Salvar

Salvar

Redação

Até gerentes e tesoureiros de agências começaram a aderir à paralisação no interior. Greve começou na quarta com adesão em 25 municípios e nesta quinta ampliou para 40. Em Campo Grande Grande o número de carteiros, atendentes de agências e operadores de carga parados também aumentou. Paralisação cresceu também em nível nacional com aprovação da greve, a partir de hoje, no Rio Grande do Sul

 

A greve dos trabalhadores dos Correios, deflagrada desde a noite de terça-feira (19), em nível nacional, teve um significativo aumento no Mato Grosso do Sul neste segundo dia de paralisação. Na quarta-feira a greve atingiu, total ou parcialmente, 25 municípios do Estado. Já ontem (21), o número subiu para quarenta municípios atingidos pela greve.

De acordo com a presidente do sindicato dos trabalhadores dos Correios, SINTECT-MS, Elaine Regina Oliveira, também foi constatada a adesão, em diversos municípios, de gerentes e tesoureiros de agências. “Isso é reflexo do retrocesso que a direção da empresa quer impor. Só falam em cortar e diminuir direitos. Querem excluir dependentes, como pai e mãe, do Plano de Saúde. Querem diminuir o número de tickets-refeição. Querem acabar com o vale-cultura. Quanto à reajuste salarial, a empresa nem toca no assunto. Isso causou profundo mal-estar na categoria. Nós somos a empresa estatal que paga os menores salários. Isso é fato comprovado. Esse aumento significativo de adesão, de ontem para hoje, mostra a insatisfação da categoria.”

Ela reconhece que a greve causa transtornos à população. “Reconhecemos isso. Mas perguntamos: se nós não lutarmos pela nossa valorização, se nós não lutarmos pelos nossos salários, se nós não lutarmos pelo nosso Plano de Saúde, se nós não lutarmos pelos nossos outros direitos, quem fará isso? Pedimos desculpa à população pelos transtornos. Mas são nossos direitos, nossas vidas, que estão em jogo”, afirma.

Outras questões levantadas pelas categorias são: realização de concurso público para contratação (existe falta de funcionários em diversos setores o que compromete a qualidade dos serviços da empresa); não ao fechamento de agências (em MS já foram cinco agências fechadas, a última no distrito de Quebra-Côco em Sidrolândia) e contra a privatização dos Correios. Quanto aos salários, a reivindicação é de reajuste de 8%. Com Sintect-MS

Fonte: Jornal da Nova

Um homem de 29 anos, morador no assentamento Gleba Nova Esperança, município de Jatei, foi preso por volta da 17:30 horas da tarde desta quinta-feira (21) pela Policia Militar de Novo Horizonte do Sul e Jatei, mantendo em condições precárias dentro de uma caixa de geladeira no meio do mato 112 (cento e doze) filhotes de Papagaio.

O infrator foi conduzido, juntamente com os filhotes para a Delegacia de Policia de Jatei-MS, onde foi atuado em flagrante pelo crime ambiental, podendo pegar, em caso de condenação, de seis meses a um ano de prisão.

Este é um período preocupante com relação ao tráfico de animais silvestres, pois, de setembro a dezembro é o período de reprodução do papagaio que é a espécie mais traficada no Estado. Neste período, a PMA realiza trabalhos preventivos nas propriedades rurais, por meio de informação da legislação e Educação Ambiental, tendo em vista que o modo operante dos traficantes é de aliciamento dos sitiantes e funcionários de propriedades rurais, para que retirem os animais e os avisem para que os comprem. Muitas pessoas fazem isto, às vezes, sem saber que estão cometendo crime ambiental.

 Fonte: ValemsNews

Defesa do petista alega que metade de R$ 606.000 bloqueados judicialmente por Moro correspondem à parte da ex-primeira-dama no patrimônio do casal

O juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, deu prazo de 15 dias para que a defesa do ex-presidente Lula prove que metade dos 606.000 reais de contas bancárias ligadas ao petista e bloqueadas judicialmente tem como origem a parte da ex-primeira-dama Marisa Letícia no patrimônio do casal. Ela morreu em fevereiro.

