Redação

Rubro-Negro bate o Grêmio, mantém distância de cinco pontos e impede festa alviverde no Allianz Parque

O Palmeiras entrou em campo com nesta quarta-feira chance de soltar o grito de campeão, mas ainda não conseguiu confirmar a conquista do Campeonato Brasileiro.

O Verdão até fez sua parte e goleou o América-MG por 4 a 0 no Allianz Parque, mas o Flamengo derrotou o Grêmio por 2 a 0 no Maracanã e manteve cinco pontos de vantagem para o líder restando agora duas rodadas para o fim. O Inter deu adeus às chances de título ao ser derrotado pelo Atlético-MG por 2 a 1 no Beira-Rio.

Depois de perder muitas chances no primeiro tempo, uma delas com Borja praticamente sem goleiro, o Palmeiras desencantou na etapa final e balançou a rede com Luan, Willian, Dudu e Deyverson.

Já no Maracanã, Uribe abriu o placar da vitória rubro-negra em lance polêmico no segundo tempo. O atacante colombiano levantou demais o pé e atingiu Cortez na finalização, mas o árbitro mandou seguir. No fim, Diego deu números finais.

Para confirmar o título no domingo sem depender de outros resultados, o Palmeiras precisa vencer o Vasco em São Januário. A conquista pode vir até com empate ou derrota, desde que o Flamengo não vença o Cruzeiro no Mineirão.

Fonte: Band

Daniel Abuchain foi morto a pauladas e facadas

Foi presa nesta terça-feira (20), uma cafetina suspeita de assassinar o ex-superintendente de gestão de informação da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) do ex-governador André Puccinelli, Daniel Abuchain em um quarto de motel. Seu corpo foi abandonado no macroanel de Campo Grande.

A prisão aconteceu nesta terça (20), mas detalhes de como aconteceu a prisão não foram revelados. Uma coletiva para esclarecer como se deu o assassinato foi marcada para esta manhã de quarta-feira (21), pelo delegado que cuida do caso, Geraldo Marin.

Uma das hipóteses para o crime seria de que Daniel teria sido agressivo com uma das garotas de programa.

O corpo dele foi encontrado completamente nu, em uma rua próximo à Uniderp Agrárias. Ele tinha ferimentos de pauladas na cabeça e de facadas no tórax, ombro, pescoço e cabeça.

Investigação por esquema de terceirizados

Daniel era investigado por supostamente participar de um esquema de terceirizados denunciado em 2016 pela força-tarefa do MP-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul). Na ação impetrada, o Ministério Público alegou que Mário Sérgio Maciel Lorenzetto, ex-secretário de Fazenda, o ex-adjunto da pasta André Luiz Cance, e o ex-superintendente de Gestão da Informação Daniel Nantes Abuchaim, a Itel Informática, bem como seu proprietário, o empresário João Baird teriam recebido mais de R$ 252.529,996 milhões do Executivo estadual com serviços terceirizados, em sua maioria de forma irregular.

Daniel tinha uma empresa de tecnologia e outra de pescado em seu nome e é irmão de um dos sócios da Master Case Digital Business Ltda, que mantém contratos com o governo do Estado. A empresa foi alvo da Operação Antivírus, do MP-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) por um contrato de R$ 6 milhões para, segundo as investigações, fazer o mesmo serviço que a empresa Pirâmide Informática. Neste ano, a Master Case mantém apenas um contrato com a Junta Comercial, no valor de R$ 756 mil.

Fonte: Midiamax

Nome de Mozart Neves Ramos foi ventilado ontem (21); com a pressão por uma desistência do educador, o colombiano Ricardo Vélez Rodriguez foi chamado às pressas

A escolha do futuro ministro da Educação do governo de Jair Bolsonaro (PSL) gerou uma crise da equipe de transição do presidente eleito com a bancada evangélica no Congresso.

