Politica (843)

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu hoje (18) arquivar sua decisão que impediu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de conceder entrevistas à imprensa.

Desde 7 de abril do ano passado, Lula está preso na carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba para cumprir pena inicial de 12 anos e um mês de prisão, imposta pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).

Com a medida, o ex-presidente poderá conceder uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo, que teve pedido rejeitado pela Justiça Federal em Curitiba.

Após a decisão, Toffoli enviou o caso para Lewandowski, que deverá determinar a autorização para a entrevista.

"Determino o retorno dos autos ao gabinete do relator para as providências cabíveis, uma vez que não há impedimento no cumprimento da decisão proferida pelo eminente relator nesta ação e naquelas apensadas", decidiu.

No ano passado, durante as eleições, Toffoli suspendeu uma decisão do ministro Ricardo Lewandowski que liberava a entrevista.

Nesta quinta-feira, ao analisar a questão novamente, o presidente informou que o processo principal do caso, relatado por Lewandowski chegou ao fim e sua liminar perdeu o efeito.

Antes de o caso chegar ao STF, a juíza federal Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, negou o pedido de autorização solicitado por órgãos de imprensa para que o ex-presidente conceda entrevistas.

Ao decidir o caso, a magistrada entendeu que a legislação não prevê o direito absoluto de um preso à concessão de entrevistas. “O preso se submete a regime jurídico próprio, não sendo possível, por motivos inerentes ao encarceramento, assegurar-lhe direitos na amplitude daqueles exercidos pelo cidadão em pleno gozo de sua liberdade”, entendeu a juíza.

Fonte: Agencia Brasil

 

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

A informação foi publicada no Diário oficial da União

ODiário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 18, publica a exoneração do general Marco Aurélio Costa Vieira do cargo de secretário especial do Esporte, área agora vinculada ao Ministério da Cidadania, comandado pelo ministro Osmar Terra. O nome do novo titular não foi publicado no DOU.

Nos bastidores, há especulações de que a saída do general Vieira seria necessária para dar lugar ao MDB, com a nomeação de João Manoel Santos Souza, do Maranhão, que seria ligado ao ex-presidente José Sarney. Santos Souza é filho do ex-senador João Alberto, que hoje preside o MDB maranhense. Osmar Terra também é do MDB.

Na semana passada, o ministro Osmar Terra tentou minimizar as especulações e disse que "por enquanto" não haveria mudança. "Precisamos botar o bloco na rua. Nossa dificuldade é juntar três ministérios em um e fazer funcionar lá na ponta. Não tem de ficar mudando secretários. Tem é de fazer eles trabalharem e todos estão", afirmou, reconhecendo, no entanto, que "há um jogo de interesses, de bastidores", sem especificá-los.

O general Marco Aurélio Vieira esteve reunido com o presidente Jair Bolsonaro no último dia 8, sem a presença do ministro. Osmar Terra, por sua vez, esteve com Bolsonaro no final da tarde do mesmo dia. "Ele tinha uns assuntos dele, específicos, para tratar com o presidente", desconversou o ministro na ocasião.

As mudanças na pasta começaram a ser discutidas no contexto da ampliação da base partidária do governo no Congresso, no momento em que o Palácio do Planalto tenta conseguir os votos necessários para a aprovação da proposta de reforma da Previdência.

Fonte: Noticias ao minuto

 

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

Um dos argumentos sustentados no pedido é uma "curtida" (like) da conta de Mourão no Twitter em uma publicação da jornalista Rachel Sheherazade, do SBT

O vice-líder do governo no Congresso, o deputado federal Pastor Marco Feliciano (Podemos-SP), entrou com um pedido de impeachment contra o vice-presidente Hamilton Mourão. O pastor acusa o general da reserva de "conduta indecorosa, desonrosa e indigna" e de "conspirar" para conseguir o cargo de Jair Bolsonaro.

Um dos argumentos sustentados no pedido é uma "curtida" (like) da conta de Mourão no Twitter em uma publicação da jornalista Rachel Sheherazade, do SBT. "A denúncia por crime de responsabilidade contra Mourão se deu por comportamento indecoroso em várias ocasiões. Exemplo: na medida em que ele curtiu tweet de Rachel Sheherazade, detonando com o presidente Jair Bolsonaro, o louvando como melhor opção para governar o país."

