Mato Grosso do Sul (16)

O Detran-MS ressalta que a CNH-e só pode ser gerada para quem tem a última versão da CNH impressa, que conta com um QR Code na parte interna

Condutores sul-mato-grossenses podem acessar a partir desta quarta-feira (17.1) a versão digital da Carteira Nacional de Habilitação (CNH-e). O serviço funciona por meio de um aplicativo gratuito, que pode ser baixado pelo Play Store e pela App Store.

De acordo com o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), Roberto Hashioka, a CNH-e tem o mesmo valor do documento impresso e não implicará em custos para o usuário. “A CNH-e armazena todas as informações da carteira impressa, garantindo a autenticidade do documento. Praticidade, segurança e comodidade para o condutor são algumas das vantagens da versão digital, cujo valor jurídico é o mesmo do documento impresso”, afirma.

O Detran-MS ressalta que a CNH-e só pode ser gerada para quem tem a última versão da CNH impressa, que conta com um QR Code na parte interna. O código está disponível nos documentos de habilitação emitidos a partir de 02 de maio de 2017.

Porém, caso o usuário deseje o documento digital e não possua a última versão da CNH, o mesmo deverá antecipar a renovação ou solicitar uma segunda via, nestes casos específicos é necessário pagar as taxas do órgão.

A versão impressa continuará sendo emitida normalmente, mas o condutor poderá dirigir apenas com a CNH-e. Nesse caso, deverá atentar para o funcionamento de seu smartphone, já que, para efeitos de fiscalização, se o aparelho estiver descarregado, será considerado que a CNH não está sendo portada. O condutor será autuado com base no artigo 232 (conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório), uma infração leve que prevê multa de R$ 88,38, três pontos na CNH e retenção do veículo até a apresentação do documento.

A CNH-e é acessível offline, sem necessidade de conexão wi-fi ou dados móveis habilitados.

Como obter a CNH Digital

Para quem tem a CNH com QR Code:

1- Se possuir um assinador digital (*), pode acessar o Portal de Serviços do Denatran e cadastrar os dados.

2- Se não possuir um assinador digital e o e-mail e o telefone celular não estejam atualizados no cadastro da habilitação, o condutor deverá se dirigir a uma Agência do Detran e solicitar a inclusão ou atualização desses dados e depois acessar o Portal de Serviços do Denatran e cadastrar os dados.

3- Após o cadastro ser efetuado no Portal de Serviços do Denatran, ir ao Menu “CNH Digital” e clicar em “Ativação”, para receber um e-mail com o código de validação.

4- Baixar o aplicativo “CNH Digital”. O primeiro acesso será com o código de autenticação/validação, para gerar uma nova senha com quatro dígitos.

Para quem tem a CNH sem QR Code:

1- Caso a CNH tenha sido emitida antes de 02 de maio de 2017, o condutor deverá requerer uma nova via da CNH impressa, com custos, atualizando o número de celular e endereço de e-mail.

2- Acessar o Portal de Serviços do Denatran e cadastrar seus dados.

3- Após o cadastro ser efetuado no Portal de Serviços do Denatran, ir para o “Menu CNH Digital”, em seguida clicar em “Ativação” e irá receber o e-mail com o código de autenticação/validação.

4- Baixar o aplicativo “CNH Digital”. O primeiro acesso será com o código de autenticação/validação e para gerar uma nova senha com quatro dígitos

(*) Assinador digital com validade jurídica, equivalente a assinatura de próprio punho. O certificado para assinatura digital de documentos pode ser adquirido através de uma Autoridade de Certificação (AC) vinculada ao ICP Brasil. Exemplos de ACs vinculadas habilitadas: Secretaria da Receita Federal, Serasa, Certisign, Caixa Econômica, Presidência da República. Não é obrigatório a aquisição de certificado digital apenas para obtenção da CNH-e.

