Região (218)

Uma criança teve ferimentos leves e foi socorrida pelos Bombeiros

Um acidente de trânsito envolvendo três veículos, deixou uma criança levemente ferida, no final da manhã desta quarta-feira (3), na rodovia MS-276, entre as cidades de Batayporã e Anaurilândia, próximo ao trevo que liga à MS-480.

Segundo relatos do condutor de uma Mitsubishi/Pajero, cor preta, com placas de Campo Grande, ele seguia com a esposa e seu filho pequeno, sentido Batayporã, quando no sentido contrário, o condutor de um Fiat/Uno, de cor azul, com placas de Rosana (SP), colidiu na traseira de um GM/Onix, cor branco, com placas de Campo Grande.

Após a colisão, o Uno veio de frente com a Pajero, obrigando o condutor da caminhonete a sair da pista pelo lado direito para evitar a colisão frontal, momento em que perdeu o controle direcional na grama, já que não há acostamento no local, em seguida, atravessou a via e capotou do outro lado.

Dos ocupantes da Pajero, a criança, que fazia o uso da cadeirinha de segurança, sofreu ferimentos leves e foi encaminhada junto com a mãe ao Hospital Regional, por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Nova Andradina. Nos outros dois veículos não houve feridos.

O condutor do Uno alegou ter passado mal, por isso veio a colidir na traseira do Onix e provocado a capotagem da caminhonete.

A PMR (Polícia Militar Rodoviária) atendeu a ocorrência.

Outro acidente

Um veículo veio a sair da pista ontem (2) e parar no meio de uma plantação de soja, onde ficou atolado e precisou ser removido com um guincho. O fato ocorreu no mesmo trecho onde foi registrado o acidente de hoje, a rodovia estava molhada devido a chuva, ninguém se feriu.

Fonte: Jornal da Nova

Uma ave atingiu a rede elétrica.

Onze vacas morreram após receberem uma descarga elétrica, em Piraí do Sul. A situação aconteceu na noite de domingo (24), em uma propriedade rural no bairro Tambor.

Uma ave atingiu a rede elétrica. Chovia bastante no momento do incidente e, de acordo com a Copel, isto pode ter contribuído para a descarga elétrica descer pelo poste e chegar até o solo.

A região ficou sem energia elétrica até segunda-feira (25).

Fonte: Massa News

Com a previsão de chuva na região até o próximo sábado (30), a Agência Estadual de Empreendimentos (Agesul) e a Polícia Militar Rodoviária (PMR) estão monitorando o trecho do km 28 da rodovia MS-141, que teve parte da pista desmoronada no último fim de semana. Para evitar maior comprometimento da pista, a PMR proibiu o tráfego de veículos pesados. Os policiais militares estão na saída de Ivinhema orientando os motoristas, de que a passagem no trecho em que uma das pistas está interditada só está liberada para carros de passeio e motos.

A empresa que vai fazer a recuperação da rodovia já montou o canteiro de obras e só espera a melhoria das condições climáticas para iniciar os trabalhos.

O engenheiro chefe da 7ª Regional da Agesul, sediada em Naviraí, Stefano Andrade de Brida, disse que uma equipe está indo ao local duas vezes ao dia para verificar se não houve novos desmoronamentos. Segundo ele, continua chovendo na região. A precipitação é fraca, mas constante, o que impede que seja iniciada a obra de recuperação da pista que desmoronou por conta rompimento da tubulação de um córrego.

Outra rodovia da região que teve problemas com a chuva foi a MS-295, km 45, em Eldorado. Houve um desmoronamento que atingiu o acostamento, e o problema já foi solucionado. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu aviso de ocorrência de chuvas intensas (de 20 a 30 milímetros por hora) no Sul do Estado nos próximos dias.

