Redação

Débora foi vista pela última vez virando a esquina de casa

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil de Dourados iniciaram buscas por suposto corpo que foi visto boiando às margens do Rio Dourados na manhã desta terça-feira (20) por motorista que passava por ponte. A família de Débora Dias dos Santos, de 32 anos, teme que corpo seja da mulher que está desaparecida há uma semana.

Débora foi vista pela última vez pelo marido no dia 13 de fevereiro a noite quando casal chegava em casa. A mulher teria recusado voltar para casa e saiu em direção à rua, não sendo mais vista.

Ao Jornal Midiamax, a prima da desaparecida, Lucilene Moraes Silva, de 35 anos, disse que família recebeu a informação sobre um suposto cadáver nesta manhã. “Tivemos a informação de que tinha um corpo boiando no Rio Dourados, perto de Rio Brilhante. Quem viu, acionou os Bombeiros e a Polícia de Dourados. Até agora nenhuma novidade, não encontraram nada”, disse à reportagem.

Corpo no rio
Um homem teria passado de carro na ponte sobre o Rio Dourados na última sexta-feira (16) retornado de Rio Brilhante e teria visto algo parecido com um corpo boiando às margens das águas.

Conforme o Fátima News, o grupo de amigos pararam o carro e deram ré, mas não viram mais nada. Eles afirmaram que não desceram do carro porque chovia muito no momento.

Desaparecimento
Conforme o boletim de ocorrência registrado pelo esposo da mulher, ambos chegaram em casa à noite na caminhonete da família e Débora teria se recusado a entrar em casa, afirmando que queria voltar para a rua. Cansado, o marido afirmou que não queria sair novamente e começou a fechar os vidros do veículo.

Neste momento, Débora desceu e deu um soco no vidro do automóvel e saiu em direção à rua, não sendo mais vista.

“O marido dela disse que só viu pelo retrovisor ela virando a esquina. Depois disso, sumiu. Ela sempre foi uma pessoa centrada, mulher de família, tem duas filhas e nunca iria largar elas e ir embora. Ela não é depressiva e não tem problemas mentais. Ninguém sabe o que aconteceu”, disse Lucilene Moraes Silva, de 35 anos, prima de Débora. Parentes chegaram a procurar pela mulher em toda a cidade e até rios na região.

O aparelho celular de Débora foi recolhido para que possíveis informações sejam apuradas pela polícia.

Fonte: Midiamax

 

Embargos de declaração protocolados hoje (20) pedem apenas esclarecimentos sobre a sentença de 12 anos e um mês de prisão dada ao petista

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) protocolou, no início desta terça-feira (20), os embargos de declaração ao TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), contra a decisão dos desembargadores da 8ª Turma da Corte de condenar e aumentar a pena do petista, no caso do tríplex em Guarujá (SP), para 12 anos e um mês de prisão.

O acórdão com os votos dos juízes foi publicado no último dia 6. O tribunal já se posicionou afirmando que a prisão de Lula será pedida com o fim do julgamento dos recursos, ainda na segunda instância.

O ex-presidente tenta, por meio de um habeas corpus preventivo no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF), impedir essa possibilidade.

Os embargos de declaração pedem apenas esclarecimentos sobre a sentença, não podendo reverter a condenação. Como os três juízes federais responsáveis pelo julgamento - João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor Laus - votaram de forma unânime, não será possível apresentar embargos infringentes.

A defesa de Lula foi intimada para a ciência do acórdão. Como acontece no processo eletrônico, os advogados tiveram dez dias para abrir o documento, contando a partir do dia 7 último. Depois de aberto, a defesa teve dois dias para entrar com os embargos. Como o prazo para acessar a peça foi até o dia 16, o prazo de dois dias para apresentação dos recursos começou a valer a partir do dia 19, terminando às 23h59 de hoje.