Para melhor entendimento sobre o processo e os recursos da CNH Digital, foi disponibilizado um tutorial visual, com o passo a passo para a ativação e utilização da CNH Digital. Clique aqui. (https://demonstra.serpro.gov.br/tutoriais/cnh_digital/html/)

Fonte: A critica

Aparelho levava drogas e outros objetos ilícitos, suspeita polícia

Drone abatido por policiais militares na madrugada deste domingo (14), próximo a Penitenciária Estadual da Dourados (PED), custa em torno de R$ 20 mil. Para a polícia, a mini aeronave não tripulável estava sendo usada para entrega de drogas e outros objetos ilícios no presídio, que está superlotado, com 2.400 detentos onde cabem 718.

Conforme a Polícia Militar, policiais da companhia de guarda escolta faziam a vigilância da parte externa do penitenciária, quando escutaram barulho estranho e observaram o drone fazendo manobras para superar as muralhas. Os policiais, então, dispararam tiros, acertando um dos oito "braços" dos dispositivo que tem aproximadamente 95 centímetros.

O aparelho modelo DJI S1000 caiu na rodovia, BR-163, que fica ao lado da penitenciária, e foi recolhido pelos militares. De acordo com a polícia, é provável que o operador do drone estivesse em uma caminhonete flagrada estacionada no anel viário que dá acesso à PED. O ocupante do veículo conseguiu fugir após recuperar objetos que estavam amarrados na aeronave e se espalharam com os tiros.

O drone, contudo, foi apreendido e levado à delegacia da cidade. O caso é investigado e ninguém foi preso até a publicação desta reportagem. Conforme sites especializados, o modelo em questão foi criado especialmente para profissionais de alto nível de fotografia e cinegrafia. O peso leve possibilita um maior tempo de voo, além disso, ele é portátil e fácil de usar, o que limita o tempo de pré-voo.

HÁ UM ANO

O uso de drone como forma de levar objetos para dentro dos presídios tem aumento em todo o país. Desde o ínicio passado, uma portaria da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) autoriza a Polícia Militar a abater aeronaves e aparelhos que se aproximarem dos presídios de Mato Grosso do Sul, sem prévia autorização.

A medida foi tomada justamente depois que um drone, possivelmente levando armas, pousou no pátio do mesmo presídio em Dourados. A situação ocorreu no dia três de janeiro de 2017 e causou um motim entre os presos. Temendo um possível ataque do Primeiro Comando da Capital (PCC), dezenas de presos do pavilhão 1, onde ficam aliados do Comando Vermelho (CV), quebraram as grades de 60 celas e se reuniram no pátio da penitenciária. O pavilhão 2, para onde teria sido levada a carga do drone, abriga filiados ao PCC.

De acordo com a Agência Estadual de Administração Penitenciária (Agepen), os presos estavam exaltados em razão do massacre no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus (AM), que resultou na morte de 56 detentos. No dia seguinte a situação, homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar entraram no presídio e fizeram uma varredura. Foram apreendidos apenas celulares e outros objetos, mas nenhuma arma de fogo.

Fonte: Correio do Estado

A Quina premiou com R$ 10,5 mil

Entre os vencedores do concurso 2.000 da Mega-Sena, está um policial militar da Capital que passou muito perto de ser um dos milionários da Mega da Virada. O apostador acertou 5 números das dezenas sorteadas no dia 31 de dezembro, mas até esta segunda-feira (8), não conseguiu retirar o prêmio.

A sorte veio em um jogo simples feito na lotérica do Shopping Campo Grande. Conforme o apostador, apenas a dezena 10, que foi sorteada, o separou do valor de R$ 18.042.279,04, montante que as outras 17 apostas pelo país irão receber. O prêmio total era de R$ 306.718.743,71, o maior já sorteador pela loteria.

Apesar de ter faturado o valor de R$ 10,5 mil, o vencedor, que é policial militar, não conseguiu retirar o dinheiro até momento. “A Caixa Econômica não pagou ninguém e ela tem o dever de pagar após dois dias do comparecimento do ganhador”, conta.