A rodovia MS-141 liga Ivinhema a Naviraí, sendo um dos caminhos para quem vai para o Paraná. A orientação para quem está na região de Naviraí e pretende se deslocar até Ivinhema, é seguir pela rodovia BR-163 até Dourados, depois Caarapó até chegar na MS-376, num percurso de aproximadamente 270 quilômetros, passando por Fátima do Sul, Vicentina, Glória de Dourados e Deodápolis. Segundo a Defesa Civil Estadual, o Cptec emitiu aviso de ocorrência de chuvas intensas na região sul de Mato Grosso do Sul.

Fonte: ivinoticias

Ivan Andrade Leite, de 24 anos, chegou a ser socorrido, mas não resistiu

O técnico agrícola Ivan Andrade Leite, de 24 anos, morreu depois de se envolver em acidente de trânsito na madrugada de hoje, na MS-276, entre Indápolis, distrito de Dourados, e Lagoa Bonita, em Deodápolis.

Segundo informações do site Vicentina Online, por volta das 2h, Andrade conduzia uma Chevrolet Montana quando perdeu o controle da direção e bateu em árvore às margens da rodovia.

O Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados e quando chegaram ao local encontraram o jovem preso às ferragens. Ele recebeu os primeiros socorros e morreu a caminho do hospital.

A polícia também foi ao local e apura as circunstâncias do acidente.

Fonte: Correio do Estado

Itaquiraí fica distante cerca de 200 quilômetros de Nova Andradina

Joaquim Alves, de 58 anos, foi encontrado morto dentro de um veículo na cidade de Itaquiraí. O fato que chama a atenção, no fato ocorrido na manhã desta quarta-feira (20), é que ele estava em um Ford/Fiesta, cor prata, com placas de Nova Andradina.

Segundo as informações a que o Nova News teve acesso, o carro estava estacionado na Rua Sete de Setembro, esquina com a Rua Dourados, fundos do Detran, no município que fica distante cerca de 200 quilômetros de Nova Andradina.

A suspeita aparente é que o homem sofreu infarto. Ele não apresentava lesões. A Polícia Militar isolou o local até a chegada da Perícia Criminal e Polícia Civil. O caso foi registrado como morte a esclarecer.

Fonte: Nova News

A liminar ingressada pela Promotoria de Justiça de Anaurilândia foi aceita pela juíza substituta Camila Mattioli Figueiredo

O ME (Ministério Público Estadual), por meio da Promotoria de Justiça de Anaurilândia, obteve liminar que obriga a Vivo a oferecer internet 3G e a serviços de ligação de forma adequada, cessando a interrupção dos serviços no município. A ação civil pública foi ajuizada pelo promotor Allan Thiago Barbosa Arakaki que, com pedido liminar, requereu a condenação da empresa.

Segundo a ação, a própria Vivo relatou que não fornece os serviços de internet de telefonia móvel 3G na cidade, apenas 2G, “porém, vende aos consumidores locais os serviços e pacotes naquela modalidade, o que representaria quebra da boa-fé objetiva, porquanto lucra na exploração de serviços que não oferece na localidade”.

“Apontou-se ainda a inadequação dos serviços por falta de atualidade e generalidade, causando sérios prejuízos aos consumidores da Comarca de Anaurilândia, visto que celebram um contrato com serviços de internet móvel 3G, porém, não usufruem dele por falta de estrutura a ser fornecida pela empresa requerida, além das interrupções das chamadas feitas no local”, descreve Arakaki.

A liminar ingressada pela Promotoria de Justiça de Anaurilândia foi aceita pela juíza substituta Camila Mattioli Figueiredo, que determinou à Vivo a atualização da tecnologia móvel para velocidade 3G, sob pena de multa diária de R$ 10 mil, bem como determinou que se preste o serviço de telefonia móvel de forma regular e contínua aos usuários do Município de Anaurilândia.

Fonte: Jornal da Nova

A Polícia Civil de Angélica, desenvolveu nos dias 14 e 15 de dezembro, uma operação denominada "Boas Festas", que tem como objetivo coibir o tráfico de drogas, apreender armas, munições e recuperar objetos furtados.

Segundo informações ao Site Plantão Angélica, a equipe da PC cumpriu onze mandados de busca apreensão, ocasiões as quais foram recuperados objetos furtados e sete pessoas foram presas por tráfico de drogas, receptação e porte ilegal de arma de fogo.