O nome de Mozart Neves Ramos, diretor do Instituto Ayrton Senna, definido por Bolsonaro para assumir o cargo, causou reação de deputados contrários à seleção - Ramos é tido como moderado entre funcionários do ministério.

Com a pressão por uma desistência do educador, o colombiano Ricardo Vélez Rodriguez foi chamado às pressas de Juiz de Fora (MG) para conversar com Bolsonaro nesta quarta-feira (21). O nome do professor já circulava entre os cotados para a pasta.

Rodriguez é formado em filosofia pela Universidade Pontifícia Javeriana e em teologia pelo Seminário Conciliar de Bogotá. Hoje é professor associado da Universidade Federal de Juiz de Fora.

A informação da escolha de Mozart vazou na quarta (21), um dia antes da reunião marcada com Bolsonaro para selar a indicação. Em nota, o Instituto Ayrton Senna disse que Mozart não foi convidado e que terá reunião com Bolsonaro nesta quinta-feira (22).

Nas redes sociais, após a veiculação do nome de Mozart e a reação da bancada, o presidente eleito disse que "até o presente momento não existe nome definido para dirigir o Ministério da Educação".

Ao site O Antagonista, Bolsonaro afirmou que "não existe essa possibilidade", ao comentar a nomeação do diretor do instituto.

Segundo relato à Folha de S.Paulo de pessoas próximas ao educador, ele foi sim procurado na semana passada e acenou ao futuro governo federal que aceitaria o posto.

O plano da equipe do presidente eleito era de que o nome fosse oficializado nesta quinta após a reunião, em Brasília, quando Mozart e Bolsonaro discutiriam condições para ele assumir a pasta.

Membro da bancada evangélica no Congresso, o deputado federal Sóstenes Cavalcanti (DEM-RJ) disse que os parlamentares levaram a insatisfação ao futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS).Onyx, segundo ele, confirmou que teve conversas com Mozart, mas que nada havia sido definido.

Cavalcanti afirmou que o nome de Mozart "desagradou e muito". "Para nós, o novo governo pode errar em qualquer ministério, menos no da Educação, que é uma questão ideológica para nós", disse.

O perfil do educador é classificado por servidores do Ministério da Educação como moderado. Em nenhum momento, por exemplo, ele deu declarações a favor do projeto da Escola sem Partido ou contra discussões sobre gênero em sala de aula.

Os dois temas, em debate no Congresso contra o que seria uma doutrinação partidária por professores, serviram para alavancar o nome de Bolsonaro no cenário nacional bem antes de sua pré-candidatura presidencial.

Com apoio dos evangélicos, o presidente eleito foi um dos líderes do movimento contra a discussão do que chamam de "ideologia de gênero" nas escolas.

No governo Dilma Rousseff (PT), ele denunciou a entrega para alunos do que, segundo ele, seria um kit em que se ensina a ser homossexual, o "kit gay", e de um livro de educação sexual para crianças.

A campanha envolvendo esse tema serviu de motor político para Bolsonaro, como o próprio reconheceu.Mozart chegou a ser sondado pelo presidente Michel Temer (MDB) para o mesmo cargo em 2016, mas, na época, recusou. Da mesma forma, declinou de um convite de João Doria (PSDB) para integrar o secretariado da Prefeitura de São Paulo.

Antes de assumir o cargo no instituto, Mozart foi presidente do Movimento Todos pela Educação e professor e reitor da Universidade Federal de Pernambuco. Ele também foi secretário de Educação daquele estado.

Em 2010, em entrevista à Folha, ele disse ser necessário criar uma agenda para a educação que não seja de governo, mas de Estado.

"Há uma clareza muito grande de que, após a redemocratização do país, após a economia ficar sólida, a terceira revolução que a gente tem de fazer é a da educação: é preciso envolver toda a sociedade nisso", disse.

O desejo inicial do presidente eleito era ter à frente da pasta a presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, mas ela demonstrou resistência a assumir o posto.

