×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 630

Região (237)

Nesses últimos dias, muito se tem especulado sobre possíveis sequestradores, que estariam agindo no município de Angélica, fato este que está circulando nas redes sociais e vem causando pânico em toda população, principalmente os pais.

Ocorre que uma moradora de Dourados emitiu um áudio via WhatsApp, informando que na referida cidade havia um casal circulando com um veículo preto, tentando sequestrar crianças, e a suspeita era de que os mesmos usariam-nas para o comércio de tráfico de órgãos.

De acordo com a mulher, o casal já teria agido por algumas vezes, onde em uma das ocasiões, a mãe estaria na varanda de sua casa com a criança, momento em que teria ido buscar um copo de água na cozinha, e a sequestradora teria adentrado sua casa, segurado a criança e o carro preto já estaria na frente da residência com a porta aberta para facilitar o crime, porém, por sorte, a mãe teria percebido a tempo, conseguindo puxar seu filho para dentro.

Ainda no áudio, a mulher informou que em Dourados já haviam registrado três casos, porém como as situações alarmaram toda a população, acredita-se que os sequestradores teriam fugido da cidade e tentariam praticar o crime em cidades menores.

Diante de todas as informações que chegaram até nossa redação, a reportagem resolveu aprofundar-se no caso, onde nesta manhã entrou em contato com a Delegacia de Polícia Civil para saber maiores informações.

O que foi relatado à redação é que, até o presente momento, nada teria sido constatado no município do Angélica ou nas cidades vizinhas, porém tanto a Polícia Civil quanto a Polícia Militar já estão tomando todas as providências cabíveis sobre o caso, visto que até nas Escolas já foram emitidos alguns comunicados.

Por enquanto são apenas especulações e boatos sobre os possíveis sequestradores estarem na região. Toda via é de suma importância que a população fique atenta a qualquer fato e, se virem algo suspeito, contatem imediatamente a Polícia de Angélica.

Ocorre que uma moradora de Dourados emitiu um áudio via WhatsApp, informando que na referida cidade havia um casal circulando com um veículo preto, tentando sequestrar crianças, e a suspeita era de que os mesmos usariam-nas para o comércio de tráfico de órgãos.

De acordo com a mulher, o casal já teria agido por algumas vezes, onde em uma das ocasiões, a mãe estaria na varanda de sua casa com a criança, momento em que teria ido buscar um copo de água na cozinha, e a sequestradora teria adentrado sua casa, segurado a criança e o carro preto já estaria na frente da residência com a porta aberta para facilitar o crime, porém, por sorte, a mãe teria percebido a tempo, conseguindo puxar seu filho para dentro.

Ainda no áudio, a mulher informou que em Dourados já haviam registrado três casos, porém como as situações alarmaram toda a população, acredita-se que os sequestradores teriam fugido da cidade e tentariam praticar o crime em cidades menores.

Diante de todas as informações que chegaram até nossa redação, o Site Plantão Angélica resolveu aprofundar-se no caso, onde nesta manhã entrou em contato com a Delegacia de Polícia Civil para saber maiores informações.

O que foi relatado à redação é que, até o presente momento, nada teria sido constatado no município do Angélica ou nas cidades vizinhas, porém tanto a Polícia Civil quanto a Polícia Militar já estão tomando todas as providências cabíveis sobre o caso, visto que até nas Escolas já foram emitidos alguns comunicados.

Por enquanto são apenas especulações e boatos sobre os possíveis sequestradores estarem na região. Toda via é de suma importância que a população fique atenta a qualquer fato e, se virem algo suspeito, contatem imediatamente a Polícia de Angélica.

Fonte: Plantão Angelica

Na noite desta terça feira (4) os policiais da equipe de Força Tática de Fátima do Sul efetuaram a detenção de um indivíduo de 42 anos, vulgo “Pequeno”.

Conforme apurou o site Ivinotícias após checagem foi constatado que o mesmo encontrava-se foragido.

