A esperança de que os 44 tripulantes do submarino argentino desaparecido há nove dias serão encontrados vivos diminuíram, depois que evidências apontaram para a possibilidade de que a embarcação explodiu e porque a equipe só tinha abastecimento de oxigênio para sete dias. Familiares dos tripulantes que estavam esperando por notícias na base do submarino na cidade argentina de Mar del Plata começaram a ir para casa na noite de quinta-feira, enquanto a Marinha se comprometeu a continuar com as buscas. "Neste momento, a verdade é que eu não tenho nenhuma esperança de que eles vão voltar", disse Maria Villareal, mãe de um dos tripulantes, a uma televisão local na manhã de sexta-feira. Alguns familiares acusaram a Marinha de colocar seus entes queridos em risco desnecessário ao enviá-los em uma embarcação de mais de 30 anos, que eles suspeitam que não estava adequadamente conservada, algo que a Marinha nega. "Eles mataram meu irmão", gritou um homem para repórteres, enquanto deixava a base de carro. Enquanto isso, o homem que dirigia o veículo chorava. O submarino San Juan começou a ser usado em 1983 e entrou em manutenção em 2008 na Argentina. As Forças Armadas argentinas têm enfrentado um declínio nos recursos e falta de treinamento desde o fim de uma ditadura militar no início dos anos 1980. "Eles não nos disseram que eles estão mortos, mas essa é a conclusão lógica", disse a repórteres Itatí Leguizamón, esposa de um dos tripulantes desaparecidos. Na quinta-feira, o porta-voz da Marinha, Enrique Balbi, disse…
Eles estavam desaparecidos há quinze dias e filha e namorado fugiram Casal que estava desaparecido há cerca de 15 dias foi encontrado enterrado no quintal da residência onde moravam, na…
Um funcionário da câmara de vereadores da cidade de Três Lagoa, sofreu uma tentativa de homicídio após uma idosa de 61 anos invadir o local e tentar esfaquear a vítima, de 30 anos. A idosa invadiu uma das salas da câmara encontrando a vítima e perguntado a ela se estava lembrada dela momento em que ouviu uma negativa. A autora, então, teria dito que o funcionário teria lhe contado toda sua vida. Ao falar que a idosa teria feito confusão, ela retirou da bolsa uma faca e tentou esfaquear o funcionário, que conseguiu se afastar. Um segurança do local deteve a idosa, que foi levada para a delegacia de polícia. De acordo com o site JP News, a idosa apresentava sinais de distúrbio mental. O funcionário não quis prestar queixa. Fonte: Midiamax
Acidente aconteceu às 23h50, entre Miranda e Bodoquena Leandro Valêncio Martinez, de 29 anos, e Gislaine Novaes da Silva, 19, morreram em acidente de trânsito ocorrido no final da noite de ontem, na rodovia MS-339, entre os municípios de Miranda e Bodoquena. O veículo GM Celta que as vítimas ocupavam bateu de frente com um caminhão. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Aquidauana, que atendeu a ocorrência, as vítimas morreram no local, antes mesmo que pudessem ser socorridas. O ocupante do caminhão escapou ileso. Leandro e Gislaine residiam em Miranda. A Polícia Civil trabalha com a suspeita de que o rapaz tenha perdido o controle do veículo e invadido a pista contrária. Fonte: Correio do Estado
Em O Outro Lado do Paraíso, novela da faixa das 21h da Rede Globo, Renato (Rafael Cardoso) descobrirá o paradeiro de Clara (Bianca Bin) dez anos após o seu sumiço. Nos próximos capítulos da trama escrita por Walcyr Carrasco, Renato irá mexer no computador de Sophia (Marieta Severo) e descobrirá um recibo de pagamento de uma clínica. “Recibo de depósito. Ah, deve ser bobagem. Referente a Clara Tavares. É um recibo de depósito, pra Clara? A Sophia manda mesada pra Clara?”, dirá ele, sem entender. No entanto, o médico irá examinar melhor o documento e perceberá que trata de um pagamento. “Não. Não! Hospício Santa Carmela. O pagamento do custo mensal da paciente Clara! Um hospício! A Clara tá num hospício!”, dirá ele, que ficará bastante surpreso. +Com Apocalipse na Record, Globo segue apostando em catástrofe e escala filme sobre terremoto O médico então irá trabalhar na clínica e promete que tirará a mocinha do hospício. “Vou te tirar daqui, Clara. Vou te salvar. Eu te amo. Sempre te amei”, falará ele. “Renato, é uma surpresa tão grande ver você aqui. É como se eu estivesse em um mundo escuro e um raio de luz entrasse em minha vida”, dirá ela, que começará a chorar de emoção. Fonte: O TV Foco