Segundo o sortudo, a informação recebida da instituição sobre o pagamento é de que depende do Banco Central. “Eles alegam que o Banco Central não liberou [o dinheiro]”, afirma.

Conforme o apostador, o dinheiro da Quina será usado para pagar algumas contas, que já poderiam ter sido pagas se já tivesse recebido o valor, uma vez que o seu salário já foi utilizado. “Se o dinheiro tivesse sido liberado como é prometido pela Caixa Econômica Federal, eu não estaria passando dificuldade”, conta.

A reportagem tentou falar com a assessoria regional de imprensa da Caixa, mas não obteve contato.

Fonte: Midiamax

Rompimento de dutos de drenagem danificou pistas

Rodovias estaduais estão interditadas desde a manhã desta quarta-feira (3) devido às fortes chuvas. A rodovia MS-386 está totalmente interditada e desvios ainda não foram providenciados. Após rompimento de duto de concreto de drenagem que não suportou a força da chuva, os trechos do Km 14 e 32 da via estão fechados e desmoronamento na pista impediu a passagem de veículos na manhã de hoje.

O coronel da Defesa Civil Estadual, Isaías Bittencourt, afirmou que não tem previsão de quando a pista será liberada. “A situação está grave. Avisamos a Agesul [Agência Estadual de Gestão e Empreendimentos] e não sabemos quanto tempo vai levar para arrumar”, disse Bittencourt.

O buraco provocado pela chuva coloca os condutores em perigo e, por este motivo, a pista precisou ser interditada totalmente.

A equipe da Agesul já está no local, analisando a maneira que irá restaurar a rodovia. A assessoria de imprensa da agência divulgou que além da MS-386, outras duas rodovias também estão interditadas, porém apenas meia pista.

É o caso das estradas estaduais MS-338 (trecho Santa Rita a MS-395) e a MS-141 (Ivinhema a Naviraí). As duas rodovias estão liberadas em meia pista apenas para veículos leves. Os dutos que passam por baixo das rodovias foram arrastados pela chuva, o que resultou no estrago das pistas.

De acordo com a assessoria da Agesul, com relação as pontes, as estaduais não tiveram nenhuma intercorrência até o momento. Ainda segundo a agência, os trabalhos de recuperação das vias devem ser iniciados assim que as chuvas amenizarem na região.

Fonte: Correio do Estado

O corpo encontrado as margens do rio Taquari, em Coxim, no início da noite desta terça-feira (02), na região do Tapete Verde, a aproximadamente 50 quilômetros da cidade, será encaminhado para Campo Grande para identificação.

O corpo foi encontrado enroscado na areia, por pescadores por volta das 19h25. Eles acionaram o Corpo de Bombeiros, que foram até o local com a Polícia Civil.

Uma carteira com título de eleitor, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e Cartão do SUS (Sistema Único de Saúde) em nome do pedreiro Jozinaldo Rodrigues de Lima, de 51 anos, foi encontrado no bolso do corpo, porém como a perícia de Coxim não tem estrutura pra confirmar a identificação ele será encaminhado para a Capital.

O corpo será levado para o IMOL (Instituto de Medicina E Odontologia Legal) em Campo Grande, e passará por necropsia e confirmação da identidade através das digitais.

A necropsia, que mostrará a causa morte, será realizada em Campo Grande pois Coxim está sem legista por conta das férias. A Polícia Civil e a PAX Coxim, tentam identificar familiares da vítima para definição do destino do corpo. Apesar de estar de roupa, tênis e carteira no bolso, por enquanto não foi encontrado marcas de violência no corpo da vítima.