Feliciano, depois de passar os dois primeiros meses do governo afastado do governo - ele acusa o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS) de dificultar o seu acesso ao presidente -, virou um dos mais verborrágicos e contundente defensor de Bolsonaro no parlamento e nas redes sociais.

Em entrevista à reportagem, Feliciano afirma que todos os atos que ele faz tem o "conhecimento do presidente", inclusive este pedido. "Falei com ele antes, durante e depois. Não há nada que eu faça aqui que o presidente não saiba".

O pedido protocolado na terça-feira, 16, marca a conversão do pastor ao olavismo - termo utilizado para identificar os seguidores do professor Olavo de Carvalho. Na semana passada, o pastor esteve nos Estados unidos e se reuniu com o filósofo ligado à direita. Olavo tem usado suas redes sociais para atacar militares e, em especial, Mourão, o qual o acusa de ser uma "paixão mórbida" pela "mídia comunista".

Leia os principais trechos da entrevista:

Como o senhor, vice-líder do governo no Congresso, protocola um pedido de impeachment contra o vice-presidente da República?

Não sou um vice-líder que vai deixar de falar as verdades. Um vice-líder tem de fazer isso. Quem compõe o governo tem de falar a verdade e, inclusive, mostrar problemas e blindar o presidente. Comecei a ver as atitudes do Mourão. Pode até me chamar de teórico da conspiração, mas as atitudes dele mostram que havia uma conspiração de verdade acontecendo na surdina. Em 100 dias do presidente, são 100 dias de alfinetadas. O presidente fala que é contra o aborto e Mourão diz que é a favor. Vem o presidente e diz em transferir a embaixada de Israel para Jerusalém, Mourão diz que é contra. Teve aquele vídeo de 64 e o Mourão foi logo dizendo que partiu do presidente. Calma aí, um vice não pode fazer isso.

Isso é justificativa?

Os poderes de um vice-presidente estão limitados na Constituição Federal. O constituinte de 1988 enxergou que é muito tentador alguém que está tão próximo do poder e foi eleito sem ter nada, nenhum tipo de esforço, e delimitou suas funções - substituir o presidente em ausências temporárias ou na vacância do cargo e obedecer as ordens do presidente. Só isso. Ele não pode ficar contradizendo o presidente. O Mourão sentiu o cheiro do poder e quer o cargo de Bolsonaro.

Mas o que de fato justifica isso?

As provas finais vieram nas duas últimas semanas postadas no Twitter dizendo assim: 'Fico feliz quando Bolsonaro sai do País, porque o País fica nas mãos de alguém que consiga administrar, que me representa: Hamilton Mourão'. O Mourão vai e curti o Twitter dela (Raquel Sherazade).

Isso é motivo suficiente?

Calma. Ele retuitou. Ele concorda com o que ela está dizendo. Qual a mensagem que ele está dando? É só fazer uma ilação intelectual. Ele está dizendo: eu sou o homem para isso aqui.

Mas isso é ilação, deputado?

Se ele não fizer assim ele assume que é um conspirador. Isso é um jogo de xadrez. Mas aí vem o estopim. Mourão vai aos Estados Unidos e ele participa de eventos contrários ao presidente. Em um, no Wilson Center, havia um ofício dizendo claramente que não havia governo. A carta dizia: 'O Brasil está desgovernado e só há uma pessoa que pode colocar o País no rumo: general Hamilton Mourão'. E o general foi na palestra dessa. Isso é traição. Temer demorou seis anos para tocar na presidente.

Ao protocolar o pedido de impeachment, o senhor externa uma opinião do Bolsonaro?

Não. Eu entendo o meu lugar no espaço. Eu sou apenas um legislador.

Mas é um vice-líder do governo?

Sou um vice-líder no Congresso e minha função é exatamente de criar uma ponte de dialogo entre o governo e o Congresso. E blindar o presidente quando ele está sendo atacado.

O presidente anuiu ou foi comunicado desse teu ato?

Tudo que eu faço, ele sabe. Eu mando para ele.

Antes ou depois?

Antes, durante e depois.

Então o presidente viu esse pedido. Qual foi a reação?