Diante dos fatos, o autor foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil da cidade para os demais procedimentos cabíveis.

IVINOTICIAS

Apenas um trabalhador ficou ferido com o acidente e foi socorrido

Um ônibus que realizava o transporte de trabalhadores para o corte de eucalipto na região de Santa Rita do Pardo, tombou durante a madrugada desta segunda-feira (26) na MS-395.

O acidente aconteceu a cerca de 20 quilômetros de Bataguassu, mais precisamente sobre a ponte do córrego Buriti, localizada na MS-395, entre as cidades de Bataguassu e Brasilândia.

De acordo com informações apuradas com os trabalhadores, o condutor do ônibus com placas de Campo Grande (MS), por motivos desconhecidos perdeu o controle direcional, e colidiu o contra o Guard Rail. Com a colisão o coletivo subiu sobre guard rail e deslizou por todo ele, parando somente após o termino da estrutura, do outro lado da ponte, quando o coletivo, tombou em meio à pista de rolamento, interditando a rodovia nos dois sentidos.

No ônibus segundo um dos ocupantes, seguiam aproximadamente 30 trabalhadores, que seguiam para uma fazenda na região de Santa Rita do Pardo, onde estão trabalhando com o corte de eucalipto e uma propriedade rural. Segundo o trabalhador, eles estariam voltando da folga e iriam permanecer durante toda a semana em Santa Rita do Pardo.

Por conta do sinal de telefonia no local ser bastante falho e alguns pontos pegarem apenas sinal do estado de São Paulo, o contato foi realizado aos bombeiros daquele estado, sendo posteriormente o informe do acidente repassado aos militares de Bataguassu.

De acordo com os trabalhadores que estavam no local, apenas um homem ficou ferido, e foi encaminhado para o Pronto Socorro Municipal de Bataguassu.

Para saírem do coletivo, eles retiram o vidro traseiro e também utilizaram as entradas de ar, que ficam localizadas no teto do veículo. Os trabalhadores permaneceram no local, no aguardo de outro ônibus, que realizaria o transporte dos mesmos até o local onde irão trabalhar.

Fonte: Jornal do Estado

Quase 1 ano depois, o assassinato do major Valdeni Lopes Nogueira, 40 anos, pela mulher, tenente-coronel Itamara Nogueira Vieira, 45 anos, ocorrido em Campo Grande, tem um novo capítulo. Há 4 meses, a Polícia Militar descobriu que o pistoleiro Robson William da Silva Medina, 26 anos, havia sido contratado para executá-la.

A mãe e a filha dela, também seriam mortas, de acordo com relatos do rapaz na época. Ele foi preso em flagrante no mesmo dia pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), ficou quatro meses detido no Presídio de Trânsito e foi solto no dia 3 de junho, após ter sido julgado e inocentado pela Justiça. As mandantes seriam Glória Lúcia Lopes Nogueira e Ângela Lucimar. As duas são ex-cunhadas de Itamara, que moram na cidade de Amambai.

Conforme o processo, no dia 10 de fevereiro deste ano, por volta do meio-dia, a mãe de Itamara foi surpreendida pelo homem em uma motocicleta que rondava a sua casa, no Bairro Coophatrabalho. Ele disse à mulher que a família dela corria risco de morte, pois havia sido contratado “como pistoleiro” em uma fazenda para matar as três mulheres.

Ao ser questionado sobre o motivo do alerta sobre os assassinatos, Robson alegou que havia desistido da ideia. Contudo, precisava de dinheiro ou caso contrário “executaria o serviço”. Com medo da situação, a mãe de Itamara pediu que o homem aguardasse do lado de fora do portão porque, primeiro, consultaria o advogado da família. Ela, então, entrou para o interior da residência e ligou para a filha, que acionou a Polícia Militar.