Fonte: Edição MS

O fato aconteceu nesta madrugada, em uma residência no centro de Nova Alvorada do Sul

Após uma briga familiar, um homem matou a esposa a facadas e em seguida, cometeu suicídio. O fato aconteceu na madrugada desta segunda-feira (1), na Rua Dona Francisca Stradiott, no centro de Nova Alvorada do Sul, distante aproximadamente 110 quilômetros de Campo Grande.

Segundo o boletim de ocorrência, Flávio Santos Mota Felix, 21, teria atingido a esposa, Maria de Fátima de Jesus, 34, com pelo menos cinco golpes de faca.

Após perceber que havia matado a esposa, o homem cometeu suicídio.

Bombeiros e Policia Militar preservam o local até a chegada da Pericia técnica. Segundo o site Alvorada Informa, vizinhos ouviram alguns gritos e depois não escutaram mais nada.

Fonte: Top Midia News

Chuvas diminuíram, mas risco de mais inundações continuam

O sol apareceu e as chuvas intensas diminuíram, mas não pararam. Assim, Porto Murtinho viu o número de pessoas afetadas pela enchente no Bairro Cohab chegar a cerca de 363, no total, desde segunda-feira.

Segundo o coronel Fábio Catarineli, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual, apesar do tempo bom registrado ontem e o indício de queda do nível da água na região inundada, a prefeitura de Porto Murtinho decretou estado de emergência na terça-feira. “É uma situação em que já se precisa de ajuda humanitária”, disse.

Como a previsão do tempo é de mais chuva, que não passa dos 10 milímetros, o indicativo é de que até a próxima semana outros quatro bairros vizinhos apresentem inundações. Em um deles, o Jóquei Clube, já há focos de alagamentos.

Até ontem, 63 pessoas desabrigadas foram encaminhadas pela prefeitura ao abrigo montado no Centro de Múltiplas Atividades do município. Outros cerca de 300 desalojados estão hospedados em casa de familiares e amigos.

Aline Costa, chefe da Assistência Social municipal, está coletando doações às famílias, como cobertores e alimentos, que podem ser entregues tanto no local do abrigo, como na sede do batalhão local da Polícia Militar Ambiental. Ao todo, Porto Murtinho registrou 368 milímetros de chuva nos últimos três dias.

Fonte: Correio do Estado

A Operação Especial de Natal da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso do Sul registrou 1.147 multas de veículos por excesso de velocidade, conforme balanço parcial divulgado entre os dias 22 e 25 de dezembro.

Com foco na redução no número de acidentes, especialmente os mais graves, a PRF fiscalizou 2.549 veículos e 2.598 pessoas nos mais de 3.670 km de rodovias em Mato Grosso do Sul em quatro) dias de Operação no período do Natal.

As ações priorizaram a infrações mais danosas, como o excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas, consumo de álcool, uso de equipamentos de segurança, mau estado de conservação dos veículos, além de infrações cometidas por motocicletas, cujos acidentes possuem elevado número de letalidade. Também foram priorizados pontos de fiscalizações nos locais com maiores índices de acidentes.

Durante a Operação foram registrados três acidentes graves com pelo menos um ferido ou uma pessoa morta, 20 acidentes com feridos. Além disso foram registrados 30 pessoas feridas nos acidentes. Não foram registrados óbitos nas rodovias federais, entretanto pelo menos duas pessoas morreram após serem socorridas.

Embriaguez - Pelo menos 1.638 testes de etilômetro foram realizados, resultando em 42 autuações por infração relacionada ao consumo de álcool; destas, 10 pessoas foram presas.

Ultrapassagens – Os flagrantes de ultrapassagens proibidas somaram 173 autuações.

Cinto de Segurança e Cadeirinha – 76 autuações foram feitas por infrações relacionadas aos equipamentos de retenção. 90% destas autuações foram pelo não uso do equipamento pelos passageiros: 48 passageiros sem o cinto de segurança e 20 crianças sem a cadeirinha ou equivalente.

Autuações Diversas – Demais autuações durante o feriado somaram 1061 infrações de trânsito.