Meu presidente foi muito ético. Ele não me repreendeu em momento nenhum. Isso para mim já é o suficiente. A letra dada para mim é essa.

Fonte: Noticias ao minuto

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

Presidente está na categoria 'líderes' ao lado do presidente americano Donald Trump

Nesta quarta-feira (17), a revista norte-americana 'Time' divulgou a lista das "100 pessoas mais influentes do mundo", onde o presidente Jair Bolsonaro aparece ao lado de outros políticos.

O presidente está na categoria “líderes” ao lado do norte-americano, Donald Trump, e do premiê italiano, Matteo Salvini, o líder da oposição e autodeclarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, a premiê australiana, Jacinda Arden, e o premiê israelense, Benjamin Netanyahu.

Na publicação, Bolsonaro é destacado como "um personagem complexo" e que o governo do político terá a chance de "realizar reformas econômicas que podem domar o aumento do déficit [fiscal]".

Veja a lista completa no site da Time.

Fonte: Noticias ao minuto

 

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

A exploração da Renca chegou a ser liberada no governo do ex-presidente Michel Temer, mas após pressão popular e de organizações ambientais, Temer recuou

O presidente Jair Bolsonaro defendeu, nesta sexta-feira, 12, durante inauguração do novo aeroporto de Macapá, a exploração da Reserva Nacional de Cobres e Associados (Renca), com objetivo de trazer “riquezas” para os estados amazônicos. “Vamos conversar sobre a Renca? A Renca é nossa. Vamos usar as riquezas que Deus nos deu para o bem-estar da nossa população”, afirmou.

A exploração da Renca chegou a ser liberada no governo do ex-presidente Michel Temer, mas após pressão popular e de organizações ambientais, Temer recuou. Bolsonaro afirmou que no governo dele não haveria problemas com o Ministério do Meio Ambiente. “A Amazônia pode ser uma solução para o mundo e não um problema para nós”, disse ele. “Vocês não terão problema com o ministrodo Meio Ambiente, de Minas e Energia ou de qualquer outro.”

A Renca tem o tamanho do Espírito Santo e é rica em ouro, ferro e cobre. A área, originalmente, não era uma área de proteção ambiental. Ela foi criada para assegurar a exploração mineral ao governo, mas, com o passar dos anos, acabou ajudando a proteger a região, na Calha Norte do Rio Amazonas, que é hoje uma das mais bem preservadas da Amazônia. Bolsonaro criticou a dificuldade de entrar na área e o que chamou de “indústria da demarcação indígena”.

Fonte: Exame

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

Ações fazem parte do pacote de medidas dos '100 dias de Governo'

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta manhã vários instrumentos de mudanças e novas políticas para o país, que fazem parte das ações de 100 dias de governo, celebrados hoje (11) em cerimônia no Palácio do Planalto. Entre eles, a Política Nacional de Alfabetização e a revogação de colegiados com a participação da sociedade civil no âmbito da administração pública federal. Bolsonaro também anunciou o 13º para famílias que recebem o Bolsa Família.

Bolsonaro agradeceu à sua equipe o empenho nesses dias e reafirmou os compromissos do governo em trabalhar “com foco na valorização da família, nos valores cristãos, para uma educação de qualidade e sem viés ideológico”.

“Estamos buscando alavancar nossa economia com geração de emprego e renda, com desburocratização do Estado brasileiro, com aperfeiçoamento do pacto federativo, com um governo transparente e com critérios técnicos, com austeridade dos gastos públicos, sem com foco no melhor para o cidadão brasileiro”, disse.

Bolsonaro destacou o cumprimento de metas para esses 100 dias nas áreas social, de infraestrutura, econômica, institucional e ambiental, e o empenho do governo em aprovara a nova Previdência, “que tem especial papel no equilíbrio das contas públicas e futuros investimentos”. “Tivemos um intenso ritmo de trabalho nos 100 dias governo e continuamos empenhados nas melhores práticas de governança do Estado para que tenhamos uma nação mais justa, próspera e inovadora”.
Primeiras tarefas

Durante a cerimônia, o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, elencou as principais tarefas realizadas pelo governo em seus primeiros 100 dias. Entre elas, a extinção de 21 mil cargos e funções gratificadas; regras mais rígidas para contratação de servidores; o 13° do Bolsa Família; o acordo de salvaguardas tecnológicas para Centro Espacial de Alcântara; concessões e leilões de portos, aeroportos, ferrovias e rodovias; a instalação do centro de dessalinização; estabelecimento do plano de governança e gestão de Estado; e a promulgação da Medida Provisória contra fraudes no INSS.