Robson foi preso em flagrante e autuado por extorsão e homicídio qualificado na forma tentada. Na delegacia, o rapaz afirmou que as execuções haviam sido encomendadas pelas ex-cunhadas da PM . O motivo seria para vingar a morte de Valdeni, irmão das mandantes. Como prova de que havia sido contratado, o rapaz mostrou fotos das três vítimas.

O suposto pistoleiro foi julgado e absolvido pelo juiz Waldir Peixoto Barbosa, da 5ª Vara Criminal. “Fato é que não há como condená-lo, vez que as provas demonstram não demonstram com certeza sua participação na empreitada criminosa”, justificou o magistrado a sua decisão.

Procurado, José Roberto Rodrigues da Rosa, advogado de Itamara, disse que não acompanhou o caso, mas que vai pedir o translado da ação penal para o processo que julga a tenente-coronel. A PM ainda não foi julgada.

O Campo Grande News tentou falar, por meio de mensagem no Facebook, com Glória e Ângela, mas até o fechamento deste texto não obtido retorno. A reportagem também ligou para o celular de Valdeci Alves Nogueira, 49 anos, irmão das duas mulheres citadas. Porém as ligações não foram atendidas.

No relatório do inquérito que consta do processo contra o pistoleiro, a delegada Elaine Benicasa informa que o cópias da investigação seriam repassadas à delegacia de Amambai para providências cabíveis. Perguntado se o caso está sob investigação, o delegado da cidade, Mikaill Alessandro Gouvea Faria, informou que não recebeu pedido de apuração do caso e que, pelas informações que circulam na cidade, não há prova concreta que incrimine as duas irmãs. “Elas são conhecidas na cidade. São pessoas do bem”.

Caso - No dia 12 de julho do ano passado, a tenente-coronel matou o marido com dois tiros, depois de uma discussão na casa onde moravam. Valdeni chegou a ser socorrido, mas morreu na Santa Casa. A policial afirmou à polícia que foi vítima de violência doméstica. Em depoimento, Itamara relatou que foi agredida com socos e tapas, ameaçada de morte pelo marido e agiu em legítima defesa.

campo grande news

Um empresário do ramo de lanches em Naviraí, juntamente com sua família, foi vítima de um roubo na noite de ontem, onde todos ficaram reféns dos criminosos por mais de 2h30m.

Por volta das 23h45m, o empresário de 52 anos, chegava a sua residência juntamente com sua esposa, aborde de uma caminhonete S10 de cor branca placa NSD-2483 de Naviraí/MS, quando foram surpreendidos por três indivíduos que encapuzados e armados anunciaram o assalto.

Ao ser rendido, o casal foi obrigado a adentrar na residência, onde estavam as duas filhas do casal e um neto sendo uma criança de colo.

Toda a família foi colocada na sala da residência, ficando na mira dos ladrões que armados com um revolver e uma pistola, exigiram todo o dinheiro que o empresário possuía na casa.

Após entregar o dinheiro para os bandidos, o empresário ainda foi obrigado a desengatar um trailer de lanche de sua caminhonete que foi levada por um dos indivíduos.

A família continuou reféns dos outros dois ladrões até as duas a manhã desta segunda-feira (19), quando então foram levados e trancados para um dos quartos da residência. Os aparelhos celulares da família também foram pegos pelos ladrões.

Por volta das 2h30m, ao perceberem que os outros dois ladrões já teriam deixado a residência, a família conseguiu sair do quarto e acionar a Polícia Militar.

A família não soube descrever as características dos ladrões, pois os mesmo usavam toucas, luvas e blusas de manga compridas. O empresário disse ainda que não sabe se os outros dois indivíduos que ficaram por último na residência, fugiram do local em algum carro ou em duas bicicletas pertencente à família e que também foram levadas pelos autores.

O caso foi registrado no 1ª DP (Delegacia de Polícia Civil), como roubo majorado pelo emprego de arma, e segue sendo investigado.