A referida operação também foi estendida ao Distrito de Ipezal, onde os civis realizaram buscas pessoais nos bares e na praça municipal.

Foram abordadas aproximadamente 150 pessoas em Angélica e Ipezal, foram vistoriados ainda 48 bares e lanchonetes e 18 veículos automotores. Esse resultado foi através de dois dias de exaustivos trabalhos investigativo da Polícia Civil de Angélica.

Mais uma vez a população foi beneficiada com a prisão de traficantes, furtadores, receptadores e pessoas com porte de armas. Vale ressaltar ainda que este é mais um grande resultado obtido pelos civis que prenderam pessoas conhecidas no mundo do crime, principalmente por comercializarem drogas e receptarem mercadorias.

Denúncias ao setor de investigação através do telefone: (67) 3446-1609.

Fonte: Plantão Angelica

Polícia encontrou filha tomando tereré

Após uma denúncia de maus tratos, a Polícia Militar encontrou uma mulher de 52 anos dentro de casa com as janelas e portas trancadas por volta das 16h deste sábado (16), em Itaporã – a 228 quilômetros de Campo Grande. Ela estava deitada na cama e com dificuldade para falar, mas conseguiu dizer aos policiais que estava sem almoçar. Uma das filhas é quem a mantinha trancafiada.

A casa possui duas portas: uma estava bloqueada com um armário e outra com uma corrente, trancada com o cadeado do lado de fora. Para entrar na casa, os policiais precisaram cortar a corrente.

Vizinhas informaram à polícia que a vítima é agredida constantemente por uma das filhas. A agressora chama a mãe de "veia louca", "sua velha safada", "sua velha fingida" e puxa a mãe pelo cabelo.

Ainda segundo as vizinhas, ela deixa a mãe trancada dentro da casa mesmo sabendo que a matriarca é doente, tem transtorno bipolar, depressão, esquizofrenia e mal consegue se locomover.

Uma das vizinhas contou que presenciou por várias vezes a idosa pedindo socorro por estar trancada e, em algumas, estava até chorando por não poder sair de casa. Ela dizia ainda os filhos têm vergonha de sair com ela.

A suspeita de maus-tratos foi encontrada na casa de uma das irmãs, tomando tereré.
De acordo com o registro policial, ela disse ter ciência que a mãe é doente, que não pode ficar sozinha e que estava sem almoçar.

Uma outra filha assumiu o compromisso de cuidar da idosa. A filha suspeita irá responder criminalmente por maus tratos.

Fonte: Midiamax

O descarte de entulhos e restos de construções em áreas de proteção ambiental constitui-se crime e essa prática tem sido combatida de forma rigorosa em Dourados. Recentemente, o Imam (Instituo de Meio Ambiente) anunciou a disponibilização de caçambas para a coleta dos resíduos da construção civil para pequenos usuários, inicialmente, nos ecopontos do Parque do Lago (rua Lindalva Marques), Vila Cachoeirinha e Parque das Nações.

No entanto, ainda há os que preferem descartar todo tipo de material em áreas públicas, muitas delas consideradas de proteção ambiental. Foi o caso registrado nesta quinta-feira (14), quando, por volta de 9h50, uma guarnição da Guarda Municipal foi acionada para apoiar fiscal do Imam que flagrara o descarte de resíduos sólidos oriundos da construção civil (plásticos, madeiras, ferragens, entre outros) em área de preservação ambiental denominada Zeia (Zona Especial de Interesse Ambiental) e também APP (Área de Proteção Permanente), na região do Jardim Flórida II.

No local, o fiscal informou que o condutor de um caminhão Mercedes Benz L1620, ano 1996, da cor branca, placas HRI 0302, de Dourados, ao ser abordado descartando entulho, abandonou o veículo com a chave na ignição. Identificado, o proprietário do caminhão foi arrolado como infrator e o veículo apreendido e encaminhado para o 1º Distrito Policial.