Amostragem também apresentou novos dados sobre o que deve se tornar a corrida para a Assembleia Legislativa de MS Alvos da Justiça, o ex-governador André Puccinelli (PMDB) e o ex-presidente Lula (PT) ainda lideram as intenções de voto em Mato Grosso do Sul, como favoritos para retornarem aos respectivos cargos nas eleições do ano que vem. É o que mostra novo levantamento da empresa Ranking Comunicação & Pesquisa, realizado entre os dias 9 e 16 de outubro, com 3 mil entrevistados, em 17 municípios diferentes. No quesito ''estimulado'', quando o entrevistado recebe uma relação de candidatos, Lula lidera as intenções de voto com 25.36%, seguido por Bolsonaro (PSC), com 20.33%. A liderança continua na ''espontânea'', quando o eleitor responde sem ser apresentado a nenhum potencial candidato. Nesta categoria, Lula aparece com 13.16% e Bolsonaro com 10.53%. Já para o Governo do Estado, em um cenário estimulado, sem a presença do juiz federal Odilon (PDT), André figura com 20.40%, enquanto o atual chefe do Executivo sul-mato-grossense, Reinaldo Azambuja (PSDB), aparece com 15.60%. Com 21.66%, a liderança do peemedebista segue mesmo com a presença do magistrado, em outro cenário estimulado. Neste conjuntura, Odilon vem em segundo, com 20.16%, seguido por Azambuja com 15.63%. Já na virtual corrida à Assembleia Legislativa, o apresentador de TV, Tatá Marques, segue na frente das intenções de voto, com 2.83%. Ele é seguido pelos atuais deputados Lídio Lopes e Cabo Almi que possuem, respectivamente, 2.16% e 1.93%. Fonte: Jornal da Nova
Eles tiveram os direitos políticos suspensos Os deputados estaduais João Grandão (PT) e Mara Caseiro (PSDB) foram condenados pela Justiça Federal a suspensão dos direitos políticos e a ressarcimento aos cofres públicos por envolvimento no caso que ficou conhecido como Máfia das Sanguessugas ou Máfia das Ambulâncias. Na época, Grandão era deputado federal, autor de emenda para a aquisição das ambulâncias, e Mara era prefeita de Eldorado. Mara Caseiro foi condenada a ressarcimento integral do dano, suspensão dos direitos políticos pelo prazo de 7 anos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais pelo prazo de cinco anos. “Mara Elisa Navacchi Caseiro ocupava o mais alto posto na estrutura municipal, devendo cumprir e fazer cumprir as leis e adotar comportamento que servisse de exemplo para os demais munícipes. Ademais, pontuo que qualquer desvio de valores na área da saúde pública, segmento com tantas carências, tem consequências graves e deletérias, já que se destina a atender a uma parcela da população especialmente carente. Por tal razão, fixo a sanção em 7 anos”, diz a sentença. João Grandão foi condenado a ressarcimento integral do dano, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente, suspensão dos direitos políticos pelo prazo de 9 anos, pagamento de multa e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de dez anos. Na decisão, a Justiça afirma que João Grandão frustrou os eleitores ao se envolver no crime e…
Motorista disse que ganharia R$ 10 mil pelo transporte da droga A Polícia Federal (PF) e a Polícia Militar (PM) apreenderam ontem quatro toneladas de maconha em Ponta Porã. A…
O Flamengo mostrou raça e venceu por 2 a 1 o colombiano Junior Barranquilla, nesta quarta-feira, no Maracanã, pela Copa Sul-Americana. Com o resultado, os rubro-negros ficaram em vantagem para…
Pagina 1 de 197

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top