Fonte: Ta Na Midia Navirai

Dois dias depois de recuperar o iPhone perdido graças a boa vontade do estudante Lucas do Nascimento, a dona do celular, Ana Paula Benvenuti, voltou à casa do garoto para entregar a recompensa pedida por ele quando encontrou o objeto, um pastel de carne.

O pedido foi feito por Lucas em tom de brincadeira nas redes sociais, mas, Ana Paula nem tocou no assunto quando buscou o telefone, porque não sabia do pedido, segundo disse ao portal G1, mas a falta de recompensa gerou polêmica

Pessoas que compartilharam a publicação criaram a hashtag #cadeopasteldolucas. Porém, na terça, a estudante ligou para o rapaz combinado de levar o pastel para ele.

"Fiquei sabendo da história do pastel quando cheguei em casa e fui abrir meu Facebook. Conversei com ele [Lucas] e falei que ia voltar pra levar e ele disse que não precisava, que tinha pedido de brincadeira, mas fiz questão de levar. E só não levei antes porque minha mãe trabalha o dia inteiro", explicou a adolescente ao G1.

O reencontro foi registrado em foto e teve pastel de carne, suco de laranja e muita conversa durante um café na casa de Lucas.

Lucas postou a imagem no mesmo grupo de classificados onde anunciou ter achado o celular. "Pastel na mão, galera! Tamo junto, Ana", escreveu o estudante.

Mais de 7 mil usuários curtiram a publicação e vários comemoraram o final feliz parabenizaram os dois.

Alguns até brincaram que os jovens formam um casal bonito, mas Ana Paula desconversou sobre o assunto e deu risada durante entrevista ao G1.

O jovem encontrou o telefone no chão e postou uma foto do celular nas redes sociais no domingo (11), pedindo um pastel como recompensa para devolver o aparelho.

"Alguém conhece a mocinha dona desse iPhone? Encontrei em frente à conveniência da Euclides ontem... (quero um pastel de carne de recompensa). Obs.: sem pastel, sem Iphone rsrsrsrs", disse o jovem em um grupo de anúncios no Facebook.

A publicação viralizou e chegou até a dona do celular em poucas horas. No mesmo dia, ela foi buscar o aparelho na casa de Lucas.

Fonte: Dourados News

Acidentes na rodovia que liga Nova Andradina a Ivinhema continuam em alta

“O Governo do Estado brinca com a nossa vida”. Essa é uma das frases mais comuns de serem lidas nas redes sociais, postada por motoristas que trafegam pela rodovia MS-276, especialmente no trecho que liga Nova Andradina a Ivinhema. Sem manutenção, os acidentes na via continuam em alta.

Apenas nas últimas semanas, essa é a terceira que o Jornal da Nova aborda o assunto, mas, até momento, nenhuma providência foi tomada. O Executivo sul-mato-grossense tem conhecimento do assunto, entretanto, não tomou nenhuma providência, apesar do volume de reportagens, ofícios e indicações de vereadores alertando os perigos.

Nesta segunda-feira (5), o Jornal da Nova voltou ao local e registrou um aumento considerável no número de buracos, situação que se agrava por conta da ausência de serviços paliativos por parte do Governo estadual, como operações tapa-buracos, ou, até mesmo, recapeamento asfáltico.

Em alguns pontos, a própria população buscou meios de se evitar danos maiores, preenchendo os buracos com entulhos, contudo, a alternativa pode prejudicar os motoristas, por conta de não garantir estrutura para suportar peso e fluxo. Os chamados “borrachudos” também podem ser verificados em grande quantidade.



Cidadão pode processar o Estado
Por ser responsabilidade do Estado, neste caso, a conservação e a garantia de trafegabilidade da rodovia, o cidadão que se envolver em um acidente, em decorrência da ausência desses serviços, pode ingressar com uma ação contra o Executivo sul-mato-grossense.