Lavrado o auto de infração, o proprietário do caminhão foi multado em R$ 3 mil e ainda notificado a recolher todo o material da área, destinando-os a um local adequado e informar ao Instituto do Meio Ambiente sobre a destinação e ainda comprovar que o local está limpo. O não cumprimento, no prazo de 30 dias, poderá acarretar em outras penalidades previstas na legislação ambiental vigente.

ECOPONTOS

O diretor-presidente do Imam, Fábio Luís da Silva, menciona que é preciso que a população se conscientize que não é correto descartar lixo nas vias públicas, muito menos em áreas ambientais, e procure utilizar as caçambas para o descarte dos restos de construção civil.

Os ecopontos do Parque do Lago (rua Lindalva Marques), Vila Cachoeirinha e Parque das Nações funcionam no horário das 7h30 às 17 horas.

Fonte: Dourados News

Com a medida, novo tributo deve cair mais da metade e garantir mais qualidade de vida à população, assegurou prefeito em entrevista coletiva

Em entrevista coletiva convocada pelo próprio Executivo municipal, o prefeito Gilberto Garcia (PR) revelou mudanças no Projeto de Lei Complementar n°. 9/2017, popularmente conhecido como "taxa do lixo". A medida será votada na próxima segunda-feira (18) e traz alterações que reduziriam em mais da metade o valor do futuro tributo, caso seja aprovado pelos vereadores.

“Retiramos a taxa de recolhimento, portanto, haverá só a taxa de tratamento, como acontece com o esgoto. Com a nova tabela, o custo anual girará em torno de R$ 1,7 milhão, sendo cerca de R$ 147 mil por mês”, explicou o gestor ao afirmar que, dividindo a conta pelo número de habitantes, o montante representaria cerca de R$ 2,83 por pessoa.

Gilberto, inclusive, apresentou uma tabela simulando os valores que serão cobrados por residência. No caso do próprio prefeito, ele pagaria cerca de R$ 176,58 por ano, enquanto o vice-prefeito Nenão (PMDB) arcaria com R$ 72,13 referentes futura taxa de lixo, conforme estima a simulação.

Por outro lado, a própria tabela mostra que, no caso de algumas empresas, o valor poder ser um pouco mais ‘’salgado’’. Há casos de empresários, no distrito industrial José Marques, por exemplo, que irão pagar R$ 3.553,74, mas também há situações em que o munícipe terá que disponibilizar menos de R$ 20,00 para quitar o tributo.

Com o novo modelo, Gilberto considerou os valores simbólicos diante do que representará em qualidade de vida à população “Será um financiamento para o tratamento do lixo e do passivo ambiental causado ao logo do tempo, assim como determina a lei”, complementou o chefe do Executivo.

Na mesma linha, o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Integrado, Hernandes Ortiz, pontuou que a iniciativa resultará em uma série de benefícios, especialmente para por fim ao excesso de moscas, a exemplo do que já acontece em diversas cidades. “É questão de saúde pública”, disse.

Em relação às críticas que o Executivo tem recebido, especialmente no que se refere aos questionamentos em relação ao pagamento do IPTU, o secretário da Semadi reiterou que o valor arrecadado não é o suficiente para cobrir as despesas com o tratamento de resíduos sólidos.

“O IPTU não alcança o tratamento do resíduo. É um novo serviço que será prestado, por isso a necessidade de constituir essa nova cobrança. É algo muito além do que tirar o lixo do lugar, é tratar e dar a destinação correta”, afirmou ao complementar que com a implantação questões ambientais como a contaminação no lençol freático também devem ser sanadas.

Quanto à cobrança, caso seja aprovada pelos vereadores, o prefeito Gilberto Garcia acrescentou que ela não ocorrerá de maneira imediata e que seguirá os mesmos moldes do que ocorre atualmente com as taxas de tratamento de esgoto. “Na hora que o lixo começar a ser tratado é que será cobrado. Não é imediato”, concluiu.

Fonte: Jornal da Nova

Pagina 6 de 16

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top