Ele citou também os encaminhamentos das propostas de reforma da previdência e do pacote de combate ao crime e à corrupção ao Congresso Nacional.

As medidas, segundo Rêgo Barros, fazem parte do compromisso do governo com a responsabilidade e austeridade fiscal ao governo, o desenvolvimento sustentável, a abertura de novos mercados, segurança jurídica para novos negócios, transparência e diplomacia sem amarras ideológicas. “E o nosso lema Mais Brasil, Menos Brasília configura um Estado mais enxuto e menos centralizador”, disse.

“O sucesso das ações realizadas nos primeiros 100 dias do governo, sob a liderança do presidente Jair Bolsonaro, ratificam o compromisso de transformar o Brasil", disse Rêgo Barros. " Estabelecemos 35 metas publicadas no documento Agenda de Cem Dias . Logramos conquistá-las, o que se configurou, portanto, no cumprimento da missão recebida. Estabelecemos como princípio basilar nesta caminhada servir aos mais de 200 milhões de brasileiros sem distinção alguma”.

Fonte: Agencia Brasil

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

A atuação do presidente Jair Bolsonaro nos 100 primeiros dias à frente do governo federal foi comparada nesta quinta-feira à do técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, no comando do Palmeiras em 2018, quando o time foi campeão brasileiro. Para o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o chefe do Executivo fez ajustes em sua equipe, entre elas a demissão de dois ministros e diversas trocas no segundo escalão, assim como o treinador fez para levar o time do coração do presidente ao título nacional.

— O presidente está parecendo o Felipão, que entrou e arrumou o Palmeiras. (...) O presidente está fazendo os mesmos ajustes que o Felipão fez no ano passado. Deu certo e vai dar certo — declarou Lorenzoni ao ser questionado sobre o que deu errado no planejamento em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, após a cerimônia que marcou os primeiros 100 dias do governo Bolsonaro. No seu "exemplo futebolístico", o ministro disse ainda que times de futebol podem se assemelhar a um governo.

— Às vezes a gente bota pra jogar aqueles que a gente acha que vão render e aí, por uma questão às vezes de ordem pessoal, por uma questão do momento, não têm aquele rendimento que a gente acha que vai funcionar — disse, acrescentando que o Palmeiras "flertou" com o rebaixamento no início do torneio.

Na verdade, o técnico do pentacampeonato mundial da Seleção Brasileira em 2002, marcado recentemente pelo 7 a 1 sofrido contra a Alemanha na Copa de 2014, assumiu o clube paulista quando a equipe estava na 6ª posição, na 17ª das 38 rodadas do Brasileirão. O Palmeiras assumiu a liderança dez jogos depois.

Nos primeiros 100 dias, Bolsonaro demitiu os ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, e, na última segunda-feira, o da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. Houve ainda diversas trocas em pastas como o MEC e o das Relações Exteriores.

'HUMILDADE'

Onyx então lembrou que, desde a semana passada, Bolsonaro recebeu presidentes de 13 partidos, e só a Casa Civil foi visitada por mais de 350 parlamentares. Em seguida, admitiu erros na condução do governo e disse que é preciso ter humildade.

— O diálogo vem sendo feito. Nós estamos, e a gente vem dizendo desde o período da transição, mudando a cultura de como se relaciona o governo com a sociedade, com o parlamento e dentro de si próprio (...) Então esse é um processo que a gente precisa ter humildade de saber que nem tudo que a gente acha que está certo, está certo. Tem que ter humildade também de saber que a gente erra, e a gente erra, e para corrigir. E nisso o presidente é talvez o maior símbolo do nosso governo, em termos de ser uma pessoa humilde, que não tem medo de dizer que não conhece uma coisa e chamar as pessoas que conhecem, se aconselhar com qualquer um de nós — afirmou.

O ministro disse ainda que o governo sabe que precisa ter paciência, já que não adiantar "dar um Google e ver como se monta um governo num país latino-americano sem 'toma-lá-dá-cá'".