Na semana passada, em um encontro sigiloso, Viviane e Mozart se reuniram com o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Após a reunião, Mozart negou à Folha que tivesse havido sondagem para o cargo ministerial durante a reunião.

Caso a nomeação se confirme, ela representará um ponto para a deputada eleita Joyce Hasselmann (PSL-SP), que foi quem apresentou Viviane a Bolsonaro. Ainda na campanha, Viviane visitou Bolsonaro em sua casa, no Rio de Janeiro.

Outra deputada federal com ascendência sobre Bolsonaro, Bia Kicis (PRP-DF), no entanto, reprova a nomeação de Mozart por considerá-lo "globalista", ou seja, não alinhado ao Escola sem Partido.

Viviane é irmã de Ayrton Senna, piloto tricampeão brasileiro de Fórmula 1 que morreu em acidente em 1994, enquanto competia na Itália. Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao minuto

Estado vai perder 115 profissionais do programa Mais Médicos

Médicos cubanos, que participam do programa Mais Médicos, deixarão Mato Grosso do Sul no dia 27 de novembro. A informação é da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Com isso, pelo menos, 115 postos de trabalho ficarão em aberto no Estado. Este é o número de vagas disponibilizadas no primeiro edital, divulgado pelo Ministério da Saúde, para repor os profissionais de Cuba, após o país cancelar acordo de cooperação com o Brasil.

O edital foi publicado na terça-feira (20). Nele, são ofertadas 8.517 vagas, disponibilizadas para 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Indígenas.

Em Mato Grosso do Sul, são 104 vagas para municípios e 11 para o Distrito Sanitário Indígena.
Neste primeiro edital, podem se inscrever médicos brasileiros e estrangeiros, que tenham registro no Conselho de Medicina do Brasil. As inscrições foram abertas às 8h de ontem e vão até as 23h59min de 25 de novembro. Há um sistema em que o médico deve acessar e fazer um cadastro. No ato de inscrição, o profissional escolhe o município disponível para a atuação.

Fonte: Correio do Estado

O Flamengo fez sua parte para manter o Brasileiro em aberto ao menos por mais uma rodada. A vitória de 2 a 0 sobre o Grêmio no Maracanã impediu o título do Palmeiras, que goleou o América-MG e está cinco pontos na frente, com seis em disputa nos próximos dois jogos.

O resultado garantiu o Flamengo na fase de grupos da Libertadores de 2019, já que não pode mais ser tirado do G-4. E foi marcado mais uma vez por belas defesas do goleiro César e arrancada decisiva de Berrío no final.

- Feliz por ter ajudado a equipe, estava precisando desse gol, a equipe precisava vencer, sao feliz de campo - disse o meia Diego, autor do segundo gol - Uribe inaugurou o marcador.

A partida ainda teve o reencontro da torcida rubro-negra com o técnico Renato Gaúcho, cobiçado para substituir Dorival Júnior na próxima temporada. Em duas rodadas, resta torcer por duas derrotas do Palmeiras, contra Vasco e Vitória. E é preciso vencer Cruzeiro e Atlético-PR.

O primeiro tempo do Flamengo foi um retrato da dificuldade do time na temporada. Começou melhor, com posse de bola, mas sem transformar em chance real de gol. O Grêmio, como outras equipes do mesmo estilo, suportou a pressão inicial recuado, e se soltou para igualar as ações. Mesmo assim o Flamengo foi melhor e levou mais perigo, inclusive com uma bola na trave desviada de escanteio por Uribe, que bateu na mão de Cortez.

O centroavante era de fato o finalizador mais aplicado. E no começo da etapa final, após bola levantada, chegou com o pé no alto para botar para as redes, atingindo a bola e a cabeça do lateral esquerdo gremista. O gol animou e fez o Grêmio se desencontrar na partida e se expor. Berrío entrou para as jogadas de velocidade, e deu assistência para Diego dar números finais à partida.

Fonte: Extra

Pagina 1 de 1112

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top