Em todo o País, já existem diversas jurisprudências sobre o assunto, cuja as vítimas receberam indenizações por sofrerem danos materiais em acidentes ocasionados em decorrência de buracos em vias públicas, tanto no âmbito do município, como Estado e União ou concessionárias.

Fonte: Jornal da Nova

 

Na noite deste sábado (03), por volta das 18h30min, dois bandidos armados anunciaram um assalto na Farmácia Popular, situada na Rua Stefan Dudas, centro do município de Angélica.

Segundo informações, dois bandidos, um deles armado com arma de fogo, desceram de uma moto e anunciaram o assalto, ao qual levaram celular e uma quantia em dinheiro ainda não apurada.

O assaltante que estava armado não estava encapuzado, já o outro estava com o rosto coberto, dificultando sua identificação.

A Polícia Civil e Polícia Militar de Angélica estão neste momento em diligências pela cidade a fim de localizar e identificar os referidos assaltantes. Os Policiais pedem ainda que qualquer pessoa que souber de alguma informação ou o paradeiro dos bandidos, entrar em contato imediatamente com os mesmos, frisando ainda que sua identificação será totalmente preservada.

Fonte: Plantão Angelica

A tarifa de abastecimento de água e coleta de esgoto de 68 municípios de Mato Grosso do Sul vai ser reajustada a partir do dia 1º de julho. Conforme portarias da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) e da Empresa de Saneamento do estado (Sanesul) publicadas nesta segunda-feira (29) no Diário Oficial, o índice vai variar de 4,57% a 4,08% de aumento.

O índice maior, 4,57% vai ser aplicado apenas para os consumidores de Três Lagoas, município que tem data base para o reajuste em março e levará em conta a variação da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre abril de 2016 e março de 2017.

Para as outras 67 cidades, que têm data de revisão tarifária em abril, o percentual será um pouco menor, 4,08%. Neste caso será aplicado o acumulado do IPCA entre maio de 2016 e abril de 2017.

Terão esse percentual de reajuste os municípios de: Água Clara, Alcinópolis, Amambai, Anastácio, Anaurilândia, Angélica, Antônio João, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Aral Moreira, Bataguassu, Batayporã, Bodoquena, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Caracol, Coronel Sapucaia, Chapadão do Sul, Corumbá, Coxim, Deodápolis, Dois Irmãos do Buriti, Douradina, Dourados, Eldorado, Fatima do Sul, Figueirão, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Itaquiraí, Ivinhema, Japorã, Jardim, Jateí, Juti, Ladário, Laguna Carapã, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Paranhos, Pedro Gomes, Ponta Porã, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Ribas do Rio Pardo, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Sete Quedas, Sidrolândia, Sonora, Tacuru, Taquarussu, Terenos e Vicentina.

Além de estipular os percentuais de reajuste, as portarias ainda detalham a estrutura tarifária para as diferentes faixas de consumo residencial e comercial. Também estipulam os critérios para a concessão da chamada tarifa social, que assegura a população carente um desconto de 62,25% sobre o valor da tarifa vigente.

Fonte: Jornal da Nova

Um morador de 38 anos foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros na cidade de Jardim, depois de ter ateado fogo em sua residência quando tentava matar ‘satanás’, na noite desta quarta-feira (24).

Os vizinhos acionaram a polícia achando que o homem brigava e agredia crianças na residência. Ao chegarem ao local encontraram apenas o morador no imóvel com uma garrafa de álcool nas mãos, momento em que ele jogou o líquido e ateou fogo na residência.

O morador se recusava a sair da casa afirmando que dentro do imóvel estava o ‘capiroto’, o ‘satanás’, e que ele precisava matá-lo. Os militares conseguiram retirar o homem, que teve os cabelos chamuscados pelo fogo.

 

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas como a casa era de madeira ficou totalmente destruída. O morador foi levado ao hospital para atendimento médico.

(Mídia Max)

Pagina 13 de 17

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top