— Não tem essa fórmula escrita em lugar nenhum. E a gente está fazendo isso respeitando os partidos, os parlamentares (...) Nós estamos aprendendo. E tem que ter um pouquinho de paciência com a gente. A gente tem paciência, mas tem resiliência. A gente tem norte, sabe pra onde vai. Estamos assentados num bom método. Nosso planejamento está produzindo resultados para as pessoas, que é o importante. E eventuais desacertos foram apenas pontuais. Acho que o balanço (...) é muito positivo. Isso demonstra que o eixo está certo. Pequenos ajustes, a gente reconhece que são necessários.

Questionado se a interlocução com dirigentes partidárias já se reverteu em uma expectativa de votos já garantidos para aprovar a reforma da Previdência no Congresso, Onyx decidiu retomar a metáfora para o futebol.

— Eu tenho umas latinhas guardadas lá em casa, joguei muita bola na várzea. Levantei alguns canecos como capitão dos times que joguei. Eu nunca me preocupei se eu ia empatar, ganhar de 1 a 0 ou de 3 a 0. O importante era faixa no peito e taça no armário. Se Deus quiser, o Brasil bota a taça no armário de atingir o equilíbrio fiscal com a aprovação da nova Previdência. Lá na hora final, nós vamos ganhar final, que é o que importa. Não adianta golear todo mundo, chegar lá na final e perder o jogo. Nós vamos nos preparar para ser campeões a favor do Brasil.

Fonte: Extra

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

 

Segundo avaliação do presidente, não há 'tanta notícia ruim' quanto a imprensa tem publicado

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Questionado sobre os seus cem primeiros dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo (7) que não há "tanta notícia ruim" quanto a imprensa tem publicado.



"Cada ministro vai falar da sua pasta e da sua área. Vocês estão acompanhando, vocês são da imprensa. Eu acho que não é tanta notícia ruim quanto vocês têm publicado", disse Bolsonaro, ao deixar uma casa, na região do Lago Sul em Brasília, onde um amigo de escola militar o recebeu para um churrasco.

Bolsonaro chegou na casa de seu colega de turma pouco antes do meio-dia e deixou o local por volta de 14h30.

Perguntado ainda sobre a situação do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, que pode ser demitido nos próximos dias, Bolsonaro disse que o tema será definido nesta segunda-feira (8). "Amanhã a gente resolve."

Vélez Rodríguez é o pivô de uma crise no ministério da Educação e a possibilidade da sua saída foi indicada pelo próprio presidente, em café da manhã com jornalistas na última sexta-feira (5). Na ocasião, Bolsonaro disse que esta segunda seria o dia do "fico ou não fico" para o ministro.

Mais cedo neste domingo, ao deixar o Palácio da Alvorada, o presidente disse que não comentaria os resultados da pesquisa Datafolha, que registraram a pior avaliação após três meses de governo entre os presidentes eleitos para um primeiro mandato desde a redemocratização de 1985.

"Datafolha? Não vou perder tempo para comentar pesquisa do Datafolha, que diz que eu ia perder para todo mundo no segundo turno", afirmou Bolsonaro, ao ser questionado pela reportagem da Folha de S.Paulo na saída do Palácio do Alvorada.

Fonte: Noticias ao minuto

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

O Brasil precisa tomar cuidado para não entrar em uma disputa de poder entre China, Rússia e Estados Unidos, ao fazer intervenções para restaurar a democracia na Venezuela, afirmou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em debate na Brazil Conference, realizada pela universidade Harvard e pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT).

"Hoje a Venezuela é sustentada pela Rússia e China e conta com presença cubana, e isso se contrapõe à pressão americana. Até que ponto nos vamos nos meter? Vale a pena?", afirmou, em debate ao lado do ex-presidente do Equador, Jamil Mahuad, e de Gonzalo Koncke, chefe de gabinete do secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro. "Há interesses grandes que não são nossos."

FHC voltou a advertir para o perigo de qualquer intervenção militar no país e se referiu a experiências anteriores desastrosas, como as intervenções no Iraque e na Líbia. "Usar pressão militar para tentar resolver crises como a venezuelana não dá resultado ou demora muito. A Líbia foi bombardeada e olhem como está. O Iraque também foi um desastre."

