Bolsonaro está parecendo o Felipão, diz Onyx sobre troca de ministros

11 Abril 2019
(0 votos)
Autor 
Em dezembro do ano passado, Bolsonaro se juntou aos jogadores do Palmeiras e levantou a taça de campeão conquistada pelo time de Felipão — agora, o ministro Onyx Lorenzoni o comparou ao técnico Foto: Nelson Almeida / AFP

A atuação do presidente Jair Bolsonaro nos 100 primeiros dias à frente do governo federal foi comparada nesta quinta-feira à do técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, no comando do Palmeiras em 2018, quando o time foi campeão brasileiro. Para o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o chefe do Executivo fez ajustes em sua equipe, entre elas a demissão de dois ministros e diversas trocas no segundo escalão, assim como o treinador fez para levar o time do coração do presidente ao título nacional.

— O presidente está parecendo o Felipão, que entrou e arrumou o Palmeiras. (...) O presidente está fazendo os mesmos ajustes que o Felipão fez no ano passado. Deu certo e vai dar certo — declarou Lorenzoni ao ser questionado sobre o que deu errado no planejamento em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, após a cerimônia que marcou os primeiros 100 dias do governo Bolsonaro. No seu "exemplo futebolístico", o ministro disse ainda que times de futebol podem se assemelhar a um governo.

— Às vezes a gente bota pra jogar aqueles que a gente acha que vão render e aí, por uma questão às vezes de ordem pessoal, por uma questão do momento, não têm aquele rendimento que a gente acha que vai funcionar — disse, acrescentando que o Palmeiras "flertou" com o rebaixamento no início do torneio.

Na verdade, o técnico do pentacampeonato mundial da Seleção Brasileira em 2002, marcado recentemente pelo 7 a 1 sofrido contra a Alemanha na Copa de 2014, assumiu o clube paulista quando a equipe estava na 6ª posição, na 17ª das 38 rodadas do Brasileirão. O Palmeiras assumiu a liderança dez jogos depois.

Nos primeiros 100 dias, Bolsonaro demitiu os ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, e, na última segunda-feira, o da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. Houve ainda diversas trocas em pastas como o MEC e o das Relações Exteriores.

'HUMILDADE'

Onyx então lembrou que, desde a semana passada, Bolsonaro recebeu presidentes de 13 partidos, e só a Casa Civil foi visitada por mais de 350 parlamentares. Em seguida, admitiu erros na condução do governo e disse que é preciso ter humildade.

— O diálogo vem sendo feito. Nós estamos, e a gente vem dizendo desde o período da transição, mudando a cultura de como se relaciona o governo com a sociedade, com o parlamento e dentro de si próprio (...) Então esse é um processo que a gente precisa ter humildade de saber que nem tudo que a gente acha que está certo, está certo. Tem que ter humildade também de saber que a gente erra, e a gente erra, e para corrigir. E nisso o presidente é talvez o maior símbolo do nosso governo, em termos de ser uma pessoa humilde, que não tem medo de dizer que não conhece uma coisa e chamar as pessoas que conhecem, se aconselhar com qualquer um de nós — afirmou.

O ministro disse ainda que o governo sabe que precisa ter paciência, já que não adiantar "dar um Google e ver como se monta um governo num país latino-americano sem 'toma-lá-dá-cá'".

— Não tem essa fórmula escrita em lugar nenhum. E a gente está fazendo isso respeitando os partidos, os parlamentares (...) Nós estamos aprendendo. E tem que ter um pouquinho de paciência com a gente. A gente tem paciência, mas tem resiliência. A gente tem norte, sabe pra onde vai. Estamos assentados num bom método. Nosso planejamento está produzindo resultados para as pessoas, que é o importante. E eventuais desacertos foram apenas pontuais. Acho que o balanço (...) é muito positivo. Isso demonstra que o eixo está certo. Pequenos ajustes, a gente reconhece que são necessários.

Questionado se a interlocução com dirigentes partidárias já se reverteu em uma expectativa de votos já garantidos para aprovar a reforma da Previdência no Congresso, Onyx decidiu retomar a metáfora para o futebol.

— Eu tenho umas latinhas guardadas lá em casa, joguei muita bola na várzea. Levantei alguns canecos como capitão dos times que joguei. Eu nunca me preocupei se eu ia empatar, ganhar de 1 a 0 ou de 3 a 0. O importante era faixa no peito e taça no armário. Se Deus quiser, o Brasil bota a taça no armário de atingir o equilíbrio fiscal com a aprovação da nova Previdência. Lá na hora final, nós vamos ganhar final, que é o que importa. Não adianta golear todo mundo, chegar lá na final e perder o jogo. Nós vamos nos preparar para ser campeões a favor do Brasil.

Fonte: Extra

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

 

505 : Visualizações
Redação

Salvar

 PUBLICIDADE 

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, comunica a todos estará realizando a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De 10 a 19 de abril, vacinação para as Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes.

De 22 de abril a 31 de maio para todos os grupos prioritários Taís como: Idosos acima de 60 anos de idade, funcionários da saúde, professores, Puérperas (ate 45 dias após o parto) e crianças 6 meses ate 5 anos 11 meses 29 dias, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinica especial, não se esquecendo da prescrição medica que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

O Dia D previsto para o Dia 04 de maio de 2019 no posto de saúde das 8:00 as 17:00 horas.

Todos devem procurar o posto de saúde com sua carteira de vacinação das 7:00 h às 11:00 h e das 13:00 as 17:00 horas durante a semana.

 

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top