CASO TRÍPLEX

Na ação apresentada pelo Ministério Público Federal, Lula foi acusado de receber R$ 3,7 milhões de propina da empreiteira OAS em decorrência de contratos da empresa com a Petrobras. O valor, apontou a acusação, se referia à cessão pela OAS do apartamento tríplex ao ex-presidente, a reformas feitas pela construtora nesse imóvel e ao transporte e armazenamento de seu acervo presidencial (este último ponto rejeitado pela Justiça).

Em julho de 2017, o petista foi condenado pelo juiz Sergio Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. No julgamento em que aumentaram a pena de Lula, os juízes federais do TRF-4 afirmaram que o conjunto das provas sustenta a acusação.

Fonte: Noticias ao minuto

 

Partida acontecerá na Arena Pantanal, segundo confirmou a Ferj

A Federação de Futebol do Rio de Janeiro confirmou nesta terça-feira (20) o local da partida entre Fluminense e Flamengo, marcada para o próximo sábado (24). O clássico será realizado na Arena Pantanal, em Cuiabá.

O jogo, que terá início às 17h do horário de Brasília, é válido pela segunda rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

Vale ressaltar que o Fluminense é o mandante do jogo, mas os dois times fizeram um acordo para dividir a renda em valores iguais.

Fonte: Noticias ao minuto

 

Parlamentares pedem nova rede de água e esgoto para o Bairro 14 de Junho; obra já está na programação

O presidente da Câmara Municipal de Novo Horizonte do Sul, vereador Ademir de Oliveira, e os vereadores Paulo Aparecido Weiler e Carlito Correa Alves, acompanhados pela ex-deputada estadual Dione Hashioka, visitaram na tarde desta terça-feira (20/02) o diretor-presidente da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), Luiz Rocha.

Na ocasião, os parlamentares municipais protocolaram o documento com o pedido de implantação de rede de água e saneamento básico no Bairro 14 de Junho, em Novo Horizonte do Sul. O diretor-presidente da Sanesul agradeceu pela visita e informou que a solicitação já está incluída na programação de obras da empresa de ampliação e melhorias na rede de esgoto e abastecimento na região. “A solicitação de Novo Horizonte do Sul será atendida”, respondeu o diretor-presidente da Sanesul.

Fonte: Assessoria

 

Ex-governador foi condenado por improbidade administrativa

O deputado estadual, Cabo Almi (PT), se colocou como “plano B” do partido para uma das vagas no Senado por Mato Grosso do Sul. A princípio, o deputado federal José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, se candidataria, mas desde o ano passado o ex-governador do Estado está inelegível por conta de uma condenação por improbidade administrativa.

Cabo Almi comentou sobre as coligações do PT para as eleições deste ano. “Possivelmente devemos ter aliança somente com o PC do B e alguns outros partidos menores. Temos o Humberto Amaducci para o governo, o Zeca está inelegível, mas quer sair para o Senado, e o Vander com os demais deputados que vão tentar reeleição”, detalhou, ressaltando o plano B do partido para o Senado. “Eu sou uma das opções do partido para o Senado, no caso de precisarmos de um plano B”, completou.

Para as vagas na Assembleia Legislativa, o deputado comentou que o partido tenta regionalizar uma chapa. “Queremos colocar candidatos de várias regiões. Candidatos de Ponta Porã e outros pontos do Estado”, disse.

Cabo Almi rebateu ainda a afirmação do presidente regional do PDT, João Leite Schimidt, sobre não desistir do PT para uma coligação nas eleições para governador, em que Odilon de Oliveira tenta a vaga. “Não vejo uma coligação com o PDT. Temos os nossos candidatos, nada contra candidato do PDT”.

FUTURO
Ainda confome o deputado estadual, o PT já está pensando nas eleições de 2020 e 2022, quando a reforma política diz que as coligações partidárias devem acabar e as chapas devem ser puras.

“Estamos tentando fazer mais prefeitos e vereadores. O partido está se preparando e fortalecendo para 2020 e 2022. Mesmo com todos os problemas, o PT se sobressai aos outros partidos. Mesmo em Mato Grosso do Sul, que é um estado agropecuário, ainda assim é o partido mais votado”, concluiu.

Fonte: Correio do Estado

 

 

Pagina 9 de 580

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top