Veículos recolhidos – 75 veículos foram recolhidos no feriado, destes apenas 26 puderam ser liberados, após sanada a irregularidade.

Fonte: Dourados Agora

Projeto foi aprovado na sessão desta quarta-feira (20) da Assembleia Legislativa .

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul aprovou nesta quarta-feira (20) o projeto de lei que institui “Nossa Senhora do Perpétuo Socorro” a padroeira do estado que completou 40 anos. O projeto segue para a sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Além disso, o projeto inclui no calendário oficial de eventos do estado o dia 27 de junho, dia da santa, como a data festiva de honras para a padroeira. Conforme a proposta, não será feriado na data.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é padroeira de cinco cidades do estado: Antônio João, Bodoquena, Caracol, Itaquiraí e Sete Quedas.

No santuário, em Campo Grande, é o que mais realiza novenas no mundo inteiro. Segundo o reitor padre Dirson Gonçalves, são 18 novenas todas as quartas-feirasm que atraem cerca de 25 mil fiéis.

O projeto de lei foi assinado pelos deputados Paulo Siufi (PMDB) e Junior Mochi (PMDB) e outros 14 parlamentares subscreveram a proposta.

Fonte: Nova Noticias

Por conta do movimento, operação será feita para atender usuários da via

Aproximadamente 570 mil veículos devem passar pela BR-163 neste fim de ano, sendo esperados 308 mil durante o período de Natal, de 22 a 26 de dezembro, e 262 mil no Ano Novo, entre os dias 29 de dezembro e 2 de janeiro. Concessionária que administra a rodovia, a CCR MSVia fará operação, com aumento do efetivo, para atender possíveis demandas.

Conforme a concessionária, na semana de Natal, expectativa é que 74 mil veículos estejam na rodovia amanhã, com maior movimento das 9h às 13h. No sábado (23), pico de tráfego deve ser ser entre 10h e 14h, com média de 5,9 mil veículos por hora na BR. No retorno do feriado, dia 26, 69 mil veículos devem passar pela rodovia, com pico entre 15h e 19h.

Já na semana de Réveillon, sãoesperados 57 mil veículos no dia 29 e no dia 30, com maior concentração entre 9h e 13h. No retorno, dia 2 de janeiro de 2018, 73 mil veículos devem trafegar pela rodovia, com pico entre 15h e 19h e média de 5,1 mil veículos por hora.

Durante o período a CCR MSVia intensificará ações na rodovia, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Além das equipes em bases operacionais, viaturas estarão posicionadas em pontos estratégicos da rodovia nos horários críticos de tráfego, com objetivo de diminuir os tempos de espera de atendimento e aumentar a segurança e fluidez do tráfego.

Estarão operando na rodovia 22 ambulâncias-resgate, quatro viaturas de intervenção rápida, nove guinchos pesados, 21 guinchos leves, 24 inspeções de tráfego e 11 caminhões de serviço à disposição dos usuários da BR-163, além de painéis fixos e móveis de mensagens instalados em pontos estratégico para informar, em tempo real, eventuais interferências no tráfego.

As praças de pedágio estarão operando normalmente, com tarifas básicas entre R$ 5 e R$ 7,80. Nos postos de cobrança não serão aceitos cartões de débnito ou crédito e pagamento deverá ser feito por meio de dinheiro ou cheque.

As praças estão instaladas nos seguintes locais: P1 – Mundo Novo (km 28,2); P2 – Itaquiraí (km 113,2); P3 – Caarapó (km 227,9); P4 – Rio Brilhante (km 313,7); P5 – Campo Grande (km 432,1); P6 – Jaraguari (km 533,8); P7 – São Gabriel do Oeste (km 603,4); P8 – Rio Verde de Mato Grosso (km 703,5) e P9 – Pedro Gomes (km 817,8).

Fonte: Correio do Estado

Pagina 1 de 2

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top