em depoimento prestado ano passado, Palocci afirmou ter repassado 'em oportunidades diversas' cerca de R$ 30 mil, R$ 40 mil, R$ 50 mil e R$ 80 mil em espécie para o próprio Lula'. Palocci detalhou duas entregas de dinheiro a Lula, uma no Terminal da Aeronáutica, em Brasília, no valor de R$ 50 mil 'escondidos dentro de uma caixa de celular'. A outra entrega teria ocorrido em Congonhas. Ele contou que recorda-se que a caminho do aeroporto 'recebeu constantes chamadas telefônicas de Lula cobrando a entrega'.

Segundo Palocci, os repasses a Lula teriam ocorrido em 2010. O ex-ministro relatou uma conversa que teria tido com Marcelo Odebrecht na qual o empresário acertou o repasse de R$ 15 milhões para o ex-presidente depois que a empreiteira entrou no negócio de Belo Monte.

Um dos motoristas de Palocci, Claudio de Souza Gouveia, que trabalhou para o ex-ministro desde 2002, 'na época de transição do governo Fernando Henrique Cardoso', respondeu à PF 'que foram muitos os episódios em que o depoente conduziu Antonio Palocci Filho até a base aérea de Brasília/DF para levar objetos, presentes, mimos a Lula'.

Ele afirma que 'havia pressa nos deslocamentos' e disse se 'recordar de caixas de Whisky, de celulares, de canetas, por exemplo', mas que, 'no entanto, nunca soube se as caixas continham efetivamente celulares e garrafas de Whisky ou outros conteúdos'.

Segundo Gouveia, 'muitos desses episódios, Palocci deixava apenas os objetos com Lula no terminal ou no avião e, após alguns minutos, voltava ao carro'.

O motorista ainda detalha que Palocci carregava dinheiro em seu veículo e que 'recebia, quando necessário, recursos para combustível, por exemplo'

Gouveia relata 'que Palocci também carregava recursos para gastos com comitê da campanha, por exemplo e que em algumas poucas oportunidades também constatou Palocci carregando quantidades elevadas de recursos'.

Segundo o motorista, 'em algumas oportunidades, Palocci informava que estava carregando documentos, ao mesmo tempo que sinalizava, quando pronunciava a palavra "documentos", gesto que sinalizava dinheiro, feito com o dedão e o indicador da mesma mão'.

Já Carlos Alberto Pocente diz que 'em oportunidades diferentes em que o depoente levou Antonio Palocci Filho e Branislav Kontic à sede do Instituto Lula, ouviu afirmações proferidas por Palocci para Branislav relacionadas a valores para o "barba"'.

Indagado pelos investigadores sobre quem seria o personagem identificado por "barba", ele 'respondeu que, pelo contexto em que os assuntos eram tratados, referia-se ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva'.

Fonte: noticias ao minuto

 

Ele chamou G.P.R., dizendo “ela é toda sua”, momento em que vítima foi violentada sexualmente.

Os indivíduos G.P.R., de 18 anos e J.S.C., de 19, foram presos nesta quinta-feira (17) suspeitos pelo estupro de uma adolescente de 16 anos ocorrido no dia primeiro de janeiro deste ano em uma construção abandonada na região portuária de Corumbá, cidade a 428 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a polícia, o estupro aconteceu quando o trio retornava da região portuária de Corumbá e seguia para o Assentamento 72, em Ladário. De acordo com o site Diário Corumbaense, a vítima, estava na companhia do marido J.S.C., quando no caminho, ele entrou na construção e chamou a jovem.

Ele então teria abaixado as calças e mandado que a adolescente fizesse o mesmo, porém, ela então começou a chorar. Ele então vestiu as roupas e chamou G.P.R., dizendo “ela é toda sua”, momento em que vítima foi violentada sexualmente. Após o estupro, os dois fugiram e a menor foi encontrada com as roupas rasgadas e sujas.

Após as investigações da polícia, a Justiça decretou a prisão dos dois. “Casos envolvendo violência doméstica têm grande incidência na cidade de Ladário. Todavia, estupros não são comuns no município. Esse caso chamou muito a atenção pelo ‘modus operandi’ e a pouca idade dos envolvidos. A Polícia Civil de Ladário se encontra atenta e à disposição de toda a população ladarense”, afirmou o delegado.

Fonte: Diario Corumbaense

 

Pagina 7 de 1204

Salvar

 

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top