Segundo o tucano, certa vez um general americano foi falar com ele sobre o conflito no Iraque e tinha todas as credenciais acadêmicas. "Ele sabia tudo sobre o Iraque, só não sabia que existia um povo ali. Essa é a questão na Venezuela, lá também tem um povo."

Para FHC, a redemocratização brasileira é um bom exemplo de como é necessário apoio popular maciço para mudança de regime.

"No Brasil, o regime [militar] só mudou quando houve a forte mobilização pelas eleições diretas", disse. "É preciso haver um amadurecimento interno, que pode ser precipitado por pressões externas, mas precisa haver esse amadurecimento". E o ex-presidente diz achar que talvez isso ainda não esteja amadurecido dentro da sociedade venezuelana.

Isso não significa que o Brasil e a OEA devam deixar de fazer pressão para que haja uma transição democrática, mas é preciso tomar cuidado com o tipo de ação que o Brasil fará em relação ao país vizinho.

"A Venezuela vai seguir sendo nosso vizinho e nossas ações deixarão marcas, dependendo do que se fizer no presente se pagará no futuro", disse. Ele lembrou da invasão americana na República Dominicana em 1965 –o Brasil enviou tropas para lá a pedido dos americanos. "Custou muito para recuperarmos nossa reputação entre esses países."

Mahuad, ex-presidente do Equador que foi deposto em 2000, alertou para o fato de que "dezenas de milhares de soldados de outros países estão na Venezuela e a população está armada, nos coletivos, o que complica tudo."

Fonte: Correio do Estado

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

Em discurso a servidores durante a inauguração de uma ouvidoria no Palácio do Planalto nesta sexta-feira (5), Jair Bolsonaro pediu desculpas pelas "caneladas", disse não ter nascido para ser presidente e que seu cargo "é só problema".

"Desculpem as caneladas, não nasci para ser presidente, nasci para ser militar. Mas, no momento, estou nesta condição de presidente e, junto com vocês, nós podemos mudar o destino do Brasil. Sozinho não vou chegar a lugar nenhum", afirmou Bolsonaro.

Aos funcionários do Planalto, o presidente afirmou que, "daqui a um tempo" será "mortal como todos" e que, em seu cargo, "é só problema".

"Não tenho qualquer ambição. Não me sobe à cabeça o fato de ser presidente. Eu me pergunto, eu olho pra Deus e falo: o que eu fiz para merecer isso? É só problema, mas temos como ir em frente, temos como mudar o Brasil."

Bolsonaro comentou as declarações em entrevista após a cerimônia. Ele afirmou que sabia das dificuldades do cargo e brincou quando questionado se já havia aprendido a ser presidente.

"A gente tem que se virar, né? Para não ser engolido."

Ainda no discurso, o presidente disse que nunca esperou chegar no posto em que está. Disse que, na eleição, tinha contra ele "imprensa, fake news, tempo de televisão, recurso de campanha".

Ouviu de servidores gritos de "amém" e "glória a Deus" e reagiu.

"Eu até queria fazer uma sugestão, já que falaram amém. Eu sei que o estado é laico, eu sei disso, mas se puder colocar aí o João 8:32, eu agradeceria. Aqui é o local adequado. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará", afirmou, antes de cortar a fita de inauguração da ouvidoria.

O presidente disse que o Brasil vai deixar de ser "o país da chacota" e criticou a esquerda.

"Acredito, sem querer ser o salvador da Pátria, apesar de me chamar Messias, que se fosse outro presidente aqui, estaria uma hora dessas conversando com [o ditador Nicolás] Maduro lá na Venezuela. Quando nossos irmãos nem rato tem para comer mais", afirmou o presidente.

Bolsonaro também falou que é preciso lutar pela democracia -"temos que lutar pelo bem maior que nós temos, que é a nossa liberdade"- e valorizar "os valores da família".

"Quem não quer ter família, sem problema nenhum. Agora, a família existe, é a célula da sociedade. Uma família sadia é uma sociedade sadia, é um país com perspectiva de futuro. Da maneira como vinha sendo tratado até pouco tempo não tínhamos perspectiva de mudar o Brasil", disse Bolsonaro.

Fonte: Correio do Estado

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

Pagina 1 de 61

Salvar

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top