“Relativamente ao pedido de resguardo da meação dos ativos financeiros, deve igualmente a defesa realizar a demonstração necessária, juntando os extratos, a documentação e esclarecendo a origem dos recursos bloqueados, inclusive nos planos de previdência privada, a fim de que se possa verificar se trata-se de verbas de natureza comunicável ou não ao cônjuge”, anota Moro. Lula tem outros 9 milhões de reais em planos de previdência empresarial e privada confiscados pela Justiça Federal, por ordem do juiz federal.

O magistrado ainda explica que “o Bacenjud [o sistema eletrônico de comunicação entre o Poder Judiciário e as instituições financeiras, por intermédio do Banco Central], bloqueia o saldo do dia, não impedindo a movimentação da conta posteriormente ou o recebimento nela de novos créditos”.

Ao condenar o ex-presidente a 9 anos e 6 meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva, em julho, o magistrado também estipulou a ele multa de 16 milhões de reais, valor supostamente reservado pela OAS a Lula e ao PT em uma suposta “conta de propinas”.

Na sentença, Sergio Moro consignou que o petista é culpado por receber, como vantagem indevida, um tríplex no condomínio Solaris, no Guarujá (SP), e suas respectivas reformas, custeados com 2,2 milhões de reais da empreiteira.

Fonte: Veja

Corregedoria cumpria mandado de busca no local

A Corregedoria da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul apreendeu nesta quinta-feira (21) munições de vários calibres e ainda dois carregadores de pistola 765 na casa de um policial militar de Campo Grande. O flagrante aconteceu durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão.

De acordo com o boletim de ocorrência, os militares da corregedoria foram até a residência, localizada no Jardim Noroeste, por volta das 6h30 desta manhã para cumprir mandado de busca e apreensão.

No local, foram encontrados dois carregadores de pistola 765 e 57 munições de diversos calibres, 31 delas de calibre 32, quatro munições de calibre 22 e outras 22 de calibre 25. Não há detalhes do objetivo da ação.

A equipe do Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria da Polícia Militar sobre o caso, mais ainda não obteve resposta.

O militar não estava na residência e o caso foi registrado como posse irregular de arma de fogo de uso permitido na 3ª Delegacia de Polícia Civil.
2ª Apreensão

A Corregedoria da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul prendeu um sargento nesta quinta-feira (21) com munições de vários calibres e armas em casa em Nova Alvorada do Sul, a 120 km de Campo Grande. O oficial, que estaria vivendo em uma propriedade de alto padrão, foi levado à Delegacia de Polícia Civil e em seguida trazido para Campo Grande.

Fonte: Midiamax

Crianças tentaram sair do Lar Alternativo São José, em Nova Andradina e mobilizaram o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e o Conselho Tutelar, na noite desta quinta-feira (21).

De acordo com o apurado pela reportagem, três crianças, sendo uma de 12 anos e as outras duas de oito anos, subiram no telhado do Lar Alternativo, na tentativa de deixar a casa.

As equipes foram acionadas pelos funcionários do Lar. Os menores conseguiram descer do telhado sozinhos e ninguém ficou ferido. Não se sabe o que motivou a ação das crianças.

Mais cedo, por volta das 11h, equipe da PMR (Polícia Militar Rodoviária) da base operacional do Vale do Ivinhema, capturou outras duas crianças, que fugiram do Lar. Uma de 11 anos e outra de 8 anos.

Segundo a polícia, elas seguiam pela rodovia MS-134 sentido Nova Andradina a Batayporã. Chegou a correr dos policiais, mas foram capturadas e entregues ao Conselho Tutelar.

Fonte: Jornal da Nova

Pagina 8 de 336

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top